São Paulo Proíbe Plástico e Político Que Pensa

Paulistas, digo paulistanos, digo… ah, paulistenses! Paulistenses conseguiram São Paulo ser conhecido pela máxima SÃO PAULO PROÍBE, dada a grande tendência de lá de proibir qualquer coisa, exceto explorar o cidadão, sendo uma prova disso a criação da Bandeira 3 do táxi, já que eles são pobrezinhos e precisam ganhar mais. Ganhar mais para não gastar com IPVA, IPI e outras benesses que taxistas ganham. Agora, a nova proibição diz respeito a utensílios de plástico de uso único, como talheres, copos e pratos, mas não exclusivamente.

Plastificando a estupidez dos políticos, esta é a sua SEXTA INSANA!

Os distintos vereadores de São Paulo – talvez por efeito de colocar purê em cachorro quente – aprovaram projeto de lei que proíbe bares, hotéis, restaurantes e outros estabelecimentos comerciais a distribuírem utensílios de plástico de uso único. Isso foi ideia de um desocupado do PV, e todo mundo foi na onda. Parece até quando proibiram canudos por causa de um vídeo idiota com uma tartaruga com um graveto no focinho (sim, graveto. Canudinho não é rígido daquele jeito).

Então, você chega num restaurante/lanchonete e pede um lanche. Ele terá que vir em papelão. Pede um refri, e não vai poder beber na lata, problema seu. Afinal, seria leptospirosofobia. Mas calma! Os bares e restaurantes podem dar utensílios de plástico, mas aqueles recicláveis e biodegradáveis. Não que talheres de plástico que estavam sendo distribuídos até agora não fossem recicláveis.

Claro, tem o fato que São Paulo não tem coleta seletiva de lixo em todo município. Mas isso é detalhe, e daria trabalho pro município resolver. Mais fácil proibir e ajudar os amigos que têm fábrica de plástico a terem um lucrozinho extra! O que eu quero saber é na hora de embalar amostras de alimentos para a vigilância sanitária. Tipo, serão potes de uso único. Faz como? Usa aço inox 18-8? Platina? Embrulha no jornal? Fiquei confuso.

Agora, só esperando para algum desses idiotas aqui da Câmara de Vereadores ter ideia imbecil semelhante. Acho que farei como tenho feito com os canudos: eu mesmo levando os meus. Mas os sachês de catchup e mostarda tudo bem, eles continuarão. Não tem amiguinho produzindo versão “ecológica” deles, de preferência cobrando muito mais caro.


Fonte: Estadão

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s