Pesquisa mostra que obesos têm maior carência de vitamina E

Pessoas com alta concentração de matéria, capazes de ter atração gravitacional mensurável têm sérios problemas. Problemas cardíacos, locomotores e com cadeiras de cinema causam transtornos, mas se algo era ruim, só tende a piorar, ainda mais quando precisam de maiores concentrações de vitamina E, uma substância lipossolúvel (adora se dissolver em gordura, com propriedades oxidantes, combatedora de radicais livres e doenças cardiovasculares e cerebrais degenerativas, além de prevenir o câncer de próstata, a esclerose lateral amiotrófica e ser excelente para gestantes, pois, ajuda na prevenção da pré-eclâmpsia.

Uma pesquisa da Universidade do Oregon mostra que pessoas obesas com síndrome metabólica enfrentam problemas sérios de deficiência de vitamina E, acarretando aumento do estresse oxidativo. No estilo TL;DR, ficar sem suplementação de vitamina E ferra com a vida de pessoas obesas.

A drª. Maret Traber é professora na Faculdade de Saúde Pública e Ciência Humana da Universidade Estadual do Oregon, e principal pesquisadora do Centro de Ciência Linus Pauling. Sua pesquisa indica que pessoas obesas enfrentam seríssimos problemas no tocante à vitamina E (ou escassez dela). Isso porque essas pessoas possuem concentrações de vitamina menores, devido ao fato dessa vitamina ser lipossolúvel, isto é, se dissolve bem em gordura. Uma vez que vai pra banha, fica difícil ela ser metabolizada pelo organismo.

A pesquisa de Traber indica que grande parte dos norte-americanos em forma (de barril) podem estar com sérias deficiências de vitamina E, o que poderia agravar uma ampla gama de doenças, desde problemas cardíacos  até Alzheimer (tem que ter Alzheimer na pesquisa, ou não é pesquisa médica atual), passando por diabetes e até mesmo câncer, e se bobear até lúpus, mesmo nunca sendo lúpus. Outro problema sério é o estresse oxidativo. Ele vem de um desequilíbrio entre a geração de compostos oxidantes e a atuação dos sistemas de defesa antioxidante. A geração de radicais livres e/ou espécies reativas não radicais é resultante do metabolismo de oxigênio. Fonte

A pesquisa foi publicada no periódico Journal of Clinical Nutrition  e mostra algo que, em princípio, contrariaria o senso comum, se senso comum servisse para alguma coisa que preste. Afinal, sendo a vitamina E lipossolúvel, era de se esperar que os gordinhos tivessem uma bela reserva, mas o problema é que a substância não se direciona para os tecidos. É como ter a Megan Fox no meu quarto, só que vestindo a armadura do Homem de Ferro. Aliando o fato da dieta mcdonaldiana do norte-americano médio, que é pobre em vitamina E (que seria facilmente encontrado em generosas concentrações em nozes, sementes e azeite de oliva), soma-se a carência nutricional com a capacidade de absorver na gordura o pouco de vitamina E conseguida. Ou seja, é como eu ter a Megan Fox na armadura do Homem de Ferro, mas desenhado numa folha de caderno, o que já não adiantava muito.

Como reverter isso? Dieta, uma dieta melhor planejada e, talvez, um suplementozinho básico, mas o ideal é resolver na base do “coma direito, seu miserável. Para de comer tranqueira”

Um comentário em “Pesquisa mostra que obesos têm maior carência de vitamina E

  1. Dietas…. Ahh as dietas!! Mais um belo artigo informativo acerca da importância de se alimentar bem. Se isso não serve de motivação para quem precisa de uma dieta, aí não sei mais o que seria.
    Se bem que a modinha agora é ser bombadão… Até certo ponto estar bombadão, saradão ou sei lá o que mais estão chamando é saudável, logo, está valendo também.

    Lembrei: a modinha é ser “fitness”.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s