O dióxido de carbono pode explicar o fenômeno de experiências de quase morte

eqm.jpgVocê já deve ter ouvido alguma história parecida. O camarada tem algum problema, entra em coma, fica quase morto (ou morto por pouquíssimos minutos) e relata coisas como túneis brilhantes, pessoas sem forma definida, que nem no filme do Ghost. Isso é chamado de Experiência de Quase Morte (EQM). Alguns acham que isso é prova que existe um “além”, mas parece que não é bem assim. De acordo com pesquisadores da Eslovênia, os encontros “místicos” e as sensações legais durante o breve instante em que o distinto está prestes a entrar na terra dos pés juntos são devidos a níveis elevados de gás carbônico (CO2) no sangue.

Uma equipe chefiada pela doutora Zalika Klemenc-Ketis, da Universidade de Malibor, na Eslovênia, examinou eventos tidos como “inexplicáveis” em 52 pacientes com parada cardíaca. Desses 52 pacientes, 11 relataram terem tido EQM. Eles foram submetidos a um questionário com 16 itens, sobre paranormalidade, experiências transcendentais etc. Os pacientes davam pontos para os itens que eles acharam terem presenciado. A pontuação total de sete ou mais pontos qualificava como uma experiência de quase-morte. Além das experiências anteriores de quase-morte, os participantes também forneceram informações sobre demografia, grau de instrução, crença religiosa, o medo da morte e coisas afins. Entre eles não havia uma relação definida com sexo, nível educacional, crença religiosa, medo da morte, o tempo de recuperação ou drogas dadas durante a reanimação.

Enfim, não se podia traçar um paralelo entre eles, isto é, eram pessoas que não tinham muita coisa em comum, logo havia um certo problema com relação do tipo de formação delas; portanto, os efeito deveriam ser alheios a isso. Os investigadores tinham os dados clínicos e de laboratório para os participantes que tinham sido obtidos quando chegaram ao hospital. Estes incluíam pressão parcial de oxigênio e pressão de dióxido de carbono no sangue arterial periférico, a pressão parcial inicial de dióxido de carbono ao final da expiração, e os níveis séricos de sódio e potássio no sangue venoso. As amostras de sangue foram obtidas no prazo de cinco minutos após a admissão em todos os casos. Nível sérico é a concentração de algum metabólico presente no sangue, isto é, quanto tem de determinada substância (seja ela medicamentou ou uma outra substância química) no sangue.

Os pesquisadores perceberam que os níveis de CO2 no sangue estavam mais elevados, mas não foi só isso; ao que parece, os altos níveis séricos de potássio também demonstraram ser muito importantes. Na pesquisa da Drª Klemenc-Ketis, as concentrações de potássio e dióxido de carbono apresentam fator crucial e ela até ficou admirada de não terem estudado isso antes. Ah, bem… Pasteur disse que a sorte favorece a mente preparada. Deve ser mesmo.

Outro fator que parece ter relação com os pacientes é a qualidade de vida, mas acho que não é tanto. Pobres normalmente morrem logo ao terem um ataque cardíaco sério, pois mal têm tempo de chegar no hospital, e lá chegando… bem, sabem como é o SUS (embora eu não possa falar com tanta propriedade sobre os hospitais públicos da Eslovênia).

Segundo a drª Klemenc-Ketis, “nosso estudo adiciona informações novas e importantes para o campo da EQM. A associação com o dióxido de carbono nunca foi sido relatado antes, e merece um estudo mais aprofundado”.

Em resumo, mais uma desmistificação de “visões”, “túneis” e coisas do gênero. No máximo, você vai ouvir os Righteous Brothers cantando Unchained Melody… ou não.


Fonte: MedPage Today. Você poderá ler o esboço do artigo da Drª Klemenc-Ketis, em PDF, AQUI


Para saber mais: Religião e Epilepsia

9 comentários em “O dióxido de carbono pode explicar o fenômeno de experiências de quase morte

  1. A frase “nosso estudo adiciona informações novas e importantes” e “merece um estudo mais aprofundado” não combina muito com “desmistificação”.

  2. Aff,mais uma paulada no mimimi de vida pós-morte.
    Que dizer da tal reencarnação e ressuscitação depois de 3 dias de mortinho.

    BTW,hoje,vendo andamento de processos no TJSC,fui mimoseada com um pop-up que mostra bem como será difícil separar Estado de Religiões aqui em Pindorama.
    “MENSAGEM DE PÁSCOA

    É Páscoa: tempo de ressurreição.
    Tempo de esperança, ação, reflexão.
    Tempo de praticar o mandamento do amor, apaziguar conflitos e exercitar o perdão.
    Que a renovação pelo Espírito Santo, permita a vivência da Paixão de Cristo e uma vida nova!
    Desejo sinceros votos de Feliz Páscoa a todos os servidores do Poder Judiciário Catarinense e suas famílias.

    Trindade dos Santos
    Presidente”

    Só faltou o “areruia!”

    Podia,ao menos,ressalvar que era msg para os cristãos,nesta Páscoa.Enfiou todo os destinatários no mesmo saco.Por outro lado,se especificasse só pros cristãos,ficaria patente a discriminação contra os demais.Se bem que pra mim deu na mesma.Mas fiquei imaginando uma msg pra ateus e agnósticos…em que termos seria?

    Tirar cruzes das paredes até parece fácil,mas tirar as cruzes das cabeças dos magistrados,sei não…Daniel Sottomaior vai ter de gastar muito latim ainda ¬¬

  3. Eu acho que contribui bastante para a desmistificação e concordo com a drª Klemenc-Ketis que se deve fazer um estudo mais aprofundado e a maneira que foi feito o estudo foi perfeito, sem convicções imediatas e sim analises.

    Já tive a experiência EQM, porém não estava em coma, mas senti que ia atravesar a parede quando percebi meu corpo tive medo e voltei.
    Não tenho dúvidas que é uma experiência cérebral, eu sinto sensações interessantes quando medito, é só me concentrar, é apenas um trabalho mental, apesar de sentir meu corpo flutuar eu sei que meu corpo está conforme a lei da gravidade determina, só não vou mais além dessa experiência por preocupação de entrar em transe profundo e não ter nenhum profissional por perto.

Deixe uma resposta para Altair5 Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s