Pesquisa indica que iluminação artificial por longos períodos causa vários problemas de saúde

É fato que as pessoas não se cuidam. Muitas das vezes, porque é complicado comer comida saudável, ainda mais se você trabalha fora. Má postura, descanso quase inexistente, longas horas esperando transporte, muitas horas NO transporte. Os horários em que trabalhamos deixa nosso corpo todo zoado por causa dos ciclos circadianos, muito bem estudados por Michel Siffre.

O ciclo claro-escuro é mais importante para a nossa saúde do que normalmente supomos e, por causa disso, outra coisa está acabando com a gente, sem nem percebermos: luzes artificiais.

A drª Johanna Meijer trabalha no Centro Médico da Universidade de Leiden, Holanda. Sua pesquisa analisa os efeitos da ausência de ritmos ambientais sobre as pessoas e como isso conduz a graves problemas de saúde, como condições pró-inflamatórias do sistema imune e perda de massa muscular e óssea, o que está diretamente relacionado à osteoporose.

Traduzindo isso em termos mais simples, as alterações do ciclo claro-escuro faz com que seu corpo envelheça mais rapidamente, mas não se desespere. A pesquisa da drª Meijer diz que isso não é definitivo e pode ser recuperado se voltarmos às condições “normais”.

Meijer colocou seus estagiários e ratinhos para trabalhar. Uns colocaram os outros expostos à luz direto por 24 semanas. No caso, foram os estagiários que colocaram os ratinhos debaixo da luz. Os estagiários ainda tinham que servir de cobaias sobre privação de sono ao terem que produzir o TCC.

Os ratinhos foram analisados para saber a quantas estavam de saúde, e logo de saída ficou demonstrado que a atividade cerebral deles, sob exposição à luz constante, foi reduzida em 70%. Isso pareceu ruim? Calma que piora. Mandando os padrões de escuro pra vala, houve uma redução na função do músculo esquelético dos animais mediante testes de esforço. Os ossos mostraram sinais de deterioração, e os animais entraram num estado pró-inflamatório, normalmente observado apenas na presença de agentes patogênicos.

Mas nem tudo é notícia ruim. Os pesquisadores pegaram os ratinhos e restabeleceram o ciclo de luz-escuro durante 2 semanas. Os neurônios do Sistema Nervoso Central recuperaram-se rapidamente para os seus ritmos normais, e todos os problemas de saúde foram revertidos. Tudo fica bem quando acaba bem.

A pesquisa foi publicada no periódico Current Biology, e mostra que muito de nossa vida está errada. Sim, eu sei que alguém tem que trabalhar de noite. Sim, eu sei que muitas profissões exigem que o cara vire 24h acordado. Isso a longo tempo acabará cobrando um preço; mas, pelo menos, ainda há a chance de reverter, mas lembre-se que os problemas no sistema imunológico podem ser revertidos, mas as infecções contraídas, podem não ser tão simples assim.

Um comentário em “Pesquisa indica que iluminação artificial por longos períodos causa vários problemas de saúde

  1. Isso é bem complicado, e é real. Trabalho em uma multinacional de TI, e por exigências de um único cliente, a empresa tem que ter as entradas todas gradeadas e não pode ter janelas que alguém de fora possa visualizar o espaço interno da empresa. Passar o dia inteiro lá dentro a base de iluminação artificial te deixa acabado no fim do dia. Chega até a ser estranho sair no fim da tarde e dar uma volta no sol.

    Minha janela, pra saber se está chovendo na hora do almoço, é um site de webcams espalhadas pela cidade.

    O ambiente da empresa é bom, não posso só reclamar. Mas a falta de iluminação natural é bem prejudicial.

    Curtir

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s