Rumo a um diagnóstico não invasivo

Identificada na urina molécula que pode indicar surgimento e progressão do câncer de próstata

Uma descoberta feita por pesquisadores norte-americanos poderá trazer uma alternativa ao exame de próstata, um tabu que ronda muitos homens que chegam aos 40 anos. A identificação de uma molécula presente na urina cujos níveis estão associados à progressão do câncer de próstata pode dar origem no futuro a um método simples e não invasivo para detectar a doença, prever sua agressividade e auxiliar na escolha do tratamento mais adequado.

Esta é a primeira vez que uma molécula relacionada ao câncer de próstata – o mais frequente entre os homens – é detectada na urina. Hoje a doença pode ser eficientemente diagnosticada por meio do exame de toque retal e da medição dos níveis da enzima PSA no sangue. Mas suas características variam entre os pacientes, o que dificulta a identificação daqueles com maior risco de progressão da doença.

Liderados por Arul Chinnaiyan, da Escola de Medicina da Universidade de Michigan (Estados Unidos), os pesquisadores analisaram 1.126 metabólitos (moléculas derivadas do metabolismo de uma substância) em 262 amostras de tecido, sangue e urina de pacientes com câncer de próstata e sadios. A equipe identificou dezenas de moléculas presentes apenas nas amostras de pacientes com câncer e verificou que os níveis de seis delas aumentavam muito à medida que a doença evoluía.

O grupo então concentrou as análises na molécula sarcosina (um derivado do aminoácido glicina), que apareceu como um dos mais fortes biomarcadores do câncer de próstata em estágio avançado. “Identificamos a sarcosina como um metabólito-chave aumentado mais fortemente no câncer de próstata em metástase e detectável na urina de homens com a doença confinada no órgão”, dizem os autores no artigo que descreve a descoberta, publicado esta semana na Nature.

Segundo os autores, os níveis de sarcosina estavam bastante elevados em 79% dos portadores de tumor em metástase. Um aumento menor foi observado em 42% dos pacientes com a doença em estágio inicial. Nas amostras benignas, não havia níveis detectáveis do metabólito. “Isso indicou a possível utilidade da sarcosina no monitoramento da progressão e da agressividade da doença”, afirmam.

Em outra etapa do estudo, a equipe analisou a influência da sarcosina no comportamento de células cancerosas em laboratório. Os pesquisadores adicionaram a molécula a células benignas da próstata ou manipularam essas células para que produzissem mais sarcosina. Como resultado, as células benignas se tornaram cancerosas e agressivas. Ao silenciarem a enzima que gera a sarcosina, a agressividade do câncer de próstata foi atenuada.

Esses dados mostram que a sarcosina está envolvida em processos biológicos que levam as células cancerosas da próstata a invadir o tecido vizinho. Isso torna a molécula um alvo potencial para o desenvolvimento de drogas que alterem seu metabolismo e, dessa forma, sejam capazes de tratar a doença e inibir seu espalhamento.

Os pesquisadores pretendem agora realizar experimentos similares com os outros biomarcadores identificados, para permitir o desenvolvimento de um método de diagnóstico confiável capaz de detectar o câncer de próstata precocemente e avaliar sua agressividade.


Fonte Ciência Hoje Online

5 comentários em “Rumo a um diagnóstico não invasivo

    1. Pode ficar tranquilo, seu proctologista não contará pra ninguém. Muito pior são as mulheres que fazem (ou deveriam fazer) exame ginecológico a cada seis meses.

  1. eu ia contar aquela piada do exame de próstata no qual só ia precisar de uma gota de sangue (tirada com a unha), mas não tem tanta graça sem gestos…

  2. O vaticano irá se opor a este tratamento e provará com versos da bíblia que o exame feito no reto é sagrado e deve ser respeitado.

    jah tava na hora de começarem a resolver esse dilema na vida da maioria dos homens……

    1. @ZzXx,
      WRONG!

      De acordo com o Mister Vaticano, o ser humano deve rezar para buscar a “graça para aceitar, sem temor nem amargura, o ato de deixar este mundo na hora escolhida por Deus“.

      Portanto, eles também são contra a dedada (e qualquer outro tipo de exame clínico preventivo).

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s