O bailar de duas estrelas enamoradas

Sistemas solares como o nosso, com um único Sol, não é uma constante no universo. Há sistemas binários, ou seja, sistemas com duas estrelas, em que uma menor orbita uma maior, mas as distorções gravitacionais fazem cm que as as duas bailem uma ao redor da outra.

é algo interessante e bonito, se simplesmente deixarmos de lado a fria realidade de números e equações na telas de computadores, gráficos impressos e cálculos e mais cálculos em planilhas. Eu vejo a beleza por detrás disso. eu vejo como um pouco de nossas vidas. eu vejo como duas estrelas brilhando mexendo e balançando uma com a outra. há estrelas sozinhas, claro, mas com a companhia de planetas, amigos que gravitam ao redor dela. alguns desses sistemas são violentos, outros tranquilos.

Nem sempre nossas vidas dão certo, mas algumas vezes ela dá maravilhosamente bem, ou está “bem’”, por enquanto. Talvez corpos celestes nos ensinem isso. Estar sozinho seja bom, estar acompanhado seja melhor, ter relações explosivas nem tanto, mas tudo isso perante um universo que não se importa, mas que diabos!, é importante para quem está vivendo o momento, e se quem está vivendo o momento sabe que um universo inteiro não se importa, é mais que imprescindível que este astro, esta estrela, ou até você aí, que está lendo estas palavras olhe para si mesmo, feche os olhos, e pense que você pode ser apenas uma estela solitária num sistema no canto, mas será o seu canto, e tudo em volta acha que você é importante, poucoimportanto o grande esquema das coisas.

Para aqueles que encontraram sua estrela que orbita e me xe com você, um feliz dia dos namorados. Para as estrelas solitárias, lembrem-se: vocês ainda tem seu brilho, e mesmo uma anã branca que não tem grande brilho, é denso e importante por causa de seu histórico do que fora um dia, devendo sentir orgulho disso.

2 comentários em “O bailar de duas estrelas enamoradas

  1. Feliz dia dos namorados para todas as estrelas de strangelets que existem por aí pelo multiverso! Lembre-se que um dia algum cientista louco vai te pegar com jeitinho e te transformar em uma arma de destruição em massa! 👾🤍

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s