Charlatão indiano infectou 33 pessoas com vírus da AIDS

Quando chega a hora do médico dar as más notícias
Nova onda cura-tudo: Dar alvejante para crianças para curar autismo. Nem Darwin tá acreditando

E numa incrível demonstração de como religião é algo legal e só faz melhorar a vida das pessoas, a notícia agora vem direto da Índia, de forma a provar que estupidez religiosa não é exclusividade de religiões abraâmicas. Como Medicina é aquele negócio que não serve pra nada a não ser enriquecer a Big Pharma, pessoal largou mão dos tratamentos convencionais por uma Medicina Alternativa; e bem sabemos que se Medicina Alternativa funcionasse, seria chamada “Medicina”.

Antes de prosseguirmos, deixem-me lembra-los que, às vezes, o barato sai caro, que você pode arrumar, com isso, um Kinder Ovo do Mal, em que a surpresa é algo um tanto… desagradável. Como ganhar de presente uma contaminação com vírus da AIDS.

Lutando contra um mundo infectado pela burrice, esta é a sua SEXTA INSANA!

Unnao é um pseudo-lugar que fica no estado de Uttar Pradesh, na Índia. Lá se espremem mais de 3 milhões de pessoas em ridículos 70 km² (Rio de Janeiro tem 7 milhões, com 1220 km² de área), segundo o censo de 2011. Eu não gostaria de ir lá naquela tristeza, cuja economia deve ser o mercadinho do Apu.

Tendo 67% da população alfabetizada, Unnao ainda é um lugar tosco; e graças a um inútil chamado “Rajendra Kumar”, ficou ainda pior. Kumar, também conhecido como Rajendra Yadav pela galera de lá, agia feito médico, mas você já sacou que é apenas mais um idiota aproveitador. Como médicos são raridade por aquelas bandas, acaba que tem muita gente agindo feito médico sem saber o que está fazendo. Esse pessoal é chamado “jhola chaap”, e são o mais próximo de um médico de verdade que as comunidades pobres dispõem.

Notem que quando eu falo “pobre”, não é pobre padrão Brasil, mas pobre padrão Índia, o que é muito, mas muito ruim! Esses caras são como algumas benzedeiras daqui, morando em locais sem recursos. O problema que ao invés de mandar contratar médicos para atendimento, preferem dar comendas para as benzedeiras. Quando tem médicos, eles prescrevem medicamentos que não tem lá, o que faz com que eles encareçam muito. Deve acontecer algo semelhante em Unnao.

Além do fato triste de não terem posto de saúde próximo, os medicamentos são caros. Aí chega Yadav oferecendo tratamento por uma fração do preço. Claro que a população iria topar. Burrice? Também pode ser, mas quando você não tem dinheiro, topa qualquer coisa. Aí, Rajendra Yadav, o vagabundo, tratava todo mundo dando injeções com seringa pra lá de usada. Acabou contaminando 33 pessoas com o HIV.

Ainda não se sabe o número total de infectados, já que no total, 566 foram “tratadas” por Yadav e, agora, as autoridades estão à caça dele, que se for um pouquinho esperto só, some na poeira. SE for preso (o que duvido. Só se ele for muito imbecil), responderá por charlatanismo, mas… e os outros “médicos” que não têm formação? Haverá uma cassação de suas licenças para “clinicar”? Acho que não.

Então, temos ignorância da população, charlatães à solta e um Estado omisso. É… a Índia e bem parecida com o Brasil, mesmo!


Fonte: RT

Quando chega a hora do médico dar as más notícias
Nova onda cura-tudo: Dar alvejante para crianças para curar autismo. Nem Darwin tá acreditando

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!