Experimento que recria Big Bang é acionado

Atenção alarmistas de plantão! Corram para as montanhas! Religiosos, caiam de joelhos, o fim do mundo começou!! A tribulação vai começar. Os malvados cientistas fizeram: ELES LIGARAM O LHC!!!

Três décadas após sua concepção, o mais poderoso experimento do mundo da Física foi acionado nesta quarta-feira (10/09) em uma área subterrânea na fronteira franco-suíça. O gigantesco acelerador de partículas, o maior e mais complexo instrumento científico já construído, poderá responder algumas questões fundamentais sobre o início do Universo.

No experimento, os malditos e satânicos engenheiros circularam partículas de prótons dentro de um túnel de 27 quilômetros de circunferência que abriga o LHC. Após o sucesso dessa primeira parte, o próximo passo será projetar outras partículas na direção oposta para que possam colidir, recriando as condições que existiam no universo imediatamente após o Big Bang.

O aparelho, cujo custo é estimado em US$8 bilhões, foi projetado para atirar partículas de prótons umas contra as outras quase à velocidade da luz. A liberação maciça de energia causada pelo choque das partículas simularia as condições após a explosão que deu origem ao universo. Em agosto, os engenheiros já haviam injetado raios de prótons de baixa intensidade no LHC, mas estes não completaram o percurso completo do túnel.

O primeiro dia do maior experimento da história da ciência – o começo das atividades do LHC deixou os responsáveis entusiasmados e esperançosos. O segredo da máquina está em um barracão, Meyrin, na Suíça, perto da entrada do Centro Europeu de Pesquisa Nuclear.

Os cientistas esperam conseguir identificar o surgimento de partículas tal como aconteceu no início do universo, algumas das quais nunca foram observadas antes. “Vamos conseguir analisar a matéria mais profundamente do que jamais conseguimos”, disse Tara Shears, da Universidade de Liverpool, na Inglaterra. “Poderemos observar do que o universo se constituía bilionésimos de segundo depois do Big Bang”, afirmou.

O LHC poderá responder a uma simples questão: O que é massa?

“Sabemos que a resposta será encontrada no LHC”, disse Jim Virdee, físico do Imperial College de Londres. O modelo mais aceito sobre a formação da massa envolve uma partícula chamada bóson de Higgs. Segundo a teoria, as partículas formam sua massa através de interações com o campo que acompanha a partícula Higgs.

Durante o inverno europeu, o LHC será fechado para que os engenheiros preparem o equipamento para reproduzir as colisões com energia total – e não de baixa intensidade, como nesta quarta. “O que é tão empolgante é que não tivemos o lançamento de um equipamento tão grande durante anos”, disse Shears.

“Nossos experimentos são tão grandes, complexos e caros que não ocorrem com tanta freqüência. Mas quando acontecem, tiramos deles toda a física possível “, afirmou.

A produção de dados da experiência será tão grande que menos de 1% será guardado para estudo. Ainda assim, foi preciso reinventar a interação de computadores para dar conta do recado. O Centro Europeu de Pesquisa Nuclear (Cern), inventou o World Wide Web (de onde você acha que as letras WWW das URLs vieram?). Agora, desenvolveu o Grid, um sistema de computadores interligados no mundo inteiro, uma tecnologia impensável há apenas dez anos.

A imensa máquina mostrou seu funcionamento modestamente, com um pontinho branco no computador. Mas quando estiver a toda energia, vai girar os feixes virtualmente na velocidade da luz e fazê-los colidir, reproduzindo em escala menor o Big Bang, a explosão que teria dado início à criação do universo. E “estar a toda energia” significa gastar 200 megawats/hora, o mesmo que uma cidade como Curitiba.

Tanta energia é necessária porque as partículas são aceleradas por um campo elétrico e só conseguem manter o rumo graças a milhares de campos magnéticos instalados ao longo do percurso. Tudo isso é mantido com eletricidade, que gera calor. E calor provoca perda de energia. Por isso, toda a tubulação é resfriada a -271°C, temperatura menor do que a do espaço sideral.

Veja a reportagem da BBC Brasil:


Fontes diversas.


Para saber mais: Para Hawking, LHC não ameaça a Terra

19 comentários em “Experimento que recria Big Bang é acionado

  1. Eu sei que não vai acreditar, mas para quem ler aqui fica o aviso. Mais umas gralhas. :-(

    O megawatt/hora não é uma unidade de energia (aliás é uma unidade que eu nunca vi utilizada, mediria a “velocidade” com que a potência aumenta).

    O megawatt hora (atenção, não tem a barra de divisão) é realmente uma unidade de energia.

    É razoável que uma cidade como Curitiba, no Paraná, consuma 200 MW (200 megawatt). Agora não pode consumir (gastar) 200 megawatt hora, nem muito menos 200 megawatt/hora, porque nenhuma dessas unidades representa potência.

    Não se preocupe em demasia. Este tipo de erros é muito vulgar em jornais, televisões, etc. Mas são estes erros que estão na base de muita coisa sem pés nem cabeça que tenho lido e ouvido por aí.

    (megawatt não deve ser usado no plural, mas isso é uma coisa menor, tal como o t que falta em watt)

    José Simões

  2. Não acredito que ouvi isso! Passei várias vezes para ter certeza! O apresentador do vídeo fala que o big bang ocorreu a aproximadamente 300 bilhões de anos, sendo que há um consenso entre todos os cientistas de que o universo surgiu por volta de 15 bilhões de anos atrás!!! que erro gravíssimo!

  3. Meu chefe chegou pra mim ontem e disse que isso é um perigo, pois, tentando estudar o big bang eles estão duvidando da existência de deus e toda aquela historia de castigo divino….

    Tive que reunir todas minhas forças pra não rir na cara dele.

        1. Citação de um comentário no meu blog:

          “Provar que o Big Bang existiu não mudará minha forma criacionista de pensar, pelo contrário, só me deixará mais maravilhado com o poder de criação Deus.”

          E nas reportagens que tenho assistido, ainda insistem em se referir ao Boson de Higgs como partícula DE deus. Esse povo não aprende mesmo!

  4. Mas, supondo a recriação perfeita do Big Bang nesse mundo elementar, se um “micro universo infinito” será criado, a quem será creditado o título de “supremo criador”: ao homem que fez a máquina, à máquina, ou aos dois? (Ou aos três?)

  5. Não é que tentar descobrir a origem do Universo não seja relevante; entretanto gastar cerca de US$ 8 bilhões para esta finalidade, quando poderiam ser gastos, a fim de minimizar a triste realidade para qual o nosso Planeta está indo é que não consigo concordar. Não acho inteligente, vindo de cientistas tão renomados, se importar mais com a origem do que com o fim do Universo, tratando deste caso específico. É um investimento exorbitante, que faria diferença vital para muitas pessoas, que no momento em que o LHC estava sendo testado, elas estavam morrendo!

    1. Eu prefiro gastar 8 bilhoes de dolares com experimentos cientificos em busca da pura verdade sobre o Universo em que vivemos.

      Mas vou te citar uns dados que vc achara interessantes e exorbitantes, que eu considero inuteis:

      – Os gastos militares dos EUA sao de 560 bilhoes de dolares por ano
      – Gasta-se 300 bilhoes por ano em pornografia
      – 500 bilhoes de dolares sao gastos com construcao e reformas de igrejas a cada decada
      – 400 bilhoes de dolares com bebidas alcoolicas
      – 250 bilhoes de dolares com cassinos
      – Os gastos com a Guerra do Iraque ja passaram de 2 trilhoes de dolares
      – A corrida armamentista da Guerra Fria (1946 a 1990) gastou quase 50 trilhoes de dolares
      – A corrupcao custa 300 bilhoes por ano no mundo
      – O mercado de drogas fatura 200 bilhoes por ano

      E vc ainda acha pouco inteligente que os cientistas prefiram investir em ciencia do que os politicos que vc elege, que gastam somas exorbitantes com essas inutilidades acima ?

      Melhor vc repensar em suas prioridades.

      Nao foi inteligente de sua parte criticar a ciencia.

    2. Que tal se desmantelarmos o Vaticano e usar todo o ouro, prata, pedras preciosas, obras de arte, marfim etc, tomar todas os bens das igrejas, confiscar as terras, prédios, casas, bens móveis e imóveis e aplicar para a melhoria do mundo, hein? Garanto que dá muito mais que Oito Bi.

  6. Acho um abssurdo gastarem 8 bilhões com um experimento inutil e também os outros gastos citados.
    O humano não sabe mais quais devem ser suas prioridades. Todos deviam estar voltados para acabar com a miseria e o sofrimento dos menos favorecidos.

    1. O experimento é utilissimo para a Humanidade.

      Nao lhe ocorreu pensar que a partir dele, possamos descobrir as pistas para desvendar as origens de nosso Universo, um passo adiante para a Teoria Final da Fisica, um principio elementar que impulsione as viagens espaciais do futuro, etc ?

      Falta-lhe mais conhecimento no assunto.

      Quer acabar com a miseria e o sofrimento dos menos favorecidos ?

      De-lhe educacao, anticoncepcionais para que parem de se reproduzir (que as taxas estao acima do necessario, acima da capacidade de suporte, acima do razoavel, por ignorancia e por religiao), tire-lhes as religioes que ensinam que a pobreza é um dom divino, que é uma bencao que se multipliquem, que o sofrimento é bom para que ganhem o paraiso.

      Ha muita coisa a fazer.

      E nao adianta o ser humano ficar so nisso. Nos temos muitas outras prioridades, nos somos diversos, multiplos, e nao queremos saber de choradeira de um pseudo-social (que nao faz nada mesmo para ajudar o proximo… so sabe reclamar) que nao entende nada de ciencia e tecnologia e acha inutil

      Ponha a mao na cabeca e pense…. quantas vezes na sua vida vc ja gastou o seu dinheiro com coisas inuteis, e quanto vc ja gastou em esmolas ?

      Certamente a resposta ira lhe calar a boca.

  7. O argumento de Anderson Albert é falacioso. Esta falácia se chama curto prazo versus longo prazo – segundo Sagan, quando um subconjunto da exclusao do meio termo eh desprezado, dentre uma vasta gama de possibilidades. Isto reflete a ignorancia do leitor Albert, talvez acostumado com os argumentos apresentados por pseudo-cientistas sociais, religiosos (note que o experimento do LHC vai ferir ainda mais conceitos religiosos) e pesudo-intelectuais.
    Ainda ontem, o governo americano investiu 200 BILHOES de dolares numa companhia de seguros, para evitar uma possivel quebra do mercado mundial.
    A guerras demandam BILHOES, inclusive os armamentos.
    As empresas de cigarros, pornografias, bebidas alcoolicas lucram BILHOES.
    O individuo acima se esquece de que o CONHECIMENTO CIENTIFICO eh caro, mas nos livra da praga da ignorancia, dos conceitos medievais retrogrados (tais como a fisica aristotelica) e da BOSTA da religiao.

    E QUEM GARANTE QUE SE O DINHEIRO FOR EMPREGADO AOS NECESSITADOS, A MISERIA ACABARIA? E A CORRUPCAO, QUANTO DINHEIRO DESPERDICA?
    A CIENCIA NAO EH MENTIROSA, MUITO MENOS CORRUPTA.

    VAI ESTUDAR, CIDADAO.

  8. :sad: gostaria que esta maquina quebraçe porque esses cientistas duvida da criaçao de deus!!!
    eles podiam pegar aquele dinheiro e doar para os povos necessitados

    1. O Vaticano podia doar todos os seus terrenos para a Reforma Agrária e os pastores podiam cometer suicídio coletivo em prol da humanidade. Sobraria muito dinheiro para comprar dicionários e darem pra pessoas que escrevem errado que nem vc.

    2. @danielle, Engraçado que vc acha que o dinheiro que é usado pela Ciência tem que ser doado, mas o dinheiro que sua igreja arrecada toda semana não……….Sobre a criação de “deus”, fica tranquilo que mais dias ou menos dias ele será varrido da historia pq ele é tão util quanto uma dor de dente

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s