Histórias de Pescador: Como prometer catar lixo espacial e enganar que vai conseguir

Saiu orçamento da NASA, e é o maior em dez anos
Millenial foge pro ISIS, se ferra e agora quer voltar. Ema Ema Ema, dizem ingleses

Lixo espacial é um problema. Desde foguetes até uma maleta de ferramentas. O astrofísico Donald J. Kessler propôs a denominada “Síndrome de Kessler”, que basicamente é um conjunto condições caóticas no meio ambiente espacial, inferindo numa tendência de resultar num efeito de colisões e reações em cadeia envolvendo os satélites e outros objetos em órbita ao redor o planeta. Em outras palavras, um objeto perdido como a bolsa de ferramentas voadora da astronauta Heidemarie Stefanyshyn-Piper algum dia pode se chocar com um satélite, cair na Terra ou acertar a Sandra Bullock. Isso não é legal e o George Clooney pode atestar isso. Muitas iniciativas estão em pesquisa para recolher parte dessa lixarada. Alguns estão pensando em nanossatélites agarrando o lixo e tem aqueles que acham que uma rede de arrastão cósmica pode dar conta. Eu só espero que não joguem este lixo no Sol. Isso pode dar dois problemas: O Nuclear e um filme péssimo.

Agora apareceram com uma ideia… como direi… inusitada. Não, péra. Não, não é inusitada. É estupidamente burra, mesmo. Querem arpoar o lixo!

A Surrey Satellite Technology Ltd, ou SSTL, é uma empresa nascida no centro de pesquisa da Universidade de Surrey, atualmente sob controle majoritário da EADS Astrium, que constrói e opera pequenos satélites e uma das subsidiárias da Airbus.

Esta tosuqeira comandada por estagiários teve a “brilhante” ideia de usar um arpão para ir catando cada pedaço de lixo espacial volitando no frio éter do Espaço (sim, eu sei!). Tem até videozinho. Olha que maneiro!

Esta navinha fofa é chamada “RemoveDEBRIS” (“Remove Tranqueira” em tradução livre e descompromissada). Ela foi lançada da Estação Espacial Internacional e realizará os experimentos de remoção de detritos ativos projetados ou construídos pela Airbus nos nove meses seguintes. O que pode dar errado?


tá de putaria comigo, né?

Pois é. A Terceira Fuckin’ Lei de Newton, ou Lei da Ação e Reação. Perceberam que o alvo estava preso? Bem, boa sorte ao atirar em algo em queda livre, sem estar preso em nada. E como sendo um arpão afiado, a chance disso gerar mais fragmentos é alga, além do arpão mudar de direção, podendo acertar o que não deve. Não só isso, tem outro probleminha:

Cada pontinho desses é um lixo lá em órbita. Imaginem este arpão tentando catar tudo. É, pois é. Apenas um modo de engara que está fazendo algo, sendo que a única coisa que fará é caca. A iniciativa é ótima. Excelente. Nada melhor que isso para tirar dinheiro de investidor otário achando que vai usar isso como peça de marketing, até se tocar que essa bagaça não chamará tanta atenção assim principalmente depois que não funcionar e todo mundo deixar de lado.


Fonte: Mãe da Criança

Saiu orçamento da NASA, e é o maior em dez anos
Millenial foge pro ISIS, se ferra e agora quer voltar. Ema Ema Ema, dizem ingleses

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας