Água congelada transforma árvore em centro de peregrinação e espertos aproveitam

O caso do cabaré religioso e o cristão ateu
Bibliotecários, estacas e um mundo ao seu alcance

No tosco mundo de Hades, qualquer coisa precisa de ter um apelo sobrenatural. As pessoas de uma maneira geral têm uma vida medíocre, mas insistem em serem especiais, pois não aceitam a verdade. Isso acarreta numa dissonância cognitiva que impede as pessoas (idiotas) de verem o mundo como realmente é. Em Ceilândia, um naco de gelo num galho de árvore virou point de romeiros, e se não tivesse gente se aproveitando, religião não seria.

Aquecendo corações, derretendo sandices e inundando suas vidas com informações, esta é a sua SEXTA INSANA!

Lembram-se do caso da árvore que chora? Ali ficou demonstrado como as pessoas insistem em querer acreditar em qualquer besteira, mesmo quando técnicos mostram que não há mistério nenhum. Agora, na megalópole de Ceilândia, cidade-satélite de Brasília, na Chácara da Gruta – uma comunidade religiosa que ainda vive na Idade Média e muito provavelmente coloca mulheres numa balança para saberem se ela pesa mais que um pato –, N. Sª. de Fátima (que é a mesma N. Sª. de Aparecida, que é a mesma que N. Sª do Rosário, que é a mesma Virgem Maria) mostrou o poder e a glória aos moradores, usando seus poderes divinos (que não são divinos porque ela não é deusa, apenas venerada e ainda sim tem poderes X-man), abençoou os fiéis com um genuíno milagre, provando o grandioso poder de Deus. Conseguem adivinhar? Para mostrar o seu poder, ela: 1) Fez aparecer pão e vinho do nada; 2) Fez crescer um terceiro seio nas mulheres de lá; 3) Acabou com a fome na região e fez crescer perna em amputado; 4) Fez água fria virar gelo numa bosta de árvore.

Eu não entendo estes milagrinhos chinfrins. Antes os caras paravam o Sol, faziam descer uma língua de fogo dos céus, abriam mares, derrubavam castelos, destruíam cidades e ressuscitavam mortos. Hoje, o poder de Deus é fazer uma geada meia boca em dia bem frio, quase inverno e as ovelhinhas do Senhor balem. Bééééééééééé. As informações são do Correio Braziliense, compartilhado pelo Flávio.

Enquanto isso, sempre tem um espertão para se dar bem. Lá já tem barraquinha de camelô vendendo rosário, lembrancinhas e FOTO do galho congelado. GALHO CONGELADO! Ainda de acordo com o Correio Braziliense:

Nas fotografias, os religiosos imprimiram os dizeres “Milagre do gelo, um sinal de Nossa Senhora”. No local, fiéis podem comprar, ainda, frascos com água de uma nascente local, por R$ 3 a unidade, estatuetas da santa a R$ 25, broches a R$ 3,50 e crucifixos de até R$ 6,50. A banca, próxima à escadaria que dá acesso à vegetação e ao Santuário de Nossa Senhora Aparecida, foi montada ontem, por volta de 12h30. Pouco depois, missionários da Comunidade da Vida Apostólica Nossa Senhora Aparecida e Santa Catarina — da Igreja Ortodoxa — abordaram os repórteres para pedir que parassem de fotografar ou entrevistar visitantes, pois tinham medo de que a mensagem do milagre “fosse distorcida”.

Mateus 21:12-13 – E entrou Jesus no templo de Deus, e expulsou todos os que vendiam e compravam no templo, e derribou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam pombas; E disse-lhes: Está escrito: A minha casa será chamada casa de oração; mas vós a tendes convertido em covil de ladrões.

Evangelho do Crentosco, cap. 171 – Eu leio tudo da Bíblia, menos as partes que não me interessam.

É deprimente as pessoas rezando para água derretida. Não é questão de vê-las como criaturas estúpidas. Algumas pessoas só têm isso de esperança. O que me deixa irritado é o bando de vagabundos se aproveitando da ingenuidade alheia.

Mas eu que vou pro Inferno. É bom, mesmo. Ir pro mesmo céu que esta quadrilha não é algo que uma pessoa decente gostaria.

O caso do cabaré religioso e o cristão ateu
Bibliotecários, estacas e um mundo ao seu alcance

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας