Tubarão suspeito de terrorismo toma dura da polícia

Com união, a Ciência pode, mas sem passear por rua vazia
Grandes Nomes da Ciência: David Reimer

A Áustria é um lugar legal; uma espécie de Alemanha depois do Prozac. Eu jamais poderia imaginar algo de ruim saindo da Áustria. O problema com as altas imigrações islâmicas para a Europa e o respectivo aumento da taxa de ações terroristas também, mas lacradores dizem que é coincidência, países começaram a proibir o uso de véus, niqabs e principalmente burqas, já que estas últimas escondem todo o corpo e vai lá o que se esconde debaixo daquilo tudo?

Bem, a Áustria foi o último país a banir qualquer vestimenta que cubra o rosto todo. Isso levou a algo meio inusitado por um sujeito foi preso por isso. Ele estava vestido de tubarão.

A rede McShark é um revendedora autorizada da Apple (apesar do jornalismo tosco dizer “loja de eletrônicos”). Como toda empresa que se preze, a McShark sabe que a propaganda é a alma do negócio. Daí contratou um zé ruela para dar aquele gás nas vendas e ficar chamando as pessoas na rua para os novos dispositivos da Maçã.

O problema é que parece que polícia tem certos problemas de raciocínio, e eu achei que era exclusividade do Brasil, mas não. Os meganhas austríacos também têm certos problemas de interpretação de texto. Moral da história, viram um babaca vestido de Tutubarão, ou qualquer coisa que o valha, e deram-lhe uma dura, mandando o sujeito tirar a fantasia ou que pelo menos tirasse a máscara. O cara se recusou e meteram-lhe uma multa.

A lei nem é específica para religiões. Diz que tampou a cara, não dá, não pode. Isso vale para máscaras de esqui desportivas, máscaras cirúrgicas ou máscaras para festas. Só não é válido para máscaras usadas por razões médicas (eu percebi a contradição), de segurança ou festas como carnavais.

Não, péra. Deixe-me entender. Por algum motivo não pode tampar a cara, provavelmente por medinho de alguém se escondendo atrás dela, mas durante o carnaval pode? Carnaval e outras festas, quando há muita gente nas ruas. Imaginem quando algum maníaco se tocar disso o que ele iria bolar fazer.

O medo faz com que atitudes estúpidas como essa sejam comuns. Melhor não arriscar nada. Um estouro de escapamento, todos se jogam no chão. O problema é achar que em festividades, está tudo bem, nada acontecerá. E se não é por medo do que pode acontecer, é o que? Preconceito mesmo? Medo assimilado sem razão?

Se a função do terrorismo é aterrorizar, os terroristas venceram.


Fonte: RT

Com união, a Ciência pode, mas sem passear por rua vazia
Grandes Nomes da Ciência: David Reimer

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!