Um mal sinistro e inconveniente

Não é de hoje que o mundo está degenerando. Por muitas gerações, o mal caminha entre nós, esconde-se entre pessoas de bem, rasteja furtivo em nossa sociedade e camufla-se até mesmo em nosso círculo familiar. O mal que espreita nossa sociedade, o mal que inverte valores, que quer que aceitemos coisas anormais como sendo algo natural, quando sabemos que não é nada natural. Um mal que querem que aceitemos passivamente, de forma que nossa simples opinião seja ceifada para que nossas crianças não vejam como é perigoso e vil o ato de alguns degenerados. É chegada a hora que lutarmos e mostrar que canhotos não podem ser aceitos numa sociedade civilizada.

Não se sabe ao certo quando esta pouca vergonha começou, mas relatos de historiadores antigos colocam que Ramsés II, rei do Egito, era canhoto. No rol da infâmia, onde outros maníacos degenerados compartilhavam a mesma torpe prática do canhotismo, temos: Júlio César, destruidor do reino da Gália e Gália Cisalpina, Tibério, imperador em cujo reinado Jesus foi condenado a uma morte brutal, Caifás, ao que dizem, também o era. A isso somam-se Luis XVI, rei de França condenado pela sua tirania e guilhotinado, Joana D’Arc, reconhecida como feiticeira e queimada na fogueira, Jack, o Estripador, maníaco homicida inglês, Fidel Castro, ditador cubano, responsável por várias mortes de seus compatriotas, George W. Bush, presidente torpe que ordenou a invasão de um Estado soberano, Xerxes, que aniquilou 300 corajosos soldados espartanos, Adolf Hitler, que fazia a saudação nazista com a mão direita, enquanto a esquerda estava fechada por demonstrar ódio para com a humanidade.

São Vários exemplos de canhotos homicidas, e por mais que aleguem que destros podem ser assassinos também, é público e notório que vários especialistas forenses de diversas universidades comprovam que a prática do canhotismo leva a degeneração moral e ética do indivíduo, pois tudo nele acaba sendo invertido e suas premissas de odiar o mundo vêm à tona. É impossível dissociar a prática do canhotismo do mal que assola o mundo, pois com o maior número de nascimentos, um número extremamente maior de canhotos surgem e, com isso, muitas mazelas de nossa sociedade aconteceram nos últimos anos.

Os romanos já tinham conhecimento deste mal. Calígula era canhoto e usava sua mão esquerda nas suas perversões odiosas. Otávio Otaviano, primeiro imperador de Roma, que usava a alcunha de "Augusto", decretou que nenhum canhoto poderia servir ao império. São fatos. Em latim, o termo para "esquerda" é "sinistra", que manteve sua significação em italiano. Para os romanos, canhotos eram pessoas sombrias e pouco confiáveis. Em contrapartida, o sistema jurídico adquiriu o termo "Direito"; "fazer direito" é uma expressão que representa um trabalho feito de forma adequada e certeira. Ninguém diz "Ficou muito bom este serviço, ele foi feito esquerdinho". Não, esta frase você nunca ouviu e nunca ouvirá.

Os chineses chamavam de Zuô o lado esquerdo. O significado era "impróprio", "imoral" ou "fora de ordem". A derivativa era zuôdáo, também com características negativas. Santo Ambrósio já alegava que o lado esquerdo de Deus era o mal, a força negativa, o pecado. Lendo a Bíblia Sagrada, temos muitos exemplos de como Deus se opõe à prática do canhotismo. Várias são as expressões entre direito e esquerdo, às quais citarei abaixo:

Gênesis 13:9 — Não está toda a terra diante de ti? Eia, pois, aparta-te de mim; e se escolheres a esquerda, irei para a direita;.

Levítico 14:26-27 — Também o sacerdote derramará do azeite na palma da sua própria mão esquerda. Depois o sacerdote com o seu dedo direito espargirá do azeite que está na sua mão esquerda, sete vezes perante o SENHOR.

Juízes 5:26 — À estaca estendeu a sua mão esquerda, e ao martelo dos trabalhadores a sua direita; e matou a Sísera, e rachou-lhe a cabeça, quando lhe pregou e atravessou as fontes.

Eclesiastes 10:2 — O coração do sábio está à sua direita, mas o coração do tolo está à sua esquerda.

Mateus 6:3 — Quando deres esmola, que tua mão esquerda não saiba o que fez a direita.

Mateus 25:41 — Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos

Êxodo 15:6 — A tua destra, ó SENHOR, se tem glorificado em poder, a tua destra, ó SENHOR, tem despedaçado o inimigo;

Salmos 16:8 — Tenho posto o SENHOR continuamente diante de mim; por isso que ele está à minha mão direita, nunca vacilarei.

Marcos 14:62 — E Jesus disse-lhe: Eu o sou, e vereis o Filho do homem assentado à direita do poder de Deus, e vindo sobre as nuvens do céu.

Marcos 16:19 — Ora, o Senhor, depois de lhes ter falado, foi recebido no céu, e assentou-se à direita de Deus.

Mateus 25:36 — E porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda.

Lucas 22:69 — Desde agora o Filho do homem se assentará à direita do poder de Deus.

Os textos são claros ao mostrar como tudo que se relacionava com o lado direito era o lado justo, o lado de Deus, enquanto que a esquerda era o lado pernicioso, abrigo de toda a maldade do mundo e não é à toa que nas ficções pós-modernas, como a de J. R. R.Tolkien, monstruosidades são referidas como sendo objeto do lado canhoto. O vala Melkor cai em desgraça e torna pérfido e cruel, sendo chamado de "Morgoth, o sinistro inimigo do mundo", onde "sinistro" se relaciona diretamente com o lado esquerdo.

Cientistas tentam nos desvirtuar da beleza e equilíbrio do mundo. Dizem que ser canhoto é algo de nascença. Não é e ninguém jamais provou isso. Se fosse hereditário, pessoas destras JAMAIS teriam filhos canhotos; e isso prova que a Evolução é uma mentira, pois sendo uma mutação danosa, não deveria haver mais destros no mundo. Se houvesse mutação, ou todo mundo seria canhoto (posto que a informação passa para a prole que nasceu) ou todos seriam destros.

Se ser canhoto fosse uma questão natural, e sabemos que não é, quando crianças canhotas fossem ensinadas a usar a mão certa (a mão direita, claro), elas não conseguiriam, mas há inúmeros relatos de colégios de freiras nas quais professoras faziam as crianças a escrever com a mão direita, chegando inclusive a amarrar aquela mão pecaminosa. As crianças conseguiam escrever com a direita depois de um tempo, sinal que estavam se livrando daquele ato imoral.

É temerário ter um país totalmente libertino, onde canhotos saem à luz do dia. Dia desses, minha filha de 4 anos me perguntou o que era aquilo que estava na esquina. Olhei, mas não notei nada. Então que ela apontou algo horrível para mim: um homem e uma mulher segurando a mão esquerda um do outro. Fiquei sem palavras tamanho o choque! Em sua inocência ela segura a minha mão esquerda com a sua mãozinha e disse "quero fazer aquilo também, papai". Eu, um homem que vivi muito, que entreguei minha vida à graça e aos bons costumes, jamais pensei que ouviria isso de minha própria filha. Dei-lhe um tapa para aprender a me respeitar e para que ela parasse com a sem-vergonhice.

O casal obceno veio até mim tentando me censurar. Quem são eles? Dois pervertidos, maçãs podres de nossa sociedade. Vociferei que eles jamais transformarão o país que eu tanto amo num antro… num antro… Deus me perdoe pelas palavras… num antro de CANHOTOS! Eu queria ver meu filho morto a vê-lo escrever com a mão esquerda, a mão do pecado. Eu mataria a minha filha se ela chegasse em casa com um namorado, segurando-lhe pela mão esquerda. JESUS! Faça com que eu jamais passe por isso. por favor, Deus!

Proponho, amigos, um ato militante contra isso. Ou veremos mais ocorrências medonhas, como o caso de um amigo meu que era canhoto e sua filhinha perguntou à mãe, entre lágrimas "mamãe, papai é canhoto por minha causa?" Que dor foi para a esposa. Mas hoje, depois de entrar em nosso grupo de oração, ele está se curando. Muitos ateus, como o supracitado Fidel Castro e o próprio Stalin, são (ou foram) canhotos. Ateísmo é diretamente relacionado com o canhotismo, pois ao não reconhecer o poder de Deus, ateus podem assumir qualquer lado. Agnósticos safados se fazem de surdos e dizem que não sabem se existem canhotos. Pouca vergonha. POUCA VERGONHA!!

Imaginem nossas crianças expostas a essa pouca vergonha, com pessoas canhotas aparecendo em qualquer horário, em qualquer situação, como se aquilo fosse normal. Ambidestros acham que estão fora disso, mas são pervertidos que ora são canhotos e ora são destros. Pulhas! Temos que impedir que o Governo distribua cartilhas canhotistas, temos que mostrar nosso poder, o poder da justiça, DO DIREITO! Todos estão convocados para a marcha anticanhotismo. Não fiquem fora disso. Não somos preconceituosos, é nosso direito inalienável de nos expressar. Não abominamos os canhotos. O que abominamos é o canhotismo. podemos conviver com canhotos, desde que eles NUNCA usem a mão esquerda para nada… ok, coçar o braço direito pode. Fora isso, qualquer coisa que seja feita com a mão esquerda é pecado, pecado mortal pois estará se rebelando contra as leis de Deus. DE DEUS, ouviram bem?

Marcha Anti-Canhotismo — Por um brasil justo, por um mundo DIREITO!


PS. Agora, troquem as referências a canhotos por outros grupos e vejam que interessante.

81 comentários em “Um mal sinistro e inconveniente

  1. Mas falando em canhotos, e pensar que minha mãe foi condicionada a escrever com a direita a base de palmatória…

  2. Seguindo os ensinamentos bíblicos de Mateus 18:8-9, usarei minha mão pura para cortar a impura, já que é ela a que uso para cair em pecado.

  3. Que shockvertisement, hein? Sinistra… (desculpe o trocadilho :mrgreen: ). Imaginei o artigo novamente como se fosse uma narração, acompanhada de imagens ao fundo que reforçassem o conteúdo falado. E, exemplificando, ao chegar ao momento da frase final, tudo escureceria, aparecendo somente a frase destacada: “Agora, troquem as referências a canhotos por homossexuais e vejam que interessante”. Cara, seria uma propaganda cujo final ninguém esperaria, do gênero daquelas com o final “Drogas, nem morto”, dos anos 90. Ou mesmo aquela da senhora idosa balançando a cabeça ao som de música eletrônica em uma TV. Se alguém já assistiu, sabe o que acontece: a TV é desligada por outra pessoa que estava na cena e a velhinha continuou balançando a cabeça, revelando um texto no canto superior da cena: “Mal de Parkinson não tem graça nenhuma”. Excelente.

        1. @André, No Twitter! Venci o Desafio de Beakman? :mrgreen: Não, quem sempre vence é o Beakman mesmo… :sad:
          Como eu sou desligado mesmo dessas coisas! Nem sabia que a Marcha Anti-Canhotismo era uma sátira do Twitter. De qualquer forma, o tema assim colocado também poderia gerar alguma propaganda anti-homofobia, do estilo mencionado, para a TV ou VocêTubo. :mrgreen: :oops:

          1. O Eli já apareceu aqui uma vez falando merda, e tomou resposta à altura. Deve estar ressentido até hoje, chorando copiosamente. Engraçado que o Saulo e o Renato continuam postando aqui numa boa. Devo ser um crente disfarçado. ;)

            O que posso dizer?

          2. @André, HAHAHAHAHA! Impressão minha ou o Capitão James Kirk está fazendo troll face?

            Não sabia que o Eli tinha passado aqui :shock: Estava pregando o humanismo secular aqui? Bem, ele já se desentendeu com o Daniel Sottomaior uma vez… Mas por motivos “ateísticos”.

          3. Não sabia que o Eli tinha passado aqui :shock: Estava pregando o humanismo secular aqui?

            Nah, veio me dar lição de como eu devo escrever no MEU site. Eu até que fui educado e não o mandei ir à merda. Sou um cara muito legal, pergunte ao Sabino.

            Bem, ele já se desentendeu com o Daniel Sottomaior uma vez… Mas por motivos “ateísticos”.

            Lados iguais de uma mesma moeda. Cada um querendo ser mais ateu do que o outro, pois o outro não é ateu de verdade. Depois, qdo falo que ateísmo tá virando religião, a ralé me xinga. Mas se ralé não fossem, xingado eu não seria. :P

            Cet.net desperta o mesmo sentimentos em gregos, baianos, crentes e ateus.

          1. Destilai, ó céus, dessas alturas, e as nuvens chovam Justiça! Abra-se a terra e produza a salvação e, ao mesmo tempo, frutifique a Justiça; eu, o SENHOR, as criei. Ai daquele que contende com o seu Criador! Ó caco entre outros cacos de barro! Porventura dirá o barro ao que o formou: Que fazes? Ou a tua obra: Não tens mãos? Ai daquele que diz ao pai: Que é o que geras? E à mulher: Que dás tu à luz? Eu sou o SENHOR, sem rival.

      1. Acompanheiro o xingamento no twitter depois que ele tinha ocorrido; percebi que quem mais se emputeceu nem foi o Eli, mas sim o Catupiry (um cara que participava do falecido Humor Tardela).

        De fato, a #marchaanticanhotismo foi criada pelos editores do Bule Voador, de modo que de uma certa maneira, o tal do Catupiry teria razão em ‘informar’ o André sobre a autoria da Marcha.

        Todavia, em minha opinião pessoal, ele perdeu toda razão quando foi ‘cobrar’ um posicionamento com a empáfia que fez, se ele tivesse dito algo como ‘vc sabia que essa tag foi criada pelo Bule Volador?’, tudo bem; mas do modo como ele escreveu, partiu do pressuposto que o André sabia da origem e havia se locupletado em mencioná-la.

        Tenho que dizer que sou leitora do Bule Voador e, apesar de não ser ligada à Liga Humanista (apesar de já ter sido convidada para integrar o Conselho Jurídico), aprecio os textos e valores que são lá defendidos e respeito alguns editores (como o Marcelo Druryan, p.ex).Porém, concordo com o que tenho de concordar e discordo quando entendo que devo discordar e já enfrentei uma briga feia por conta disso.

        Agora vamos ao principal de meu comentário:

        1) A lei de direitos autorais não confere proteção a fatos, idéias, sistemas ou métodos de operação; apesar de poder proteger sim o modo como tais coisas são expressadas.

        Deste modo:

        a) conhecendo os editores do Ceticismo.net como conheço, entendo sim que ao ver a tag mencionada no twitter, eles não necessariamente sabiam que se tratava de uma idéia originada de uma postagem de um blog. E isso não ocorreu só com ele; centenas de pessoas reclamaram da tag (por não entender a ironia dele), dizendo frases como ‘sou canhoto, e daí?’, ‘essa tag é idiota’ e coisa e tal.

        Até um amigo chamado @ronijr não sabia do que se tratava, e olha que ele não faz parte do grupo da ‘incrusão digital’.

        b) ao ver a tag, o André teve a idéia de escrever um texto que, de maneira nenhuma copia o texto publicado no Bule.

        2) Recentemente os editores do Bule publicaram um texto do MeioBit sem pedir autorização ao blog ou ao autor, limitando-se a colocar a Fonte (MeioBit) e o autor.

        O autor do texto foi lá e reclamou; eles tiraram a postagem, mas não deixaram de ‘tirar uma casquinha’, reclamando que o que eles haviam feito não podia ser qualificado como violação de direitos autorais e blá-blá-blá.

        Enfim…é isso. Cadê minha sardinha?

        1. Já que pediu:

          By the way, pra mim, qq tipo de “liga” ou agremiação similar fedem. O Cristianismo começou com vários exemplos assim e olha a merda que deu.

          By he way 2: Quando eu era garoto (e isso vai longos e longos anos), “tomar uma sardinha” era levar uma porrada na bunda naquele estilo karatê. Tem certeza que quer uma “sardinha”?

          1. E a ‘Liga Extraordinária’? Gostei tanto da atuação daquele lindão do Sean no papel do Quartermain!

            Não, esse tipo de sardinha, não. Obrigada.

        2. @Fátima, Meu ultimo comentário naquele blog postei hoje. Uma pequena discordância e o Alex Rodrigues e Francisco Boni devolveram com textos maior que o próprio artigo postado. Quem lê meus comentários sabe que costumo ser breve. Agora ficar de lero-lero filosófico, “humanista”, defendendo aquela merda de coleção Aprendendo a Viver, exigindo provas de que a MINHA opinião está certa é demais.

          Conta-se no dedos os comentários que coloquei lá e me trataram como se eu fosse um troll qualquer. Bem, talvez o Alex Rodrigues tenha me marcado já que ele recebeu resposta que não gostaria de ler aqui e por ser um dos redatores do site. Para completar aparam a resposta e ainda repetiram os mesmos comentários gigantesco.

          Enfim, cansei. Podem canonizar a Heloísa Ramos se quiserem, não estou nem aí! Afinal não é a minha filha que vai crescer numa futura terra de analfabetos!

          1. Pô, mas normalmente eu tiro folga nofim-de-semana. Iço é uma pulta fauta de sacanajem, vou chingá-los no tuíter. :twisted:

  4. Pior que lendo esse texto, lembrei que meu pai me forçou a ser destro. Quando me viu desenhando e aprendendo a escrever com a esquerda, se enfureceu. Interessante essa “incultura” social.

  5. Depois, qdo falo que ateísmo tá virando religião, a ralé me xinga.

    Esse neo-ateísmo somado com humanismo secular tem me aborrecido. Hoje prefiro mil vezes o ceticismo que o Carl Sagan mostra no seu O Mundo Assombrado por Demônios que dá de dez a zero em qualquer livro de neo-ateu hoje em dia.

    O Eli naquele dia foi banido ou simplesmente não apareceu mais?

        1. @Nihil Lemos, É, Nihil, a coisa está afro. No meio do auê desses “ateusuxxxx” e dos “crentoscos”, agnósticos (eu sou um) são normalmente vilipendiados com adjetivos educativos, tais como “em-cima-do-muro”, “pega-dos-dois-lados” (eu desconheço que agnosticismo seja opção sexual), “covarde”, “traidor do movimento”, “herege”, “poser”, etc. No fundo, é uma amostra de solipsismo dos dois lados. Não é à toa que o André (que, salvo engano, é agnóstico) é inundado com essa lavagem de arrogância.
          E Dawkins, enquanto comentarista de religião e ateísmo, é um zoólogo fantástico.

          1. É impossível para um ateu de fim-de-semana debater (aka ter chilique) com um agnóstico. Sempre haverá conversa, claro, mas chamar agnósticos de “em cima do muro” mostra despreparo intelectual (aka burrice), pois ambos partem de premissas diferentes. Ateus lidam com o “crer” o agnóstico de “conhecer”

          2. @André, Perfeitamente, André. Mas ateu-de-um-só-livro (“Deus, um delírio”) acaba por tomar a seção “A pobreza do agnosticismo” (sim, eu comprei, só para ler o “tão afamado e polêmico” livro e acabei me arrependendo de ter gastado grana naquilo :???: ) como verdade expressa. Virou uma espécie de “bíblia dos ateusuxxxx”, disseminando um fundamentalismo parecido com o dos crentoscos. Não é o que ocorre?

          3. @André, André, o comentário que eu acabei de postar sobre o George Coyne, para o Nihil, é também resposta ao seu comentário. Está lá embaixo, não deixe de conferir. ;-)

          4. @Nihil Lemos, Como divulgador científico e zoólogo, o trabalho dele é ótimo. Mas, cá entre nós, eu prefiro a cortesia e a calma para o debate, qualidades inerentes a pessoas como Ken Miller (que é católico e um excelente acadêmico de biologia evolutiva), ao “chutar o balde” de Dawkins. É cansativo e acaba deixando uma impressão ruim, inclusive, para os cientistas em geral, fortalecendo o contra-ataque ao conhecimento, principalmente de gente como a do “Bible Belt”.

          5. Ken Miller foi hostilizado pelo próprio Dawikins e o P.Z. Meyers exatamente por ser católico. Eles parecem que esqueceram que Ken Miller teve uma importante participação do Julgamento de Dover. Bart Ehrman está certo ao afirmar que falta a certas pessoas conhecimento necessário para discutir sobre a Bíblia.

          6. @Cobalamina, Dawkins nunca foi a pessoa mais indicada para debater religião. Até porque ele está longe de ser um estudioso da área. Ele tem que debater algo como Teoria da Evolução vs Criacionismo e não Teísmo vs Ateísmo. Falta-lhe preparo filosófico. Talvez Michael Onfray ou Tabash sejam os mais indicados para esse tipo de debate.

          7. @Nihil Lemos, Assim como agrediu Ken Miller, ele começou uma entrevista com ar esnobe com o jesuíta George Coyne, que é uma das vozes mais ativas da razão dentro do catolicismo romano. Para quem não o conhece, esse distinto senhor com 78 anos de idade é matemático, filósofo, doutor em astronomia e defensor da biologia evolutiva. Foi diretor do Observatório do Vaticano, posteriormente “sacado” do cargo pelo Zé Lelé, digo, Chico Bento XVI, por ser considerado uma ameaça dentro do clero e por não defender o Design Inteligente :?: , de que o cremogema, digo, papinha tanto gostou. É, os católicos romanos estão fornicados sob o comando desse Papa-léguas, opa, Papanicolau, ops, Papa-Tudo, eita, Papa-crianças, caramba, Papa.

  6. Meu avô fui um destes que tiveram a mão amarrada para trás para aprender a escrever com a mão certa, digo direita.

    Como a minha caligrafia é horrível, penso em fazer isso…AO INVERSO!!!

    Sim! Vamos ceder ao lado negro, digo CANHOTO da força!!!!

    HUAHUAHUAHUAHUAHUA!!!

  7. Só uma correção.

    Onde está escrito “Fora isso, qualquer coisa que seja feita com a mão direita é pecado” imagino que deveria estar escrito “Fora isso, qualquer coisa que seja feita com a mão esquerda é pecado”.

  8. Na época em que meus avós estavam sendo alfabetizados eles eram obrigados a escrever com a mão “direita”. Até hoje é perceptível que eles são canhotos na verdade (eles tem 74 e 79 anos) eu também sou canhoto e sei como é ter dificuldades com um abridor de latas comum por exemplo) :sad: @andré Impressionante como os falsos ateus (por que eu sou ateu, de verdade, dos que se encaixa no termo desde muito antes do mesmo ser estragado por ignorantes que o pregam como religião e fod3m seu real significado) gostam de se ofender com um texto sem sequer terem entendido o mesmo (e correm xingar muito no twitter), estariam eles treinando para tornarem o ateísmo uma religião radical?(Para eles o ateísmo já é uma religião como todas as outras, ainda mais para os que pensam que Dawkins é seu pastor) Pois o comportamento esta cada dia mais parecido com o dos fanáticos religiosos.

    1. Idiotice não escolhe crença ou descrença. Só imbecis procuram sarna pra se coçar entrando e comentando em blogs com opiniões ferrenhas diametralmente opostas às suas. (Basta ver a crentalhada que se preocupa em contribuir com a VdA daqui.) E você percebe que o sujeito é retardado pela dificulidade que o mesmo apresenta em não perceber o ululante sarcasmo da brincadeira. Não se preocupe com isso. Tem sido assim desde os primórdios, afinal, nasce um idiota a cada esquina a todo minuto.

  9. Doente. Pouca vergonha é em pleno século XXI, uma pessoa estúpida igual a vc tem esse pensamento ridículo.
    Destro ou canhoto, somos todos criaturas de DEUS.
    Queria poder ter vc há minha frente agora para poder te acertar um soco com a minha canhota. Estúpido. Senti nojo e repúdio a cada linha escrita.
    É incrível como vc consegue ser tão idiota ao perder tempo escrevendo essa porcaria.
    Pro inferno vc e seu preconceito.

    1. caro, elciopaixao1914@gmail.com 191.17.120.78

      Você é apenas um moleque que sofreu bullying no colégio. Não por ser canhoto, mas por ser um cuzão retardado. Você não bate em ninguém. No máximo, bate uma pros outros.

      Seu canhotosco imbecil. Anda, bóra me pegar, vem? Arranco seu braço canhoto torto e te surro com ele. Vai aprender a usar tesoura de destro, que são pessoas de verdade.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s