Medinho de exame de próstata? Que tal uma máquina inteira te olhando por dentro?

Câncer de próstata é um sério problema. Só no Brasil, estima-se que ocorreram 65.840 casos novos de câncer de próstata por ano em média se pegarmos a faixa entre 2020 a 2022. São cerca de 62,95 casos novos a cada 100 mil homens. Muito disso porque o babaca acha que tomar um dedo no cu vai destruir a masculinidade frágil dele (quando normalmente poderia ter sido verificado por meio de exame de sangue, mas homem estúpido é foda e de minha parte tem mais, já que câncer de próstata não é transmissível).

Bem, para facilitar a vida dos médicos (de paciente também, mas normalmente estes são estúpidos e é preciso protegê-los de si mesmos), pesquisadores da RMIT University criaram um sistema de Inteligência Artificial que pode identificar câncer de próstata durante tomografias de rotina.

O dr. Ruwan Tennakoon é pesquisador da Faculdade de Tecnologias Computacionais do Instituto Real de Tecnologia de Melbourne, Austrália, ou RMTI, para encourtar. Tutankamon, digo, Tennakoon trabalha com sistemas de aprendizado de máquinas, ou Machine Learning. Ou seja, a máquina é alimentada com dados e começa a “pensar”. Não, ela não pensa de verdade, por isso eu coloquei as aspas. A máquina usa algoritmos complexos para comparar dados e apontar os dados que está se procurando, dando as melhores respostas possíveis. Parece que ela adivinha o que está acontecendo, mas são – como direi de uma forma com rigor matemático? – um porradão de coisas e tenta retornar o que estatisticamente aquilo quer dizer.

Sim, eu simplifiquei.

Tennakoon e seu pessoal treinaram um algoritmo de IA para identificar câncer de próstata em tomografias computadorizadas (TC), usando um conjunto de dados de exames de homens assintomáticos com e sem câncer de próstata. Identificar o câncer de próstata em uma tomografia computadorizada é uma bosta, mesmo se levarmos em conta médicos altamente treinados. Um sistema automatizado, baseado por um computadorzão um pouco melhor que esta tranqueira que você tem aí em cima da mesa, terá condições de examinar cada detalhe e comparar com os padrões alimentados antes. A taxa de acerto tem agradado e muito!

A média de detecção de câncer de próstata por meios atuais fica em torno de 15 a 20% no rastreamento e o número necessário para tratar em torno de 50 pessoas (obrigado, Hercule). Parece muito, mas é muito pouco se levarmos em conta a quantidade de pessoas que morrem. Um exame a mais, não invasivo e sem meter trauma nos idiotas, então, é muito bem-vindo. Até agora, o sistema foi capaz de identificar rapidamente sinais sutis de crescimento canceroso e superou os radiologistas que viram as mesmas imagens.

Mas faça os malditos exames, nem que seja os PSA e o de toque. O sigilo médico-paciente garantirá que ninguém saberá, a não ser que você, seu idiota, saia por aí reclamando. Uma dedada no rabo é melhor que um câncer, mas a vida miserável que será vivida será a sua se não fizer, não a minha. Então, problema seu.

A pesquisa foi publicada na Nature (sem o maldito paywall).

2 comentários em “Medinho de exame de próstata? Que tal uma máquina inteira te olhando por dentro?

  1. Eba! Sem paywall, assim não preciso quebra o 8 mandamento de novo. Um a menos que terei que pagar no inferno hehehe

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s