Bento XVI acha que ICAR pode continuar dando palpites

O Império anda com o fiofó apertadinho. Ele teme que a Aliança Rebelde, formada por céticos, acabe se espalhando pela Galáxia. Ele convoca suas tropas e faz a única coisa que lhe cabe: falar, reclamar e estrebuchar, como todo bom religioso em desespero.

O papa Bento XVI fez uma visita oficial à Itália neste sábado e garantiu aos líderes italianos que a Igreja não tem nenhuma intenção de impor sua vontade em assuntos políticos, mas defendeu o direito da instituição de se expressar em questões sociais. Mesmo porque, é o que ela vem fazendo nos últimos séculos: se meter na vida dos outros, mesmo sem ninguém ter pedido opinião.

“Não há razão para temer que a Igreja e seus membros queiram se impor e limitar a liberdade”, disse o suco sumo pontífice, em pronunciamento no Palácio Quirinale, ocupado pelo presidente da Itália, Giorgio Napolitano. Chico Bento XVI ainda completa: “(Os membros da Igreja) também esperam ter a liberdade de não trair sua consciência iluminada pelo Evangelho”, disse ele, acrescentando que os católicos devem ter permissão para “fazer sua parte na construção da ordem social”.

O que Bentinho “esqueceu” de dizer, é a instituiçãozinha dele que vem causando caos e distribuindo dissenções desde que foi fundada. O Império do Mal Vaticano manteve algumas vezes um relacionamento tenso com governos italianos de tendência esquerdista nos últimos anos em questões éticas como uniões homossexuais, pesquisas sobre células-tronco e o papel das escolas católicas no país.

O que a Ética tem a ver com homossexualidade, eu não faço a menor idéia, mas sei o que a pedofilia tem, mas isso Chico Bento XVI também “esqueceu” de dizer.

Ele ainda ratificou que a ICAR tem um contato mais direto com a atual administração de centro-direita, do primeiro-ministro Silvio Berlusconi, embora o Vaticano expresse preocupação sobre alguns dos aspectos da repressão do governo à imigração. Afinal, imigrante também contribui com a caixinha depois da missa.

Mas, nem tudo são flores, com Bentinho usando sapatinhos vermelhos, caminhando por uma estrada de tijolos amarelos e cantando a música-tema do Mágico de Oz.

Palpatine XVI iniciou, neste domingo (05/10), um sínodo de mais de 200 cardeais e bispos de todo o mundo para examinar o que considera uma falta de interesse pela Bíblia nos tempos atuais. Ele lamentou o que chamou de influência danosa e destrutiva de algumas formas de cultura moderna. Uma delas é a do livre-pensamento, o que é lamentável mesmo. Um bando de gente pensando por si só é muito danoso para o status quo defendido pelo Vaticano, as quais decidiram, segundo o suco sumo pontífice, que Deus está morto e que o homem é o único arquiteto de seu destino e mestre de toda criação. Triste, não é?

E até que ele não está muito errado, pois pelo que vemos aqui nos comentários, os religiosos nunca leram o tosco livrinho de fábulas deles. Se bem que se lerem, num instantinho passam a não acreditar em nada daquilo.

O sínodo é realizado a cada três anos. O encontro de três semanas deste ano foi iniciado com uma missa celebrada pelo papa na Basília de São Paulo Fora dos Muros. A crescente indiferença à religião, principalmente na Europa, tem preocupado o papa.

Ele visitou a França no mês passado e estava claramente se referindo ao país quando disse, em seu sermão, que nações antes ricas na fé cristã e em vocações para o sacerdócio agora parecem estar perdendo sua identidade cristã. Para marcar o início do sínodo, a TV estatal italiana estará transmitindo uma leitura ininterrupta da Bíblia nos próximos seis dias e noites, conforme já noticiamos AQUI.

O próprio papudo iniciou a leitura neste domingo pelo livro do Gênesis, mas o que eu gostaria mesmo é que chegasse logo o Cântico dos Cânticos. :-D

Abaixo, vocês podem ver a vídeo-reportagem da BBC sobre o assunto

Durante o sínodo, os bispos de todo o mundo, que participam de um sínodo no Vaticano, destacaram hoje a importância do diálogo com os judeus e os muçulmanos (aqueles que os chatólicos perseguiram e assassinaram durante a Idade das Trevas) e ouviram pela primeira vez um religioso judeu falar de Deus dentro dos palácios apostólicos.

“Minha presença no Sínodo é um sinal de esperança, uma mensagem de amor, de convivência e paz para as nossas e as próximas gerações”, afirmou o grã-rabino de Haifa (Israel), Shear Yshuv Cohen, ante más de 300 bispos, observadores e especialistas em assuntos bíblicos que assistem à reunião, no Vaticano.

Segundo o site do jornal Último Segundo, o religioso judeu, que conhece de cor a Torah, a lei mosaica e o livro que a encerra, o Pentateuco…

PAROU!!!

Jornalista querendo falar de religião só sai besteira. Mesmo porque, a Torah NÃO ENCERRA o livro Pentateuco.

O Pentateuco, SENHOR JORNALISTA, é formado pelos cinco (pent = cinco) primeiros livros da Bíblia e são Gênesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio. E esse chamado “pentateuco”, cabeção, É a Torah!! Se você não sabe disso, pelo menos leia a Wikipédia, mesmo sendo uma fonte sem muita confiabilidade, pelo menos não falará tanta besteira. Vamos continuar… jornalistas são caso perdido.

O rabino recordou “a longa história de sangue e lágrimas” que marcou as relações entre o povo judeu e os líderes da igreja Católica. O Papa Bento XVI também falou hoje (6/10) ante os bispos sobre a crise financeira mundial, que demonstra a futilidade do sucesso e do dinheiro.

Segundo o Portal Terra, o discurso do rabino Shear-Yashuv Cohen, diante do papa Bento 16, foi uma clara referência a Pio 12, pontífice na época do conflito, que segundo muitos judeus não se empenhou em evitar o genocídio nazista. Cohen dissera à Reuters horas antes que faria críticas indiretas a Pio XII durante seu discurso a mais de 200 prelados de todo o mundo. Já viram que a bosta vai feder feio lá, né? Amo muito tudo isso. :-D

“Não podemos esquecer o fato triste e doloroso de que muitos, inclusive grandes líderes religiosos, não levantaram suas vozes no esforço para salvar nossos irmãos, preferindo em vez disso manter o silêncio e ajudar secretamente. Não podemos perdoar e esquecer isso, e esperamos que vocês entendam”, disse Cohen, de improviso, já ao final do discurso, garantindo uma bela indigestão em Chico Bento XVI.

“Quem constrói sobre as coisas visíveis que pode tocar, como o sucesso, a carreira ou o dinheiro, está construindo sobre areia”, declarou Bento XVI, sem se esquecer que mora num dos lugares mais ricos do mundo, rodeado de pinturas de grandes mestres, com vestimentas adornadas com fios de ouro, cujo troninho (em ambos os sentidos) é decorado com ouro e pedras preciosas. “Estamos vendo agora com o afundamento dos grandes bancos que este dinheiro desaparece, que não é nada; “Só a Palavra (de Deus) é sólida, ela é a verdadeira realidade”, afirmou Palpatine XVI, mesmo sabendo o que boa parte da Europa acha que o deus dele está mortinho da Silva.

Assim é o Imperador Chico Bento XVI, il Palpatine. Triste, querendo que sua igreja fale até não poder mais, que a ouçam obrigatoriamente, restringindo-se o livre pensamento, voltando à tecla das riquezas alheias, mas sem abrir mão das suas e forjando uma reaproximação com outras religiões, mesmo sabendo o desprezo que os religiosos nutrem para com quem professa uma fé diferente.

Algumas coisas nunca mudam na história da humanidade…


Fontes diversas

46 comentários em “Bento XVI acha que ICAR pode continuar dando palpites

  1. http://ingoldwetrustt.blogspot.com/2008/10/e-book-o-holocausto-do-vaticano.html

    Clique para acessar o Holocausto_do_Vaticano-Avro_Manhattan.pdf

    Introdução
    Aos leitores das edições britânicas:
    Este livro tem sido, freqüentemente, criticado, condenado, banido, mutilado,
    destruído e até mesmo queimado, do mesmo modo como tem sido citado,
    recomendado, reproduzido e elogiado, em muitas partes do mundo, por causa dos
    eventos e revelações nele descritos.
    O indivíduo comum não pode aceitar os fatos espantosos de que há poucas
    décadas a Igreja Católica tenha advogado conversões forçadas, ajudado a construir
    campos de concentração e tenha sido responsável pelos sofrimentos, torturas, e
    execuções de centenas de milhares de não-católicos, pelos feitos friamente
    perpetrados através de seus membros leigos e eclesiásticos. Além do mais, que
    muitas dessas atrocidades tenham sido executadas pessoalmente por alguns dos seus
    sacerdotes, e até mesmo frades.
    Um dos principais objetivos deste livro é relatar onde, quando e por quem tais
    atrocidades foram cometidas. O autor levou metade de uma década de penosas
    investigações, antes de aceitar o que parecia inacreditável. O resultado é este livro
    documentado a partir das mais diversas fontes de autoridade possíveis. Dentre elas,
    pessoas com quem o autor se relacionou pessoalmente. Algumas destas
    desempenharam papel insignificante nos eventos religiosos, políticos e militares aqui
    narrados. Outras foram testemunhas oculares. De fato não poucas até mesmo foram
    vítimas das inacreditáveis atrocidades sancionadas e promovidas pela Igreja Católica.
    Os nomes da maioria dos participantes, leigos católicos, militares, sacerdotes, frades,
    bispos, arcebispos e cardeais, bem como os das vítimas não católicas, homens,
    mulheres e crianças, incluindo clérigos, são tão genuínos como os nomes das
    localidades, Vilas e cidades onde as atrocidades aconteceram. Sua autenticidade pode
    ser verificada por qualquer pessoa que deseje fazê-lo. Documentos e fotos dos
    campos católicos de concentração, das execuções em massa e das conversões
    forçadas ao Catolicismo, alguns dos quais constam deste livro, estão guardados nos
    arquivos do Governo Iugoslavo, da Igreja Ortodoxa, das Nações Unidas e de outras
    instituições oficiais.
    A revolução ecumênica, embora aparentemente fascinante, tem-se
    demonstrado apenas como um outro Cavalo de Tróia, através do qual o poder
    católico, vestido de trajes contemporâneos, continua a deixar claro que a Igreja está
    mais ativa do que nunca. Os exemplos chocantes do terrorismo católico
    contemporâneo, ocorridos em Malta e no Vietnã, muitos dos quais tiveram lugar
    durante o ofício do “bondoso e velho Papa João XXIII” e, de fato, sob o
    pontificado de Paulo VI, dispensam qualquer elucidação. Eles são as provas mais
    condenatórias de que a Igreja Católica, apesar de sua alegada liberalização,
    fraternização e atualização, basicamente não mudou sequer um til. A portentosa
    significação do que está descrito neste livro, por conseguinte, deveria ser
    cuidadosamente escrutinada, para evitar que o passado se repita no futuro. Ou até
    mesmo agora, no presente.
    Assinado: Avro Manhattan

  2. Me divirto muito com seus textos, ao mesmo tempo que reflito sobre eles.
    Continue publicando, eles têm me ajudado bastante!

  3. Vocês são uns hipócritas mesmo. Se colocassem na balança todos os crimes do capitalismo, comunismo, darwinismo e comparassem com os da Igreja, seria a Via-Láctea contra a Lua, em termos de proporção.

    1. Realmente, a Igreja dá uma lavada.

      Uma lavada com o sangue de inocentes. Que tal lembrar-se das Cruzadas, da Noite de São Bartolomeu, da Inquisição (tanto católica quanto protestante), da perseguição religiosa na Inglaterra etc?

      Agora, Darwin era contra o que mesmo? Já sei, já sei… Nazismo etc. Só que o Nazismo era apoiado pela Igreja.

      Ops, mal aí..

      1. Detalhe: “capitalismo” normalmente tem uma religião por trás… Mais vago que isso, impossível.

        Já fizeram uma estimativa de quantas pessoas a Igreja matou PROPORCIONALMENTE? Afinal, é fácil dizer: “o comunismo matou X milhões de pessoas e a Igreja matou X mil”, já que a quantidades de pessoas no mundo 600, 500 anos atrás, era muito menor.

    2. Vocês são uns hipócritas mesmo.

      Mas ninguém vai pro Inferno por discordar de nós.

      Se colocassem na balança todos os crimes do capitalismo, comunismo, darwinismo e comparassem com os da Igreja, seria a Via-Láctea contra a Lua, em termos de proporção.

      Porque você não cita aqui os crimes de um e de outro? Aí nós conversamos. Além disso, vocês alegam que um deus criou o mundo, e que esse deus é onisciente. Logo tudo que aconteceu após a criação é culpa dele.

    3. Nao seja hipocrita.

      Ja que vc fez esta alegacao, cabe a vc o onus da prova em confirma-la.

      Se vc nao puder provar esta acusacao em bases solidas, nos o trataremos como um mentiroso leviano, que defende a Igreja.

      Ate la, os crimes da Igreja pesarao e muito na balança, como um material de densidade quase infinita.

  4. Vocês não têm leitura, por isso não vou discutir. A quem interessar possa, a inquisição matou 200,000 pessoas, o darwinismo, elocubrado por Hitler, 20 milhões, o comunismo, de Stálin e Lênin, 100 milhões (The Black Book of the comunism).

    André:
    “Uma lavada com o sangue de inocentes. Que tal lembrar-se das Cruzadas, da Noite de São Bartolomeu, da Inquisição (tanto católica quanto protestante), da perseguição religiosa na Inglaterra etc”

    ô, tolinho…As cruzadas foram uma resposta a invasão islâmica contra a Europa, não fossem elas, você não estaria aqui falando atrocidades, perseguição religiosa na Inglaterra??? Você precisa estudar muuuito mesmo, com a reforma, os católicos é que foram perseguidos e assassinados aos montes, na revolução frrancesa, esporte era matar católicos. Agora mesmo na Birmânia e nos países do Oriente Médio, cristãos são mortos aos sacos.

    Hipocrisia tem seu charme, ignorância, não.

    1. Para sua informação, meu desinformado crente, Hitler era cristão. Darwinismo não teve nada a ver com a expansão nazista, portanto enfie Godwin vc sabe onde. Stalin não matou em defesa do ateísmo e sim para implantar o seu poder, caso contrário fariam com ele o que ele fez con Trotsky. Vai estudar.

      As Cruzadas são tradicionalmente definidas como expedições de caráter “militar” organizadas pela Igreja, para combaterem os inimigos do cristianismo e libertarem a Terra Santa (Jerusalém) das mãos desses infiéis. O movimento estendeu-se desde os fins do século XI até meados do século XIII.

      http://www.brasilescola.com/historiag/cruzadas.htm

      Preciso falar mais? Vá estudar, rapazinho. Sai dessa Lan House de 0,50 centavos por duas horas e vai ler um livro de verdade.

      Se matam cristãos na Birmânia, é porque eles INVADEM o país deles para impor sua religião escrota.

      Ignorância não tem charme e estupidez alienante é ridícula. Ou seja, crente além de não ter charme é ridículo.

    2. Ve-se que vc nao conhece a Historia de sua Igreja.

      A Igreja foi responsavel por centenas de milhoes de mortes em sua longa historia.

      O darwinismo nao tem nada a ver com isso, pois é uma acusacao que vcs, religiosos, fazem para desviar os holofotes em cima da ICAR. Hitler foi apoiado pela Igreja para cometer o seu Holocausto tranquilamente, sem ser incomodado.

      Quanto ao comunismo, novamente vc esta errado. Os dados mais recentes indicam muito menos que isso.

      Vai estudar, criancinha…. vc é cheio de charme na hipocrisia de sua ignorancia, nao ?

  5. Caro André,

    Não preciso de Lan House, você transfere a mim, o que deve praticar muito, sem dúvida.

    Crime 1- Intolerância religiosa grave, e ainda acusa os outros de “serem criminosos”. Qual é a próxima? Racismo? você está num estado demencial tão sério que perdeu a capacidade cognitiva:

    “Ignorância não tem charme e estupidez alienante é ridícula. Ou seja, crente além de não ter charme é ridículo.”

    “Se matam cristãos na Birmânia, é porque eles INVADEM o país deles para
    impor sua religião escrota.”

    Você deveria ser processado, isso sim, André. Você está sendo covarde, estúpido e cúmplice das atrocidade praticadas pelo regime comunista da Birmânia contra cristãos pobres cujas únicas armas são as bíblias. Pra sua informação, moçoilo inculto, até a ONU reconhece o caso birmanês, até John Rambo! Você deveria morar lá com os mulçumanos xiitas de Mianmar.

    http://pt.christiantoday.com/article/cristos-lanam-campanha-para-promover-a-mudana-na-birmnia/13200.htm
    http://www.alem-mar.org/noticias/EkpFVEkupEhontWict.html

    E não somente cristãos, mas budistas também são perseguidos:

    http://patraoblog.wordpress.com/2008/01/18/cristaos-brimaneses-fogem-para-os-eua-e-pedem-asilo/

    Esse documento da ONU é bem claro:

    http://www.un.org/documents/ga/docs/51/plenary/a51-457.htm

    Hitler era Cristão? Sei…E daí? ele era niilista e darwinista também, fã de Niet. Quer ver o heroísmo de Darwin leia FROM DARWIN TO HITLER de Richard Weikart, (http://www.csustan.edu/history/faculty/weikart/fromdarwintohitler.htm). Procure Mein Kampf, traduzido para o português e perceba que de cristão ele não tinha nada. Cristãos eram os aliados americanos, que destruíram seu império de horror, enquanto Stálin tomava o chá das 5 com Adolfinho (http://noticias.uol.com.br/educacao/ultnot/ult105u4227.jhtm).

    Acho que lhe desmontei. Você é inculto rapaz, uma contradição agnóstica, ateu, ou sei lá que bagaceira virtual tu és…Leia mais, passe umas horas num biblioteca, acesse bons sites. Eu sei que você está revoltadinho e canaliza essa energia em ativismo inútil. Procure uma namorada(o), dependendo da sua opção sexual.

    Abbadon…

    “A Igreja foi responsavel por centenas de milhoes de mortes em sua longa historia. ”

    Eu tenho um número Melhor que sua matemática “centenas de zilhões de quatrilhões”:

    The Soviet Story- Documentário sobre as chacinas comunistas do séc. XX
    The Black book of the comunismo- Livro sobre as mesmas (http://en.wikipedia.org/wiki/The_Black_Book_of_Communism)

    É isso que dá ler Hellblazer. Continue se marturbando…Sem comentários.

    1. Não preciso de Lan House, você transfere a mim, o que deve praticar muito, sem dúvida.

      Uau! Ele acha que me ofendeu. hehehe

      Intolerância religiosa grave, e ainda acusa os outros de “serem criminosos”. Qual é a próxima? Racismo? você está num estado demencial tão sério que perdeu a capacidade cognitiva:

      Não sou eu que proíbo casamento interracial em países cristãos, como acontece em muitos estados dos EUA.

      “Ignorância não tem charme e estupidez alienante é ridícula. Ou seja, crente além de não ter charme é ridículo.”

      “Se matam cristãos na Birmânia, é porque eles INVADEM o país deles para
      impor sua religião escrota.”

      Você deveria ser processado, isso sim, André.

      Pode processar. Mas antes terá que provar que falei mentira. ;-)

      Você está sendo covarde, estúpido e cúmplice das atrocidade praticadas pelo regime comunista da Birmânia contra cristãos pobres cujas únicas armas são as bíblias.

      Quem os chamou lá? Vá no Bible Belt e diga que é ateu. Vá na parte católica da Irlanda do Norte e diga que é protestante. Chegue num bairro islâmico em Jerusalém e diga que é judeu e cante um rava naguila. Experimente isso. Ah, esqueci. Cristãos devem ser protegidos, outras religiões são assassinas.

      Pra sua informação, moçoilo inculto, até a ONU reconhece o caso birmanês, até John Rambo! Você deveria morar lá com os mulçumanos xiitas de Mianmar.

      John Rambo? HAHAHAHAHAHAH

      http://pt.christiantoday.com/article/cristos-lanam-campanha-para-promover-a-mudana-na-birmnia/13200.htm
      http://www.alem-mar.org/noticias/EkpFVEkupEhontWict.html

      E…?

      E não somente cristãos, mas budistas também são perseguidos:

      E…?

      Esse documento da ONU é bem claro:

      Engraçado… em nenhum momento o documento da ONU menciona ateísmo fanático ou qualquer forma de ateísmo como sendo culpada por isso. Hummm, será culpa de uma não-crença em um deus qualquer?

      Hitler era Cristão? Sei…E daí? ele era niilista e darwinista também, fã de Niet.

      Quem é Niet?

      Quer ver o heroísmo de Darwin leia FROM DARWIN TO HITLER de Richard Weikart

      Oh, puxa! Hitler era pintor e adorava Mozart. VAMOS CONDENAR MÚSICOS CLÁSSICOS COMO CONIVENTES DO NAZISMO!!!!!!!

      Você é hilário, cara. Manda mais.

      Procure Mein Kampf, traduzido para o português e perceba que de cristão ele não tinha nada.

      Principalmente a parte que ele diz:

      My feelings as a Christian points me to my Lord and Savior as a fighter. It points me to the man who once in loneliness, surrounded by a few followers, recognized these Jews for what they were and summoned men to fight against them and who, God’s truth! was greatest not as a sufferer but as a fighter. In boundless love as a Christian and as a man I read through the passage which tells us how the Lord at last rose in His might and seized the scourge to drive out of the Temple the brood of vipers and adders. How terrific was His fight for the world against the Jewish poison.


      Cristãos eram os aliados americanos, que destruíram seu império de horror, enquanto Stálin tomava o chá das 5 com Adolfinho (http://noticias.uol.com.br/educacao/ultnot/ult105u4227.jhtm).

      E depois Hitler invade a Rússia. Que aliança! Os cristãos apoiaram muito os americanos… AMERICANOS? Quando foi que os EUA entraram na Guerra, vc sabe? E por causa de que, você sabe? E por causa DE QUEM, você sabe? E realmente os cristãos lutaram contra o monstro, a começar pela liderança de Pio XII e… ops, mal aí.

      Acho que lhe desmontei.

      Crente só sabe ficar com achismo mesmo.

      Você é inculto rapaz, uma contradição agnóstica, ateu, ou sei lá que bagaceira virtual tu és…

      E vc é feio e bobo, feio e chato. Se só sabe falar como criança, passarei a te tratar como tal. TÁ DE CASTIGO!

      Leia mais, passe umas horas num biblioteca, acesse bons sites.

      Olha só quem fala…

      Eu sei que você está revoltadinho e canaliza essa energia em ativismo inútil.

      G-zuis é o Sinhô! ALELUIA!!!

      Procure uma namorada(o), dependendo da sua opção sexual.

      Já sou casado e minha mulher me dá tudo o que preciso. Pare de se oferecer que pega mal.

    2. Hoje é domingo. Já foste a missa? Levaste uma graninha pra igreja?
      Então agora aproveita e vai dar esse cu, ô babaca… :grin:

  6. Bebeto Maya ataca o ateísmo no sua posição mais fraca, que é seu inegável envolvimento com os loucos comunistas. Sendo assim vou falar de algo ainda não citado nos comentários acima, que que mostra que os cristãos, especialmente os católicos, conseguiram fazer algo de proporções ainda mais horripilantes. Se é para jogar lama um na face do outro, mostrarei que a lama cristã fede mais.

    Os loucos comunistas, em primeiro lugar, se tornaram defensores fanáticos da revolução, da construção do paraíso proletário na Terra; em seguida, ao tomarem o poder, passaram a ter no poder seu objetivo único, e para mantê-lo usaram os piores meios, que seriam justificados por um fim que, a essa altura, ja não poderia ser mais alcançado. De fato, tinham cristalizados na ideologia o ateísmo radical e a negação de toda a tradição religiosa da humanidade.

    O saldo do comunismo foi de 100 de mortos pelo comunismo no século XX (sem contar os mortos da 2ªGuerra). Muitos pelo governo, muitos ainda de fome; alterações profundas na sociedade tiveram consequências nefastas que nem os próprios dirigentes comunistas esperavam, mas com as quais eles não se importavam muito.

    Foi esse o pior caso na história da humanidade de um projeto político e econômico apoiado por uma postura radical pró ou contra a religião? Não. Algo que não vejo comentarem muito (talvez para a sorte de Dinesh D’Souza) é sobre o Holocausto americano, que foi o resultado das conquistas portuguesa e especialmente espanhola, iniciativas fortemente apoiadas pela Igreja Católica, que também condescendeu com a escravidão negra e o trabalho compulsório dos indígenas, e ordenou a destruição de templos e escritos nativos (astecas), parte do legado pré-colombiano. A matança durante e também após a conquista foi brutal. E por fim, as doenças trazidas pelos europeus, que foram responsáveis pela morte de 90% dos ameríndios.

    A início, os conquistadores não poderiam prever a vulnerabilidade imunológica dos nativos, mas a percepção, por parte dos colonizadores, dos efeitos funestos das epidemias não os mobilizou para que refletissem sobre a sua ação colonizatória e “civilizatória”. Da mesma forma que Mao não deu muita bola para os efeitos da revolução cultural e do grande salto para a frente. Da mesma forma que Stalin não se comoveu muito com os milhões de mortos pela fome e pela doença durante a coletivização forçada das terras. Para uns: “A colonização do Novo Mundo tem que prosseguir!” Para outros: “O ideal comunista tem que triunfar!”

    Saldo na América: Somando-se as atrocidades da turma das colônias inglesas e francesas, 85-100 milhões de mortos entre os séculos XVI e XVIII.

    Detalhe: a China comunista tinha sozinha, em 1953, 582 milhões de habitantes. Na América, a estimativa é que havia no máximo 112,5 milhões. Dados numéricos são extremamente controversos, mas não são superficiais as semelhanças entre a catástrofe comandada por ateus e a comandada por cristãos.

    1. Bebeto Maya ataca o ateísmo no sua posição mais fraca, que é seu inegável envolvimento com os loucos comunistas.

      Fraco por causa de que? Em nenhum momento o Manifesto Comunista diz para que todos sejam ateus e que dizimem cristãos. O que a Bíblia diz mesmo?

      Sendo assim vou falar de algo ainda não citado nos comentários acima, que que mostra que os cristãos, especialmente os católicos, conseguiram fazer algo de proporções ainda mais horripilantes. Se é para jogar lama um na face do outro, mostrarei que a lama cristã fede mais.

      Talvez pq ela chegou primeiro que o Protestantismo.

      Os loucos comunistas, em primeiro lugar, se tornaram defensores fanáticos da revolução, da construção do paraíso proletário na Terra(…)De fato, tinham cristalizados na ideologia o ateísmo radical e a negação de toda a tradição religiosa da humanidade.

      A explicação para isso é que a Rússia Czarista era ominada pela Igeja Católica Ortooxaa. Nenhum Cza podia subir ao trono se não tivesse uma linha materna absolutament devota ao Catolicismo Ortodoxo. Uma simples desvinculação de um poder para impor o seu próprio, nada tendo a ver com as religiões em si.

      A início, os conquistadores não poderiam prever a vulnerabilidade imunológica dos nativos, mas a percepção, por parte dos colonizadores, dos efeitos funestos das epidemias não os mobilizou para que refletissem sobre a sua ação colonizatória e “civilizatória”. Da mesma forma que Mao não deu muita bola para os efeitos da revolução cultural e do grande salto para a frente. Da mesma forma que Stalin não se comoveu muito com os milhões de mortos pela fome e pela doença durante a coletivização forçada das terras. Para uns: “A colonização do Novo Mundo tem que prosseguir!” Para outros: “O ideal comunista tem que triunfar!”

      Tradução: Eu quero a minha parte e foda-se o resto!

      1. Fraco por causa de que? Em nenhum momento o Manifesto Comunista diz para que todos sejam ateus e que dizimem cristãos. O que a Bíblia diz mesmo?

        Não estou aqui para julgar os meritos ou deméritos da teoria marxista, até porque a conheço apenas superficialmente. Mas, na prática, o marxismo se mostrou o caminho do ateísmo para a irracionalidade, principalmente no que tange o princípio maquiavélico de “os fins justificam os meios”. As ações atrozes dos comunistas radicais nos legam a lição de que os meios deformam os fins.

        Enfim, se queremos imputar aos cristãos os absurdos aos quais sua doutrina levou, nós seculares temos que assumir os crimes cometidos em nome do secularismo (crimes aliás de muito menor proporção que os crimes cristãos), e temos sim que atribuir ao comunismo os crimes do radicalismo comunista.

        Talvez pq ela chegou primeiro que o Protestantismo.

        Sim, de fato. A reforma protestante começou na Alemanha, com Lutero, em 1517, mema época em que começava a ocupação européia da América.

        1. Não estou aqui para julgar os meritos ou deméritos da teoria marxista, até porque a conheço apenas superficialmente.

          Então não fale besteira. Vai estudar antes.

          Mas, na prática, o marxismo se mostrou o caminho do ateísmo para a irracionalidade, principalmente no que tange o princípio maquiavélico de “os fins justificam os meios”.

          Você diz isso. E daí? Alguma evidência que houve uma cruzada anti-religiosa?

          As ações atrozes dos comunistas radicais nos legam a lição de que os meios deformam os fins.

          Enquanto que os meios e os fins declarados na Bíblia foram sempre os mesmos.

          Enfim, se queremos imputar aos cristãos os absurdos aos quais sua doutrina levou, nós seculares temos que assumir os crimes cometidos em nome do secularismo (crimes aliás de muito menor proporção que os crimes cristãos), e temos sim que atribuir ao comunismo os crimes do radicalismo comunista.

          Nota ZERO em história. Não foi o secularismo que causou as mortes e sim uma luta pelo poder. Ao que eu saiba, Trotsky era tão ateu quanto Stalin. O que me diz disso?

  7. Os argumentos do DiegoRO são bem explicitados, porém pecam num ponto:

    “Holocausto americano, que foi o resultado das conquistas portuguesa e especialmente espanhola”

    Foi uma conquista política funesta, da qual a Igreja foi no máximo cúmplice não artifice, lembre-se que os espanhóis eram cruéis, mas mutilavam sua crença com o consentimento da Igreja, que já não era mais um poder bélico desde o Renascimento, então você misturou a religião, uma mera coadjuvante num contexto de conquista territorial, agrícola e mercantilista, onde os espanhóis procuravam muita riqueza naquelas terras minguadas. Obviamente, se a Igreja dissesse não, seria dizimada em mais cismas…

    “A início, os conquistadores não poderiam prever a vulnerabilidade imunológica dos nativos, mas a percepção, por parte dos colonizadores, dos efeitos funestos das epidemias não os mobilizou para que refletissem sobre a sua ação colonizatória e “civilizatória”. Da mesma forma que Mao não deu muita bola para os efeitos da revolução cultural e do grande salto para a frente. Da mesma forma que Stalin não se comoveu muito com os milhões de mortos pela fome e pela doença durante a coletivização forçada das terras. Para uns: “A colonização do Novo Mundo tem que prosseguir!” Para outros: “O ideal comunista tem que triunfar!””

    Estamos falando do século XVI? Por favor, ninguém sabia o que era sistema imunológico naquela época, ademais, como já deixei bem claro, a Igreja não queria expansão colonial, isso foi interesse político e rixa entre ingleses, espanhóis e portugueses. A igreja queria era a idade média pura e simples. Obviamente, como eram católicos os espanhóis e protestantes os ingleses, as duas crenças são “cúmplices” por fim da força…Mas você foi além: A Igreja foi co-autora. O que é um absurdo, era um contexto político influenciado pelas idéias revolucionárias humanísticas e iluministas que, pasmém, eram o oposto da Igreja. Você misturou tudo.

    Lembre-se que as grandes navegações ocorreram em épocas tumultuadas onde a Igreja estava perdendo poder para o avô do capitalismo: O mercantilismo. A religião, que supostamente consentia com a escravidão, era apenas um pretexto.

    1. Vc não está se esquecendo que a missão principal deles era primeiramente dizimar metade da população e depois evangelizar os pérfidos pagãos selvagens?

      Vc ouviu falar de Hernán Cortez, né?

  8. Vc não está se esquecendo que a missão principal deles era primeiramente dizimar metade da população e depois evangelizar os pérfidos pagãos selvagens?

    Vc ouviu falar de Hernán Cortez, né?

    E no que discordei? Fugir do foco é um recurso interessante e enfadonho. Cortez era um conquistador e explorador da Coroa Espanhola e não da Santa Sé. Obviamente, como a coroa era católica, Cortez também o era. Ele não dominou aquelas terras com padres empunhando espadas, os padres não mataram ninguém, muito pelo contrário, continham a fúria dos espanhóis. É o mesmo que culpar o islã pelos crimes dos terroristas xiitas. Eles usavam a teologia cristã, com argumentos do tipo “para cada cristão morto mataremos 12 deles 11 pelos apóstolos e 1 por cristo”. Mas e daí, quer dizer que todo FDP que disser isso é Cristão, basta se auto-intitular? Quando um católico mata, la vêm os secularistas ateus radicais “a culpa é da Igreja inteira”, tá
    bom…

    E esses “milhões” que andam derramando por aí não são números confiáveis visto que as estatísticas apontam muito menos. O secularismo continua sendo campeão inalcançavel em termos de genocídios, a ONU ainda nega que crianças estejam sendo estupradas pelos seus próprios agentes em pleno século XXI.

    1. E no que discordei?

      Vc sabe a diferença entre discordar e se esquecer?

      Fugir do foco é um recurso interessante e enfadonho. Cortez era um conquistador e explorador da Coroa Espanhola e não da Santa Sé.

      Hã… Creio que vc nunca ouviou falar de jesuítas.

      Obviamente, como a coroa era católica, Cortez também o era. Ele não dominou aquelas terras com padres empunhando espadas, os padres não mataram ninguém, muito pelo contrário, continham a fúria dos espanhóis.

      AONDE, meu filho? A própria Igraja defendia a escravidão, pois dizxiam que eles eram selvagens e que os negros não tinham alma. Vc pode fazer vista grossa para isso, mas não vai alterar a História.

      É o mesmo que culpar o islã pelos crimes dos terroristas xiitas.

      Quer que eu coloque aqui as partes “lindas” do Alcorão que manda passar o cerol nos infiéis?

      Eles usavam a teologia cristã, com argumentos do tipo “para cada cristão morto mataremos 12 deles 11 pelos apóstolos e 1 por cristo”. Mas e daí, quer dizer que todo FDP que disser isso é Cristão, basta se auto-intitular?

      Pois, é. Aí que reside a “beleza” do fundamentalismo. Levar a uma literalidade absurda o que foi escrito há muitos séculos como uma grande e imensa verdade.

      Quando um católico mata, la vêm os secularistas ateus radicais “a culpa é da Igreja inteira”, tá
      bom…

      E esses “milhões” que andam derramando por aí não são números confiáveis visto que as estatísticas apontam muito menos. O secularismo continua sendo campeão inalcançavel em termos de genocídios, a ONU ainda nega que crianças estejam sendo estupradas pelos seus próprios agentes em pleno século XXI.

      Deixe de ser idiota. Qual livro que defende a mortandade de religiosos em nome do ateísmo? Poste os nomes dos livros. Poste os estudos das universidades. Eu posto fontes que comprovam as mortes ordenadas em nome da religião. Vamos ver se vc faz o mesmo sobre a defesa do ateísmo.

      PS. Foi bom vc não ter fingido que não viu a parte sobre Trotsky. Isso evidencia muita coisa. ;-)

  9. Ok…Lá vão as fontes…

    O próprio filósofo Heidegger era alemão e nazista, segundo ele, um grande secularista, na Alemanha ou se era contra ou a favor de Nietzsche, esse último definiu o conceito de super-homem (Übermensch), conceito aplicado ao próprio Hitler, que odiava religiosos e judeus. Nietzsche, como se sabe (ou fingem os falsários manipuladores não sabererm), era totalmente contra os cristãos, muito embora não tenha matado nenhum, influenciou todos os genocídios comunistas e nazistas do século XX, com singelas frases como “Deus está morto mas o seu cadáver permanece insepulto” ou “O cristianismo foi, até o momento, a maior desgraça da humanidade”, ao lado de Marx, cuja crença dizia que “religião é o ópio do povo” foram duas peças chave contra crentes do mundo todo.

    Mas não para por aí não…Diderot, com seu materialismo ateu, acreditava que o homem somente seria livre quando o último padre fosse enforcado com suas próprias tripas, seu livro “A religiosa” foi um libelo contra cristãos, o que inspirou crimes brutais contra religiosos durante a revolução francesa.

    Ainda há a Guerra Civil Espanhola, onde o liberalismo republicano, extremamente anti-clerical, matou milhares de pessoas e destruiu 20,000 igrejas. Interessante que os republicanos são mostrados como santos, sempre.

    Agora mesmo, sob a égide de ideologias defuntas, cristãos são mortos em países islâmicos e perseguidos na China. O livro “Mortos Pelo Governo” (DEATH BY GOVERNMENT By R.J. Rumme), mostra a lista dos maiores assassinos da história, coincidentemente, nenhum deles era adepto do “cristianismo”, a maioria, (Como bem frisou The Black Book of Communism), era Ateu e secularista, ou inspirado por essa vertente. Obviamente, você pode dizer que não são secularistas os que matam, que é a mesma estratégia dos comunistas para escaparem da culpa de seus crimes.

    “61,911,000 Murdered: The Soviet Gulag State
    5. 35,236,000 Murdered: The Communist Chinese Ant Hill
    6. 20,946,000 Murdered: The Nazi Genocide State
    7. 10,214,000 Murdered: The Depraved Nationalist Regime”
    (http://www.hawaii.edu/powerkills/NOTE1.HTM)

    Esses números são “milhões”, enquanto a igreja, fraquinha, matava alguns milhares diretamente, os secularistas, de esquerda, direita ou o diabo que o valha, mais gananciosos, executavam gente a rodo.

    1. O próprio filósofo Heidegger era alemão e nazista, segundo ele, um grande secularista, na Alemanha ou se era contra ou a favor de Nietzsche, esse último definiu o conceito de super-homem (Übermensch), conceito aplicado ao próprio Hitler, que odiava religiosos e judeus.

      Engraçado. A Igreja Católica não se opôs ao Nazismo e Hitler e Goebels eram catóicos praticantes.

      Nietzsche, como se sabe (ou fingem os falsários manipuladores não sabererm), era totalmente contra os cristãos, muito embora não tenha matado nenhum

      Isso prova o que mesmo?

      influenciou todos os genocídios comunistas e nazistas do século XX

      Ué. Os nazistas mataram comunistas e os comunistas mataram nazistas. Acho que sua lógica tá um pouco distorcida.

      com singelas frases como “Deus está morto mas o seu cadáver permanece insepulto” ou “O cristianismo foi, até o momento, a maior desgraça da humanidade”

      O cristianismo fez o que de bom?

      ao lado de Marx, cuja crença dizia que “religião é o ópio do povo” foram duas peças chave contra crentes do mundo todo.

      Hã… Onde Marx defendeu o extermínio de religiosos? Pelo que sei ele falou RELIGIÃO.

      Mas não para por aí não…Diderot, com seu materialismo ateu, acreditava que o homem somente seria livre quando o último padre fosse enforcado com suas próprias tripas, seu livro “A religiosa” foi um libelo contra cristãos, o que inspirou crimes brutais contra religiosos durante a revolução francesa.

      E por que ele teria dito isso? Será porque as pessoas viviam na mais absoluta miséria, enquanto que a nobreza e o Clero vivieam em opulência? Será que os votos do primeiro e segundo estados eram inferiores em número per capita, mas mesmo assim superavam os anseios da população? 80% dos mortos eram religiosos. E daí? Quase todo mundo era religioso. Isso não apaga o que a religião fez nesses séculos.

      Ainda há a Guerra Civil Espanhola, onde o liberalismo republicano, extremamente anti-clerical, matou milhares de pessoas e destruiu 20,000 igrejas. Interessante que os republicanos são mostrados como santos, sempre.

      Foram só os religiosos mortos? E por causa de que? Só para acabarem com a religião? Bem, vc mesmo se respondeu: Gerra CIVIL.

      Agora mesmo, sob a égide de ideologias defuntas, cristãos são mortos em países islâmicos e perseguidos na China.

      Os islâmicos nunca esqueceram das Cruzadas. Cristãos estão cxolhendo o que plantaram. Mesmo pq, islãmicos matam ateus, judeus, hindus e qq um que não seja muçulmano. Opa! Islamismo TAMBÉM é religião. hehehehe

      O livro “Mortos Pelo Governo” (DEATH BY GOVERNMENT By R.J. Rumme), mostra a lista dos maiores assassinos da história, coincidentemente, nenhum deles era adepto do “cristianismo”, a maioria, (Como bem frisou The Black Book of Communism), era Ateu e secularista, ou inspirado por essa vertente. Obviamente, você pode dizer que não são secularistas os que matam, que é a mesma estratégia dos comunistas para escaparem da culpa de seus crimes.

      Isso inclui as Cruzadas, a Noite de São Bartolomeu, a Inquisição Católica e Protestante? Muitas mortes propagadas por vários religiosos. Culpa muito bem dividida, mas não o suficiente para apagá-la.

      “61,911,000 Murdered: The Soviet Gulag State
      5. 35,236,000 Murdered: The Communist Chinese Ant Hill
      6. 20,946,000 Murdered: The Nazi Genocide State
      7. 10,214,000 Murdered: The Depraved Nationalist Regime”

      (http://www.hawaii.edu/powerkills/NOTE1.HTM)

      Nazistas eram cristãos. Lamento. Ademais, os números se referem à Idade Contemporânea. Vamos retroceder no tempo? O Gulag já era um campo de prisoineiros antes da implantação do Estado Soviético. Admita os horrores das religiões.

      Esses números são “milhões”, enquanto a igreja, fraquinha, matava alguns milhares diretamente, os secularistas, de esquerda, direita ou o diabo que o valha, mais gananciosos, executavam gente a rodo.

      Uau! Só alguns milhões… Nada de mais. O que vale é quanto não é mesmo?

      Agora, poste fontes de verdade. Livros não provam coisa alguma.

    2. Alarme contra ignorante!!!!! Perai você esta dizendo que nietzsche era nazista? E ele por ser contra o cristianismo e a sua moral de escravos, o nazismo seria de alguma forma um crime dos céticos?

      1- Nietzsche formou o conceito do Übermensch antes sequer de Hitler nascer como se sabe (ou fingem os falsários manipuladores ou ignorantes não sabererm) Hitler se associou ao conceito e não o contrário

      2- Nietzsche era contra o anti-semitismo

      3- A frase Deus está morto e as derivadas desse conceito são uma figura de linguagem para algo que aparentemente nem você nem muitos cristãos ignorantes (eu sei desculpem o pleonasmo) entenderam.

      4- Você quer comparar quantas matanças e genocídios foram influenciados por religião?????

      5- O nazismo tinha respaldo e influencia da igreja meu amigo.

      6- Atacar o comunismo não ataca o atéismo, eu acho interessante a predileção do cristianismo pelo capitalismo mas no fim comunismo e capitalismo é tudo a mesma bosta, so mais algumas instituições pra controlar o ser humano como uma vaca (assim como o cristianismo)

  10. Caro, Wilhelm:

    Alarme contra ignorante metido!!!!!

    “Alarme contra ignorante!!!!! Perai você esta dizendo que nietzsche era nazista? ”

    Você tem problemas com interpretação de texto? Se sabe o que é um pleonasmo, então pelo menos a 4 série tem! Copie e cole onde eu digo “nietzsche era nazi”, por favor. Ele “apenas” influenciou indiretamente os genocídios secularistas do século XX, nazista era sua maninha, Elizabethe Foster. Sem mais.

    1. Sim nazista era a irmã dele e o marido dela Bernhard Förster. Eles inclusive vieram para o paraguai na esperança de criar uma colônia para a raça pura ariana em 1887. Agora espero que você saiba caro colega que ela alterou parte do trabalho de nietzsche postumamente para dar suporte ao nazismo. E também assim como Hitler mandava entregar cópias de Also Sprach Zarathustra pros soldados, ele proibia outros livros do filósofo.

      A influência de Nietzsche sobre o nazismo foi o quanto Hitler tentou usar as teorias dele, décadas depois de terem sido escritas, pra embasar o que ele fazia.

      Agora seu argumento de tentar usar uma suposta influência de um secularista sobre o nazismo prova o que? (ainda mais com o que o André falou)

      Se eu quiser ser cínico, mal caráter e parcial (olha só como os religiosos) eu posso usar qualquer coisa pra embasar um comportamento de ódio e genocida, poderia usar até mesmo Teletubies. E olha que religião É sim o maior responsável por influenciar matanças e violência até os dias de hoje

  11. Ora, assim como não se pode negar as origens cristãs do nazismo, não se pode negar as secularistas e darwinistas. Sendo estas duas últimas, brutalmente mais influentes, visto que a Igreja protegeu muitos judeus, dando inclusive a vida por eles (São Maximilian Kolbe), inclusive muitos padres poloneses sacrificaram-se contra o reinado de terror nazista. Vocês estão cegos, os americanos, cristãos, lutaram contra os nazistas também.

    “E olha que religião É sim o maior responsável por influenciar matanças e violência até os dias de hoje…”

    Ah, tá…Eu fico repetindo ad nauseum aqui que os maiores genocidas da humanidade eram motivados por ideais revolucionárias secularistas, e não religiosos e vocês ficam com esse papo. Hitler era cristão, e daí? Não foi por isso que ele matou, e sim porque odiava os judeus, ser Cristão era somente pretexto.

    1. Meu filho, sua burrice é genética ou opção própria?

      Ora, assim como não se pode negar as origens cristãs do nazismo, não se pode negar as secularistas e darwinistas.

      Contradição nota dez, sujeito. Se a base é cristã, portanto RELIGIOSA, então o secularismo não tem nada a ver. Ademais o que a Teoria da Evolução (e não darwinismo, ignorante) que trata do surgimento de espécies tem a ver com isso? Ao que eu saiba, a Eugenia já existia muito antes de Darwin. Mas, é claro que eu não espero que vc saiba algo sobre.

      Sendo estas duas últimas, brutalmente mais influentes, visto que a Igreja protegeu muitos judeus, dando inclusive a vida por eles (São Maximilian Kolbe)

      Mentira! Os cristãos perseguiram judeus a torto e a direito durante os pogroms, matou de forma bárbara Hipátia e dilapidou a Biblioteca de Alexandria. Vai estudar, garoto.

      inclusive muitos padres poloneses sacrificaram-se contra o reinado de terror nazista.

      Enquanto isso, no Vaticano…

      Vocês estão egos, os americanos, cristãos, lutaram contra os nazistas também.

      Assim como judeus, muçulmanos e os comunistas ATEUS. Aliás, quando foi que os EUA entraram na Guerra mesmo? E por que? Vai estudar, garoto. [2]

      “E olha que religião É sim o maior responsável por influenciar matanças e violência até os dias de hoje…”

      Ah, tá…Eu fico repetindo ad nauseum aqui que os maiores genocidas da humanidade eram motivados por ideais revolucionárias secularistas, e não religiosos e vocês ficam com esse papo.

      Vc repete, mas não posta as provas. Fica nessa conversa de papagaio por ser iletrado e totalmente ignorante em história.

      Hitler era cristão, e daí? Não foi por isso que ele matou, e sim porque odiava os judeus, ser Cristão era somente pretexto.

      Uia! Mas ser cristão não é amar o próximo? Não pelo seu livrinho. ;-)

    2. Sua lógica peca. Muitos nazistas ajudaram judeus a fugir do seu próprio governo… Logo pela sua lógica os nazistas seriam bonzinhos.

      Ter pessoas que se opõe a esse tipo de ação de uma certa instituição não torna a instuição boazinha. Você tem que avaliar as correntes de liderança seja de fato ou filosófica de uma dada instituição pra poder avaliar ela.

      Uma coisa amigo se a religião tivesse certa so na Gibíblia tem uma quantidade monstruosa de vítimas…

      Po finalmente nos entendemos em algo cristianismo é so pretexto do pessoal que manda pras mais diversas merdas que eles aprontam.

      André eugenia apesar de ser definido como conceito somente 1869 mas ja era praticada na Grécia em Esparta, e ja tinha prévias em textos de Platão como A República.

      1. André eugenia apesar de ser definido como conceito somente 1869 mas ja era praticada na Grécia em Esparta, e ja tinha prévias em textos de Platão como A República.

        Eu sei. O bestão ali é que não sabe ou não quer saber.

  12. “Vc repete, mas não posta as provas. Fica nessa conversa de papagaio por ser iletrado e totalmente ignorante em história.”

    Você é iletrado ou se faz de cínico? Postei diversos links, livros e citações. Você só agoniza no seu esturpor anti-religioso “secularista”. E lógico que se pode ser mutuamente as duas coisas, lógico que se pode pegar elementos de uma crença e mesclá-los com a descrença.

    “Meu filho, sua burrice é genética ou opção própria?”

    Nem um nem outro. Mas lhe sugiro procurar um geneticista, neurologista, psicológo ou um endocrinologista…eles podem lhe ajudar.

    “Assim como judeus, muçulmanos e os comunistas ATEUS. Aliás, quando foi que os EUA entraram na Guerra mesmo? E por que? Vai estudar, garoto. [2]”

    E quem disse que não, Sr. Maniqueista? Pra você o sujeito nasce com uma carteirinha secularista e permanece naquilo até morrer, como se Voltaire não tivesse se convertido no leito de morte, mas seus ideais sempre foram secularistas…Vocês são uns radicais. Radicais disfarçam sua ignorância, derramando seu “balsamo” do saber nos outros.

    Pearl Harbor não significa nada, a Russia era amiguinha de Hitler e só se doeu, quando adolfinho quebrou as regras do jogo. No final, ninguém ia “brincar” com Hitler e a Europa iria afundar inteira. Não bastasse a intervenção dos EUA no oriente médio, salvando a China da loucura assassina dos soldados japoneses. Ainda salvaram a economia Européia com o Plano Marshall, uma porcaria para ajudar países ingratos que devolveram o favor com uma cuspida na cara e essa pasmaceira politicamente correta e “secularista” que nada mais do que um materialismo banal de adolescente ou trintão que não quer crescer (assim como o neonazismo).

    Se quiser, pode bloquear, esse conflito já começou com um derrotado. A história não mente.

    1. Você é iletrado ou se faz de cínico? Postei diversos links, livros e citações. Você só agoniza no seu esturpor anti-religioso “secularista”. E lógico que se pode ser mutuamente as duas coisas, lógico que se pode pegar elementos de uma crença e mesclá-los com a descrença.

      Pois, é. Pena que eu aniquilei suas alegações.

      Nem um nem outro. Mas lhe sugiro procurar um geneticista, neurologista, psicológo ou um endocrinologista…eles podem lhe ajudar.

      Ao contrário de vc, não tenho alucinações nem amigos imaginários. ;-)

      E quem disse que não, Sr. Maniqueista?

      Mas, se “esqueceu” de mencionar. Conveniente, não?

      Pra você o sujeito nasce com uma carteirinha secularista e permanece naquilo até morrer, como se Voltaire não tivesse se convertido no leito de morte

      Voltaire se converteu? Desde quando?

      mas seus ideais sempre foram secularistas…Vocês são uns radicais. Radicais disfarçam sua ignorância, derramando seu “balsamo” do saber nos outros.

      Não vi refutação nenhuma aí.

      Pearl Harbor não significa nada, a Russia era amiguinha de Hitler e só se doeu, quando adolfinho quebrou as regras do jogo.

      Pearl Harbor significa e muito! Afinal, sem ela os EUA não teriam entrado na guerra e sua falácia sequer existiria. Sobre a quebra das regras do jogo, devo lembrar que a Rússia entrou na Segunda Guerra CONTRA os alemães. O fato de terem assinado um pacto de não-agressão não os faz se favoraveis. A Suíça manteve-se neutra. Ela foi a favor de quem, então? Enquanto isso, o vaticano apoiava os nazis. Legal, né?

      No final, ninguém ia “brincar” com Hitler e a Europa iria afundar inteira. Não bastasse a intervenção dos EUA no oriente médio, salvando a China da loucura assassina dos soldados japoneses.

      O Japão é religiosos e a China é ateísta e secularista. Que ironia, não?

      Ainda salvaram a economia Européia com o Plano Marshall, uma porcaria para ajudar países ingratos que devolveram o favor com uma cuspida na cara e essa pasmaceira politicamente correta e “secularista” que nada mais do que um materialismo banal de adolescente ou trintão que não quer crescer (assim como o neonazismo).

      Os EUA estavam falidos depois da Segunda Guerra. Ajudaram em termos de que? Se apropriando economicamente do mundo? O Tecreiro Mundo agradece. Mas, o que a religião tem a ver com isso mesmo?

      Bem, examine a China e a Coréia. Os EUA não deram 2 centavos a eles.

      Se quiser, pode bloquear, esse conflito já começou com um derrotado. A história não mente.

      Ainda bem que vc se reconheceu derrotado. Gostei dessa sua sinceridade e mostrar que esperneou a toa.

  13. “O Japão é religiosos e a China é ateísta e secularista. Que ironia, não?”

    Bonito dizer isso, porque você acaba caindo num loop de sua própria ignorância. Afinal, A China derrubou a religião, quando os comunistas deram o golpe e instauraram uma ditadura que matou 63 milhões…tutto buena gente esses “secularistas”.

    Ainda assim, há na china taoísmo, confucionismo, budismo e cristianismo. Sendo o budismo a maior religião, datando do século I: http://portuguese.cri.cn/chinaabc/chapter6/chapter60402.htm . Dizer que o Japão é religioso e a Cinha não, é rídiculo e rísivel…Um colega meu que te leu, disse que você andou fumando “especiarias”, principalmente depois dessa:

    “Os EUA estavam falidos depois da Segunda Guerra […]”

    Que pode ser refutada com “http://www.guerras.brasilescola.com/seculo-xx/o-mundo-depois-segunda-guerra-mundial.htm”

    Os EUA dobraram a produção industrial depois da 2ª Guerra, ao lado do Canadá, foi um dos únicos vencedores, lógico que a Europa tirou sua lasquinha e cuspiu no prato que comeu. Mas isso, qualquer menino de Escola Pública, com seus 8 anos, sabe, né? Tenho certeza que você só estava brincando.

    A história do Vaticano com Hitler também é muito mal-contada por pessoas mal-intencionadas, visto que o Vaticano estava no epicentro do fascismo e não detinha qualquer poder bélico, é o mesmo que dizer que a França e a Polônia apoiaram Hitler, foram forçados a baixar a cabeça pra não serem dizimados. O fascismo também era um movimento mais brando que o nazismo e na época ninguém sabia bem do que se tratava, todos, repito todos, pensavam que o fascismo era apenas um nacionalismo saudável. Evidentemente com o tempo perceberam que estavam errados, a Igreja então caiu fora.

    Sem mais…

    1. Bonito dizer isso, porque você acaba caindo num loop de sua própria ignorância. Afinal, A China derrubou a religião, quando os comunistas deram o golpe e instauraram uma ditadura que matou 63 milhões…tutto buena gente esses “secularistas”.

      Foi em nome do ateísmo? vamos somar o que a sua religiãozinha fez, e ver os números?

      <I:Ainda assim, há na china taoísmo, confucionismo, budismo e cristianismo. Sendo o budismo a maior religião, datando do século I:

      Para a sua informação, meu caro desinformado, taoísmo não é religião e o budismo é uma filosofia ateísta.

      Dizer que o Japão é religioso e a Cinha não, é rídiculo e rísivel…Um colega meu que te leu, disse que você andou fumando “especiarias”

      Coleguinha de igreja e nada pra mim é mesma coisa.

      Que pode ser refutada com “http://www.guerras.brasilescola.com/seculo-xx/o-mundo-depois-segunda-guerra-mundial.htm”

      Os EUA dobraram a produção industrial depois da 2ª Guerra, ao lado do Canadá, foi um dos únicos vencedores, lógico que a Europa tirou sua lasquinha e cuspiu no prato que comeu. Mas isso, qualquer menino de Escola Pública, com seus 8 anos, sabe, né? Tenho certeza que você só estava brincando.

      Pode me dizer qual era a produção industriual dos EUA? Desde quando ele era uma potência antes da Segunda Guerra?

      A história do Vaticano com Hitler também é muito mal-contada por pessoas mal-intencionadas

      Só pq vc quer.

      visto que o Vaticano estava no epicentro do fascismo e não detinha qualquer poder bélico, é o mesmo que dizer que a França e a Polônia apoiaram Hitler

      Ué. A Polônia não se aliou a Hitler. Mas, o Vaticano não foi tomado nem destruído. Sua comparação é tosca que nem vc.

      foram forçados a baixar a cabeça pra não serem dizimados.

      Provas?

      O fascismo também era um movimento mais brando que o nazismo e na época ninguém sabia bem do que se tratava, todos, repito todos, pensavam que o fascismo era apenas um nacionalismo saudável. Evidentemente com o tempo perceberam que estavam errados, a Igreja então caiu fora.

      OI que faz dela uma covarde, enquanto outros se revoltavam e se opunham publicamente. O Papa Pio XII é muito amado pelo mundo afora. pergunte a qualquer judeu.

      Sem mais…

      Que vc é de menos, é público e notório. Agora, pode voltar pro seu “coleguinha”.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s