Em pleno século XXI, as indulgências católicas retornam

Atenção para a Pérola da Semana! Se você achava que o Império do Mal Vaticaniano andava muito calmo (coisa de uma semana sem falar bobagens), saibam que a calmaria chegou ao fim, brindando-nos com mais uma loucura retardada.

Os Sith publicaram em seu site algo que pode parecer absurdo, mesmo para os padrões deles: As Indulgências voltaram!!

Amiga Dona de Casa, se você andou pulando a cerca, seu marido é bebum, seu é traficante e sua filha anda muito com um pessoalzinho esquisito, se vestindo de preto, com um piercing no nariz e de braços dados com um cara carecão, com uma suástica no meio da testa (sim, é Godwin. Por que, algum problema?)? Seus problemas acabaram! As Organizações Tabajara Igrejas Católicas agora estarão vendendo por preços módicos sua absolvição, caso você cisme de pasar o erol em todo mundo. Diga, como seria seu fim-de-samana sem esta INCRÍVEL notícia? Eu mesmo, mal posso acreditar nela…

De acordo com o site do The New York Times, o anúncio em boletins e websites da igreja foram recebidos com entusiasmo por alguns e com cautela por outros. Mas, acima de tudo, ele não foi compreendido por uma vasta geração de membros da Igreja Católica que não fazem ideia do que isso significa: “Bispo anuncia indulgência plenárias”.

Nos últimos meses, dioceses de todo o mundo têm oferecido aos católicos um benefício espiritual que há décadas deixou de ser popular – a indulgência, uma espécie de anistia dos pecados para evitar punições após a morte -, além de lembrá-los de como a igreja tem capacidade de mitigar o preço do pecado.

Católicos com menos de 50 anos jamais procuraram obter indulgências, não que não andassem pecando por aí, mas é que simplesmente não se ligavam nisso, mesmo porque nunca ouviram falar delas. Como eu digo sempre, 90% dos reliojos não sabe NADA sobre sua própria religião.

Somente no colégio, quando estudam sobre a Reforma e Contra-Reforma é que o pessoal vem saber que havia esta pouca vergonha. O problema reside no tempoi verbal, já que não “havioa” e sim “ainda há” este palhaçada de comprar seu lugarzinho no céu, pra sentar no colo do tarado do São Pedro, que vivia pegando na vara (não que ele fosse traveco, mas que segundo o mito, ele era pescador).

Foi por causa dessas indulgências que Martinho Lutero rodou a baiana em 1517, dando início à Reforma Protestante. Ou seja, se nós temos uns Edir Macedo ou R. R,. Soares soltos por aí, é devido a esta idéia ridícula proposta por Leão X (mais conhecido como Darth Asinus).

Alguns Siths gostaram muito disso, como o bispo Nicholas DiMazio, do Brooklyn: “Por que estamos trazendo as indulgências de volta? Porque existe pecado no mundo.”

Fazemos qualquer negócio!

Assim como a missa em latim e às sexta-feiras sem carne (como é boa a vida de não-católico! Hoje eu comi um bifão!), a indulgência é uma das tradições que foi retirada das práticas normais dos católicos na década de 1960 pelo Concílio Vaticano Segundo, a reunião de bispos que estabeleceu um novo tom de simplicidade e informalidade para a igreja. O retorno da indulgência é visto como parte de uma ressurgência conservadora que gerou algumas mudanças discretas e outras altamente polêmicas, como a recente decisão do papa Bento 16 de suspender a excomunhão de quatro bispos cismáticos que rejeitam as reformas impostas pelo conselho.

A indulgência é uma das tradições menos notadas e menos contestadas a ser restaurada. Deve-se lembrar que o Papa pode decidir isso, e o Papa possui infabilidade, sendso assim, ele pode determionar o que quiser, afinal ele é o enViado (com trocadilho) de G-Ová!

Caso você seja mais um péssimo chatólico, a indulgência é um documento que atesta que você é um cara legal. batismo, crisma etcpodem te livrar por algum tempo das profundas do Inferno, onde você será mulherzinha do xerife da cela. O Capitão nascimento já tinha dado umas tapas no Capeta e dito: “Senhor 666, o Senhor é o novo Xerife”. O Capeta não achou tão ruim assim…

Por isso é necessário que você comungue (coma a carne de Jesus) e tome vinho (beba seu sangue). Nada que os Maias já não faziam. Claro que para traçar Jesus, digo, comungar, você precisa estar absolvido. Assim, deve se confessar e pagar penitência. Acontece que pode não ser o suficiente, então é necessáriuo correr para conseguir um documento papal dizendo que você beija mal, pro Diabo não te querer.

è ridículo que depois de 6 séculos, os retardados do Vaticano ainda não perceberam que isso só dá em merda. Se não fosse por isso, Lutero continuaria no seu monastperio, discutindo com um diabo imaginário e peidando pra afastá-lo (quase sufocando todos lá). Em siuma, foi por causa desta babaquice que hoje temos algo como o Show da Fé na TV.

“Na nossa diocese, as pessoas ficam satisfeitas com qualquer oportunidade de fazer algo de natureza católica”, afirma Mary Woodward, diretora de evangelização da Diocese de Jackson, no Estado do Mississípi, na qual apenas 3% da população é católica. Ela conta que recentemente os paroquianos compareceram à igreja para se informarem a respeito das indulgências. Segundo ela, a pergunta que eles mais fizeram foi: “O que mesmo eu tenho que fazer para obter uma indulgência?”. Não sei o que ela respondeu. Talvez algo como “um beijo úmido e quente, gostoso!”

Alguns padres admitem que é difícil entender as regras, numa iunstituição mais do que incompreensível. “Não é muito fácil explicar as indulgências a pessoas que nunca ouviram falar delas”, diz o padre Gilbert Martinez, da Igreja Saint Paul the Apostle, em Manhattan, o local designado na Arquidiocese de Nova York para a obtenção de indulgências. “Mas, é interessante: muita gente veio até mim e disse, ‘Padre, não me confesso há 20 anos, mas a disponibilidade de indulgências me faz pensar que talvez não seja tarde demais'”.

Algo lindo pra ser festejado, não é? E o mais hilário é ouvir a seguinte declaração: “As confissões estão em declínio há anos, e a igreja está muito preocupada com isso”, diz o padre jesuíta Tom Reese, ex-editor da revista semanal católica “America”. “A boa notícia é que não estamos mais vendendo as indulgências”.

Ele dioz que não serão cobradas, mas ter uma indulgência será mais fácil se vcê contribuir com as “obras sociais” da Igreja, não é mesmo? Se alguém aqui realmente acreditar que elas serão dadas de graça, eu não terei mais esperanças para com os seres humanos.

Nós aqui estamos vendendo indulgências também. Nosso preço é mais barato que o da concorrência e mais eficiente, também. Liegue Djá!

10 comentários em “Em pleno século XXI, as indulgências católicas retornam

  1. É a igreja católica querendo se safar desta crise econômica.

    O impulso do cristão em “doar por nada” perdeu espaço.
    Agora eles poderão pagar…por nada.

    Bem lucrativo para a Igreja.

    Melhor comprar um perdão (ou um pedacinho do paraíso, ou então uma promessa de cura) do que ser altruísta: estes são os crentes.

  2. Bom, eu nunca me surpeendo com a grandeza da estupidez humana, então isso era até esperado. Falar nisso, o Nazi Pope não queria restituir também as missas em latim?

  3. Essa eh a parte ruim de acessar o Cet.Net com frequencia (agora sem trema!)…….

    não me impressionei com nenhuma linha deste artigo.

  4. Não se desesperem.. se faltar terreninho no Éden, te damos a garantia de que na LUA seu terreno estará lá.

    E não perca esta promoção!! Nossos corretores já conversaram com o pessoal do Além, e estão garantidos Terrenos de 100×1000 em MARTE!!!! :lol:

    PQP!!! viu.

  5. Qm diria… o vaticano SA ressuscitam 1 prática que foi denunciada há séculos por Lutero (outro biltre)… Devemos nos lembrar da renovação carismática, que imita as igreja$ evangélica$….
    A lógica é essa… evangélicos atacam os podres católicos , mas acabam fazendo o mesmo e vice-versa!!! (QM TE VIU, QM TE VÊ)

    e por falar no CV2 ….

    O restante dessa postagem foi limada por fugir do assunto do artigo.

    Eu te avisei, Stefano. No próximo desvio, vc será definitivamente proibido de postar.

    Inté!

  6. Na verdade o vaticano, está aos poucos voltando às origens, logo, logo, eles instauram novamente a inquisição (Vixi, “tamos” ferrados).

    Falando sério, agora, esa mesma igreja, que idolatra santinhos e coisas bentas, como rozários, fitas, água, óleo, cinzas, incensso, e agora institui, esse “perdão à granel”, ou “peque e pague”, não, é a mesma que critica outras religiões, por adotarem mandalas, guias, contas, imagens de outros deuses, figas, e amuletos?

    Qual a diferença?

    Sem contar que, essas indulgências, fazem com que o fiel, se comporte de maneira hipócrita, do tipo “não tem problema se eu errar, basta compar a indulgência e minha alma será salva”. Mas é claro, que eles querem isso, nada de instruir, um crescimento moral, nos fieis, e sim, esse comportamento hipócrita, quanto mais erros, mais indulgência e mais dinheiro.

  7. Será que aparece algum trouxa, digo católico, para comprar isso? Antes o papa era pop, agora o papa é doido varrido. Se tirar o cérebro desse idiota e colocar em uma galinha, garanto que ela ainda vai pôr no mato.

  8. Apesar de condenável (e triste de pensar que muita gente apóia tal coisa), isso talvez já fosse até esperado.

    Não é segredo nenhum que a intenção do Papa Chico Bento, desde que foi “entronado”, é um retorno às origens, um resgate dos valores católicos tradicionais. Como foi publicado na Revista Veja há um tempo, ele prefere ter poucos fiéis com qualidade a ter muitos fiéis sem nenhum compromisso com a doutrina chatólica.

    E como sempre haverá receptividade para tais devaneios de uma mente torpe, acho que podemos esperar muita coisa ainda por vir – será que já passa pela cabeça dele o retorno da inquisição?

Deixe uma resposta para Rodrigo Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s