Jesus transexual provoca protestos na Escócia

Eu nem sei como dou uma séria notícia a vocês, meus pobres crentes. Melhor ir direto ao assunto: SEU JESUS É TRANSEXUAL! Isso mesmo, monas, Gay-zuis, como todo bom judeu, foi circuncidado, adorou a experiência e cortou o resto do bilau fora. mesmo porque, segundo os Evangelhos, o Grão cavaleiro do Burrico nunca usou seus apetrechos mesmo, nem pra fazer um xixizinho básico.

Bem, na verdade, não sou eu que estou inventando essa. A digníssima leitora Fabíola nos presenteou com este mimo de notícia, onde uma companhia de teatro escocesa, com direito a kilts e tudo o mais, estreou uma peça em Glasgow, Escócia, cuja temática celebra a cultura gay, bissexual, transexual, lésbicas, simpatizantes e boiolada em geral, num evento conhecido como Glasgay.

O que podemos dizer disso? ESTÁ ABERTA A SEXTA INSANA!

O arauto da Insanidade, a BBC (Boiolas, Bissexuais e Crentes em geral) nos informa que os organizadores do festival Glasgay afirmaram que não têm a intenção de incitar reações ou ofender ninguém. A peça Jesus, Queen of Heaven, ou em português: “Jesus, a Rainha do Paraíso“. (pausa para o riso) fica em cartaz até sábado (07/11), e foi escrita e é encenada pelo autor transexual Jo Clifford.

As Ovelhinhas do Senhor calçaram seus saltos altos, retocaram a maquiagem, arrumaram a purpurina e foram lá bradar contra a peça na terça feira passada. Cerca de 300 bichas loucas manifestantes realizaram um protesto portanto consolos velas do lado de fora do teatro Tron Theatre, em Glasgow, Escócia, onde cabra macho usa saia e pega na tora (ops!)

O protesto foi realizado na terça-feira à noite em frente ao Tron Theatre, onde a peça Jesus Queen of Heaven (Jesus, a Rainha do Paraíso, em tradução livre) está em cartaz, como parte do festival de artes Glasgay!, descrito como “a comemoração anual da cultura gay da escócia” e é financiado pelo Conselho das Artes da Escócia, Event Scotland, pelo Bureau de Marketing da cidade de Glasgow e pelo Conselho da Cidade de Glasgow.

As Ovehinhas Manifestantes cantaram hinos religiosos e levantaram cartazes. Um deles dizia: “Jesus, Rei dos Reis, Não Rainha do Paraíso”. Se bem que G-zuis pregou no deserto, muito antes da Priscila. Dizem até que ele escreveu uma carta para Wong Foo…

Enquanto isso, outro cartaz dizia: “Deus: Meu Filho Não É Um Pervertido”. E eu concordo. Jesus está presente em todos os lugares, não é branco nem preto, não é pervertido e adorava as criancinhas. Ele fez ressuscitar mortos e andou com eles, além de ser conhecido por várias pessoas. No Evangelho Apócrifo de São Elesbão, há uma passagem em que Jesus até fazia Moonwalk!

Os organizadores do festival classificaram os cartazes de “provocativos” e disseram que eles podem ser vistos como incitação à homofobia, e o produtor do Glasgay, feliz da vida com a estrondosa propaganda digrátis, Steven Thomson disse que “Jesus, Queen of Heaven é um trabalho de ficção literária explorando a viagem pessoal de fé do artista como um transgênero”. O que isso significa? Nada, você alguma vez esperou que frases de companhias de teatro fizessem sentido? Marquetingue é isso, companheiro!

Ainda segundo a Isabelita dos Patins de Sua Majestade, “o Glasgay! Apoia o direito de liberdade de expressão das artes e oferece ao público uma visão diversa da vida GLBT (gays, lésbicas, transexuais e bissexuais). (…) Este trabalho não tem a intenção de incitar ou ofender ninguém de nenhuma crença, mas respeitamos o direito dos outros de discordar desta opinião.”

Pois, é. Aqui nós temos os defensores da ideia que Zumbi, Rei de Palmares era minina e até fazia xixi agachado, outros discordam e eu não estou nem aí. Se o cara quer enveredar pro lado rosa da Força, mantendo até mesmo um blog criacionista, que mal tem? Deixem o sujeito ser feliz pelo orifício que lhe convier, ora!

“Nós vamos dar [ops!!] as boas vindas a membros [OPSS!!!] do público genuinamente interessados que queiram entender a intenção artística por trás deste trabalho”, acrescentou.

Para terminar, um videozinho para lá de velho, mas plenamente adequado à notícia. Jesus lhes ama, irmãos! (mas eu prefiro mulher fêmea do sexo feminino, e não genéricos ronaldianos).

4 comentários em “Jesus transexual provoca protestos na Escócia

  1. “Nós vamos dar [ops!!] as boas vindas a membros [OPSS!!!] do público genuinamente interessados que queiram entender a intenção artística por trás [UUUUUUUUUUI!] deste trabalho”, acrescentou.”
    :mrgreen:

  2. por um momento achei que tinha entrado num site de religiosos adolescentes preconceituosos e ignorantes, meu erro….

    Se Jesus aparecesse fazendo moonwalk, seria legal em referência a lunáticos que dizem que o seguem…

    o cartaz de “meu filho não é um pervertido” mostra o tanto que o pessoal do protesto conhecia Yoshva pessoalmente; eu ouvi que ele adorava comer latkes com kreplach, tinha todos os dvds do Seinfeld e do Curb your Enthusiasm, praticava krav maga, tocava clarineta numa banda de klezmer e quando foi crucificado, ele gritou Oy Vey!
    Se ele visse essa transexual ele provavelmente iria dizer que ela era uma verdadeira Princesa :wink:

    “…direito de liberdade de expressão…” sempre foi problema pra Religião, não é?

    bem, pelo não há problema em comer sua carne já que carne de viado é kashrut ……….

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s