Apps de namoro causam DST em idosos acima de 65 anos, ou algo assim

Diz que a vida começa aos 40. Depois dos 40 eu só faço trabalhar mais. Ou será que foi depois dos 20? Bem, deixa pra lá. O mundo dos idosos (tem quem chame de “melhor idade”, mas isso só pode ser uma ironia, ainda mais se for idoso no Brasil) não é como antigamente, em que no início do século XX a expectativa de vida era de quarenta e tantos anos. Hoje vive-se mais e melhor (sim, ainda é melhor do que o que se tinha antigamente).

Agora, com a medicina e farmacologia do século XXI, você, vovô e vovó, não tem mais essa de ficar em casa cuidando de neto remelento ou aqueles tricôs. Capaz das avós de hoje sequer saberem fazer tricô! A vovozada nem mais fica no “até que a morte os separe”. Partem pro divórcio e depois pro app de pegação (não necessariamente nessa ordem). Resultado? Está aumentando os índices de gonorreia em idosos acima dos 65 anos.

Sim, isso mesmo. O Vovô Jones que lhe dá “bom dia” todo amistoso tá é com um celular no bolso e umas cartelas de Viagra, mas esqueceu da camisinha. Se bobear, anda secando a sua bunda (independente se você for mulher, homem ou programador Java).

De acordo com dados do Public Health England, a alta promiscuidade do pessoal acima de 65 anos fez com que houvesse um aumento de 42% nos casos de gonorreia, perfazendo quase o dobro da média nacional. A desculpa para isso são os aplicativos de divórcio e namoro, já que eles é que são os responsáveis da vovozada sair se pegando por aí.

Houve cerca de 448.000 casos de infecções sexualmente transmissíveis diagnosticadas em 2018, um aumento de 5% em relação a 2017. Só que os idosos não estavam dando a menor bola para os preservativos.

Alguns alegam que é porque estavam com relacionamento monogâmico por muito tempo. Será mesmo? Nessa idade toda ele achou que DST só pega nos mais novos? Talvez, mas algum vovô safadeeenho catou umas novinhas que estavam com gonorreia, depois pegou uma santa senhora, depois ela foi procurar um outro senhor, que encontrou um outro senhor e por aí vai. Isso se não rolou uma suruba da terceira idade e coisas do tipo. Melhor não pensar muito a respeito.

Mas a gonorreia não foi a única que aumentou. A clamídia também. O número de testes de clamídia feitos por jovens caiu 1% em comparação com 2017, enquanto entre os mais de 65 anos aumentou 24%. Os casos de sífilis também aumentaram em 5%, e mais do que dobraram em relação aos diagnósticos de 10 anos atrás.

Obviamente, tudo culpa dos aplicativos, aqueles produtos de Satã que fez todo mundo meter o pé na jaca e ir pra esbórnia. Ou não. Vou passar a não dar as costas a nenhum vovô inglês que passar por mim.


Fonte: Telegraph

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s