O lado sombrio de seus olhos

Já cansei de dizer o quanto o projeto "inteligente" nos deu ferramentas tão vagabundas quanto nossos olhos e cérebros. Vemos o que queremos, ouvimos o que queremos e até sentimos frio e calor ao mesmo tempo, enquanto a porqueira de nossa massa cinzenta acha que está tudo nos conformes. Nossos olhos são os mais enganados, pois o ambiente nunca está estático, está sempre mudando e as informações que chegam na gambiarra evolutiva chamada "cérebro" estão tão fragmentadas que nem sempre se tem um quadro do que efetivamente está acontecendo. Resultado, o tosco do cérebro não dá o braço a torcer (ainda bem, pois as pessoas andariam na rua em poses estranhas) e acaba inventando a informação. Se antes era o problema de que lado a bailarina estava dançando, agora temos um outro a resolver: como distinguir o claro do escuro?

Veja a imagem a abaixo e me diga: qual quadrado é mais claro, o A ou o B?

Obviamente, você respondeu A, e não tão obviamente você está errado. Os dois são iguais!

Ei, essa não! Você não vai me enganar com essa. Todos estamos vendo o quadrado A mais escuro, seu pulha!

Não. Isso é o que seu cérebro quer que você pense. Você está sendo manipulado. Abra os olhos e saia da Matrix. O mundo não é como você vê. Tome esta pílula vermelha e tente de novo.

É o A, tenho certeza!

É difícil acabar com as ilusões… Bem, vamos meter a mão na massa e provar nossas alegações, pois sempre cabe ao afirmante o ônus da prova. Antes, porém, devo dizer que a imagem acima foi retirada do site do dr. Edward H. Adelson, do departamento do Cérebro e Ciências Cognitivas do MIT. Ele propôs esta ilusão, com uma explicação sobre o que acontece, a qual reproduzirei aqui, mas com um detalhe: As provas pelas quais ele demonstra a ilusão foram testadas por mim. As imagens abaixo foram editadas aqui em meu PC. Para tanto, faremos uso do famoso Photoshop, que faz um bom trabalho pra editar fotos, quando não serve de sistema anti-rugas e rejuvenescimento.

A imagem ao lado (na qual você clicará se for esperto, de modo que possa vê-la  em toda a sua glória) mostra que eu peguei o "código" da cor do quadrado B. Este código é uma representação numérica de como as luzes interagem para formar as cores.

Explico: Aprendemos que as cores primárias são o azul, vermelho e amarelo. Só que na hora de compor as cores, usa-se a interação de feixes de luz cujos comprimentos de onda sejam referentes às cores vermelho, azul e verde (Red, Blue and Green). Assim quando a tela do seu computador fica toda azul, a intensidade de vermelho é zero, a intensidade do azul é total (ou 255) e a intensidade do verde é nula, também. Para compor qualquer cor, eu identifico a intensidade de cada um e faço a mistura. É assim que os monitores funcionam, mas muito dificilmente dará resultado em sua aquarela, já que estamos falando de luz e não tinta, onde entram fatores como a composição química dos pigmentos. Maiores informações na Wikipédia mais próxima de você.

Muito bem, eu peguei este código que você viu ali na imagem 2 e criei dois retângulos verticais, de forma que passassem "por dentro" dos quadrados A e B. E o resultado foi…

O bom dr. Andelson recomenta outros testes, como imprimir a imagem e recortar os quadrados a fim de compará-los. Entretanto, creio que não será preciso. No blog do Bad Astronomy (de onde tirei a ideia de fazer esta postagem e que, por sinal, ele tirou de outro blog), Phil Plait mostra um vídeo onde mostram esta ilusão em tempo real (ou quase), o qual eu embedalizo (irc!) aqui embaixo.

Assim como o Phil, eu adoro ilusões de óptica. Elas nos mostram que por mais que nos achemos o máximo, não passamos de algo projetado por um estagiário com sono.

19 comentários em “O lado sombrio de seus olhos

  1. Já usei esta imagem a uns anos atras numa turma de psicologia, teve gente que quase me bateu quando disse que eram iguais… Expliquei que aquilo era o próprio cérebro enganando o usuário e deixei a bola “se numa coisa simples assim erramos, o quanto podemos errar no futuro em uma avaliação subjetiva?”…

  2. Assim como o Phil, eu adoro ilusões de óptica. Elas nos mostram que por mais que nos achemos o máximo, não passamos de algo projetado por um estagiário com sono.

    Eu também :) Inclusive tenho um livro só sobre isso, mas não tem essa :( Mas tem aqueles parodoxos criados por Escher nas versões “reais”. Impressionante.

  3. Tem um jeito de obrigar o cérebro a desfazer a ilusão, antigamente existiam uns livros com imagens 3d que você tinha que ficar meio vesgo pra ver, use o mesmo método, desfoque a vista ligeiramente e obrigue seu super computador projetado divinamente a olhar os três quadrados que você sabe que possuem a mesma cor ao mesmo tempo, em uns 6 seg as cores vão se equalizar na sua cabeça, se você focar a vista normalmente por algum tempo seu cerebro desiste de pregar peças. Mas é tirar os olhos da imagem e pronto.

  4. Possivelmente ilusões de óptica foram colocadas no cérebro dos humanos pelo criador só para nos trollar. É tipo os fósseis de dinossauro, criados só para testar a nossa fé…. (afinal, para que deixar claro que elE é o criador? É mais fácil deixar dúvidas para que que as pessoas – literalmente – se matem para provar) :-)

    Cada vez fico mais na dúvida se meu cérebro é meu amigo ou inimigo. Da última vez que quis me livrar dele me disseram que eu estava louco. Cada vez prefiro mais meu computador… hauahua

    Se bem que testei esta imagem no KolourPaint (paint do kde) e, ao recortar e colar um quadrado sobre o outro, estavam iguais. Pensando bem, até o computador está conspirando contra mim. De agora em diante prefiro os livros de colorir.

  5. Nosso cérebro é muito falho mesmo. Se existisse um projetista, ele devia ter feito as coisas direito.
    Mas é quase inacreditável mesmo que são cores iguais, se não tivesse o vídeo e o teste com as linhas horizontais, eu ia assumir minha postura cética e não acreditaria de cara.

  6. Duas perguntas:

    1 – Como fica o tabuleiro se tirarmos o cilindro que faz sombra sobre o tabuleiro?

    2 – Os quadrados escuros ao redor do quadrado B tem outra cor que não a cor de A ou e cor de B?

    Perguntinhas tolas só para entender como a ilusão foi criada. ;-)

    Pois conforme a imagem que o André criou (com os dois retângulos verticais), percebe-se que os quadrados escuros ao redor do quadrado B são mais escuros…….ou não :shock: :razz:

  7. As vezes, quando leio artigos que falam que o cérebro é uma gambiarra evolutiva, me dá uma certa tristeza. :|
    Pois desde a tenra juventude, sempre ouvi falar que o nosso cérebro era o phodão do pedaço. Hoje vejo que não somos lá grande coisa não.
    Um pouco mais evoluidos, é verdade, mas muito longe de ser a criação de um projetista inteligente. :roll:

  8. experiência interessante. Acredito que isto acontece pois nosso cérebro reconhece na imagem uma cena realística devido ao efeito que aparenta existir um foco de luz que projeta a sombra de um cilindro, sobre um tabuleiro.
    Para determinar qual quadrado é mais escuro, é desconsiderada a informação da “sombra”, assim como faríamos se estivéssemos olhando para uma cena real e desta forma teríamos o quadrado “A” mais escuro que o quadrado “B”.
    Se o efeito de foco de luz fosse deslocado de modo que a sombra resultante se projetasse sobre o quadrado “A”, este se tornaria mais escuro que os outros quadrados igualmente escuros, perceberíamos visualmente esta diferença porém, entenderíamos que o quadrado “A” não é mais escuro que os demais quadrados escuros pois estamos imaginando uma cena real e desconsiderando a sombra.
    sinceramente não vejo isto como um problema para nossa capacidade cognitiva e sim uma ferramenta poderosa que tem ajudado a humanidade na busca do conhecimento, a saber, nossa capacidade de visualizar uma cena real baseado em uma “representação”
    Se não tivéssemos a capacidade de imaginar na imagem um tabuleiro, um cilindro e um foco luz com uma sombra projetada e ao invés disto nosso cérebro reconhecesse apenas os pontos de cores diferentes, então seriamos capaz de distinguir que “A” e “B” tem a mesma cor. Neste caso eu prefiro o poder da imaginação que nosso cérebro nos proporciona do que distinguir apenas pontos sem nexo, pintados em um papel.
    A ciência precisa desta gambiarra!

    1. sinceramente não vejo isto como um problema para nossa capacidade cognitiva e sim uma ferramenta poderosa que tem ajudado a humanidade na busca do conhecimento, a saber, nossa capacidade de visualizar uma cena real baseado em uma “representação”

      É, né? Deve ser por isso que fenômenos como a pareidolia não existem.

      1. @André, Por isso temos (nem todos usam), a capacidade de julgar entre o real e o imaginario e o individuo que mistura isto é fraco de racionalidade. Mas não podemos culpar o fenomeno por isso.
        Relaxa e fuma um comigo e entra nesta viagem bicho! :mrgreen:

        1. Se vc leu o meu artigo sobre pareidolia, entenderá que isso não tem nada a ver com racionalidade, pois o cérebro processou a informação ANTES. Exatamente pelo fato de racionalizar DEPOIS é que entramos no Vale da Estranheza (constante no mesmo artigo).

          1. @André, legal o artigo! Te confesso que conheço muitas pessoas que meu cerebro os joga no vale da estranheza! hehehe

  9. Você pergunta qual o mais claro, responde o A, mas na vozinha esganiçada (porque é assim que interpreto seus quotes) está escrito que o A é o mais escuro. A resposta inicial não deveria ser B, não? Só queria verificar isso porque li três vezes e do modo como está escrito ainda me confundo .-. mas bah, vai que eu não entendi ainda.

    Adorei essa ilusão. Não é tão difícil quanto a da bailarina, mas espanta do mesmo modo!

  10. outro mindfuck provando a (in) existência do design intelijumento

    um cérebro preparado pra 3d, se virando com um 2d básico.

Deixe uma resposta para Mari. Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s