No duelo de luzes, a artificial sempre ganha

Quando você viu o céu coalhado de estrelas da última vez? Era no centro de alguma capital? Pois, é. Tá difícil ver as estrelas fora o nosso Sol. A iluminação artificial das cidades faz com que as pobres estrelas tenham p seu brilho ofuscado. Astrônomos medem de um a nove, na escala de Bortle, o quanto a iluminação artificial atrapalha a visão do céu noturno; e este vídeo feito em 2016, rodado principalmente na Califórnia por Sriram Murali, percorre todos os níveis da escala, mostrando como a visão do Cosmos fica melhor em áreas menos poluídas pela luz.

Eu ainda quero ver o céu estrelado novamente, mas sei que, para isso, terei que ir bem para o interior, pois somos reféns de nosso próprio desenvolvimento tecnológico. Continuar lendo “No duelo de luzes, a artificial sempre ganha”

Pesquisa indica que iluminação artificial por longos períodos causa vários problemas de saúde

É fato que as pessoas não se cuidam. Muitas das vezes, porque é complicado comer comida saudável, ainda mais se você trabalha fora. Má postura, descanso quase inexistente, longas horas esperando transporte, muitas horas NO transporte. Os horários em que trabalhamos deixa nosso corpo todo zoado por causa dos ciclos circadianos, muito bem estudados por Michel Siffre.

O ciclo claro-escuro é mais importante para a nossa saúde do que normalmente supomos e, por causa disso, outra coisa está acabando com a gente, sem nem percebermos: luzes artificiais.

Continuar lendo “Pesquisa indica que iluminação artificial por longos períodos causa vários problemas de saúde”

Pesquisa estuda nova lâmpada incandescente com maior eficiência de luminosidade

Lâmpada incandescente é uma droga. Gasta muita energia e esquenta pra danar. Aliás, esquenta muito exatamente porque 95% da energia que consome se dissipa sob a forma de calor.

No Brasil, está proibida a venda de lâmpadas incandescentes com potência superior a 40W, mas uma pesquisa promete uma nova lâmpada que aproveita o calor que emite, reabsorvendo-o e usado para gerar mais luz.

Nesse vídeo, falamos um pouco sobre coo as lâmpadas funcionam, e sobre a pesquisa do dr. Ivan Celanovic que pesquisa lâmpadas incandescentes que sejam mais eficientes em produzir luminosidade.

Continuar lendo “Pesquisa estuda nova lâmpada incandescente com maior eficiência de luminosidade”

A noite evanescente

Por: Verlyn Klinkenborg

Se os seres humanos se sentissem de fato à vontade sob a luz da Lua e das estrelas, atravessaríamos contentes a escuridão, com o mundo da meia-noite tão visível para nós quanto ele é para um vasto número de espécies noturnas. Mas somos criaturas diurnas, com olhos adaptados para viver sob a luz do Sol. Esse é um fato evolucionário básico, mesmo que as pessoas, em sua maioria, não se vejam assim, do mesmo jeito que também não costumamos nos pensar como primatas, mamíferos ou terráqueos. No entanto, é o único jeito de explicar o que fizemos com a noite: nós a manipulamos. Enchemos a escuridão de luz para que se tornasse mais acolhedora. Essa atitude não é diferente do represamento de um rio. Seus benefícios trazem conseqüências – a chamada poluição luminosa – cujos efeitos os cientistas só agora começam a estudar. Continuar lendo “A noite evanescente”