Canudinho de Refrigerante do Mal está destruindo o planeta, segundo políticos cariocas

No universo das pequenas coisas, você precisa fazer um estardalhaço com algo que não tenha efeito nenhum, de forma a fingir que trabalha e mostra serviço. Nada é mudado mas você tira onda que está fazendo muito por todos, quando efetivamente não está fazendo nada para ninguém. É com base nisso que se baseia esta proibição imbecil dos canudos de plástico no Rio de Janeiro. Motivo? “Ain, o meio-ambiente lindinho não pode ser emporcalhado por causa desses malditos canudos”. Que nem a foto ao lado mostrando a imensa quantidade de canudinhos de refrigerante.

Mas, Oh!, nós sabemos muito bem o verdadeiro motivo por trás disso.

Continuar lendo “Canudinho de Refrigerante do Mal está destruindo o planeta, segundo políticos cariocas”

Linguagem inclusiva – inclusiva de verdade ou “Por que usar @ e X no final das palavras é idiotice”

Olá amiguinhos e amiguinhas! Quanto tempo!

Então, vocês devem lembrar que muito tempo atrás numa galáxia muito distante eu escrevi alguns textos sobre fala e escrita. Hoje eu queria retomar esse tema pra explicar o que é linguagem inclusiva e porque enfiar x/@/e em tudo NÃO é a solução.

Antes de tudo, vamos lembrar de uns fatos básicos que eu venho ressaltando nessa série de textos:

Continuar lendo “Linguagem inclusiva – inclusiva de verdade ou “Por que usar @ e X no final das palavras é idiotice””

Jihadista leite-com-pera fica decepcionado com vida dura de terrorista dona-de-casa

Muitas coisas eu consigo entender, apesar de não concordar. Eu consigo entender porque torcidas de futebol do Flamengo hostilizam a torcida do Vasco. Outras coisas eu não consigo entender, como as torcidas Raça Rubro Negra e Jovem Fla (notoriamente, torcem pro MESMO time) saem na porrada entre si. É o tipo de coisa que não faz sentido! Extremismo islâmico é compreensível (reforçando: compreender não significa concordar), o que me é incompreensível é gente morando a trocentos quilômetros de distância querer participar de uma coisa que não faz a menor ideia do que se trata. Não só isso, pessoal vai lutar pelos muçulmanos, se filiando ao ISIS, que é rechaçado pelos próprios países muçulmanos. Pouca incongruência, né?

Calma que fica melhor: os hipsterzinhos leite-com-pêra se filiaram ao ISIS pensando algo nos seus sonhos idílicos, entre uma caixa de toddynho e outra, e quando deram com a fuça na realidade.

Continuar lendo “Jihadista leite-com-pera fica decepcionado com vida dura de terrorista dona-de-casa”

ENEM 2017: Brasil mostrando o que tem de melhor

Que o sistema educacional brasileiro é uma mistura de show de horrores e uma ópera-bufa, não temos a menor dúvida. Todo ano o ENEM mostra a tristeza patética na qual nos encontramos. Alguns otimistas veem que as coisas estão melhorando. Já os realistas nos baseamos em fatos como só ter havido apenas 53 provas que foram gabaritadas pelos alunos. Já em termos de redação, mais de 309 mil tiraram zero.

Digam a verdade: vocês sabiam que eu ia gravar vídeo sobre isso, né?

Continuar lendo “ENEM 2017: Brasil mostrando o que tem de melhor”

Universidade de Oxford acha que mulheres são burras demais para fazer provas junto com homens

Eu achava que, independente do gênero, raça, cor e credo, pessoas são capazes de alcançar maravilhas (foi o Jor-El quem me ensinou). A História está cheia de mulheres matemáticas brilhantes, como Sophie Germain, por exemplo. Mas eu achei que isso podia acontecer até os dias de hoje. Tenho que admitir que, às vezes, muito raramente, eu cometo erros. E a prova disso foi o que aconteceu em Oxford. Lá, eles acharam que mulheres são burras demais para fazer provas nos mesmos moldes que homens. Dessa forma, as mulheres passaram a ter direito a um tempo de prova quinze minutos a mais que os homens, de forma a diminuir o vácuo entre os dois, o que chamam estupidamente de gender gap.

Continuar lendo “Universidade de Oxford acha que mulheres são burras demais para fazer provas junto com homens”

Gente inocente não viu nada demais na cura-gay achando que não é cura-gay

Com a nova canetada juizeira que exorcismos, digo, cura gay tem validade, eu apontei o quão isto era imbecil, claro, as mentes puras, cândidas e totalmente tapadas, que não sabem como bancada religiosa funciona, disseram “não, André. Ninguém está falando de cura gay ali. O juiz estava falando de pesquisas clínicas e pesquisadores não podem ficar impedidos de atuar por causa daquela resolução do Conselho Federal de Psicologia.

Sim, tocante, não? Como eu falei, estas almas puras não sabem ler nas entrelinhas, nem mesmo da ata. Então, só resta apontar o óbvio e recomendar melhor atenção. Mas primeiro, cadê a ata? Continuar lendo “Gente inocente não viu nada demais na cura-gay achando que não é cura-gay”

Casca de banana entristeceu criancinhas sensíveis

O mundo dos floquinhos de neve, tidos assim por serem sensíveis e qualquer coisinha os ofende, é ridículo de tão patéticos que eles são. Qualquer coisa os deixa triguerizados (você leu este neologismo primeiro aqui), abalados, doidos para se encher de prozac, quando deveriam tomar um tapão na fuça para deixarem de ser idiotas.

E pior causa de que? Por causa de uma casca de banana. Continuar lendo “Casca de banana entristeceu criancinhas sensíveis”

Maluquice da vez: Mamães malucas esfregam secreções vaginais em recém-nascidos

Mamães moderninhas são um saco. Primeiro, porque elas se acham mais mães que as outras. Segundo, porque se acham mais mães do que as outras. Isso aliado às manias naturebas, acabam sempre fazendo alguma besteira ou cometendo atos de puro retardo mental. Assim, qual a BRILHANTE ideia dessas mulas agora? Quando mães têm filhos por cesariana, coletam fluidos de suas vaginas e ficam esfregando na pobre criança já que, segundo elas, isso exporia as crianças a bactérias que recobririam seus pequenos corpinhos se tivessem nascido por parto normal.

Esfregando nojeira e preparando para infectar todo mundo mostrando as loucuras da Humanidade, esta é a sua SEXTA INSANA!
Continuar lendo “Maluquice da vez: Mamães malucas esfregam secreções vaginais em recém-nascidos”

Não ligue pro conservante conservador atrás da cortina

FUD é acrônimo para Fear, Uncertainty and Doubt (Medo, Incerteza e Dúvida). É algo que é usado desde séculos atrás, como veículo de propaganda, que não foi inventada no século XX. Ramsés II já usava propaganda para dizer o quanto ele foi um general fodástico na Batalha de Kadesh. Tudo bem que os Hititas fizeram a mesma coisa, e como naquela época não tinha Google, ficava difícil dizer o que acontecia fora do vilarejo.

Claro, uma propaganda não existe para falar a verdade, e sim para CRIAR uma verdade, mesmo que ela não seja verdadeira; mas, HEY, ela não é para você e sim para quem tem tendências a acreditar num princípio pré-estabelecido como sendo verdade.

A Panera Bread é uma cadeia de restaurantes e padarias atuando nos EUA e no Canadá. Estando sua sede em Sunset Hills, Missouri, um lugar que, não sei porque, nunca é destino final de gente que quer emigrar. Estes só querem Nova York, Miami ou Califórnia. Para vender seus produtinhos, nada como usar de propaganda, e qual propaganda é tão boa e efetiva quanto o velho FUD?

Continuar lendo “Não ligue pro conservante conservador atrás da cortina”

Especialistas avisam: Enfiar ninho de vespa na vagina não é boa ideia

Vocês devem se lembrar da notícia sobre o bando de estúpidas enfiando alho e condimentos na perseguida. Acharam aquilo absurdo? Tenho uma novidade: o fundo do poço é um andar abaixo do que se imaginava. Tem gente comprando ninhos de vespas para enfiar na pepequinha para fins de sei lá!

Dando uma ferroada na maluquice mundial, esta é a Bzzzzzzzzzz SEXTA INSANA!

Continuar lendo “Especialistas avisam: Enfiar ninho de vespa na vagina não é boa ideia”