Encontrado laboratório de Galeno

Cláudio Galeno era uma figura fantástica. Nascido em Pérgamo, na atual Turquia, em 129 EC, Galeno era médico, teórico, filósofo (do tipo de filosofia que presta, ouviu, Platão?), biólogo e neurocientista (sim, pois é. Dane-se você, Aristóteles e sua teoria que mulheres tem menos dentes que homens). Galeno atendia pobres, mas a grana mesmo estava no atendimento médico a gladiadores e imperadores. Cláudio Galeno fez grandes descobertas, e cometeu vários erros. Um dos motivos é que as leis vigentes proibiam exumar corpos humanos e disseca-los. Júpiter não gosta, lamento, mal aê, te vira que tu não é quadrado. Isso levou a Galeno achar que as mandíbulas humanas eram divididas em duas, como nos cães, e não são.

Até agora não se sabia ao certo onde era o laboratório e local de trabalho de Galeno, mas agora se sabe: embaixo da Basílica de Maxêncio em Roma.

O local exato onde Galeno estudou, criou os seus medicamentos, manteve os seus livros e abriu sua própria oficina em meados do século II E. C. foi encontrado no coração do Fórum Romano, abaixo do andar da Basílica de Maxêncio, a quase três metros de profundidade.

O dr. Domenico Palombi é professor associado de Arqueologia Clássica no Departamento de Ciências Antigas da Faculdade de Letras e Filosofia da Universidade La Sapienza de Roma. Junto com a drª Alfonsina Russo, diretora do Parque Arqueológico do Coliseu. O laboratório de Galeno foi trazido à luz durante uma vasta escavação na Horrea Piperiana, o complexo de armazéns monumental encomendado pelo imperador Domiciano (51-96 E.C.) em que as preciosas especiarias eram armazenadas.

Descoberta a localização do Laboratório de Galeno

Claro, você aprendeu sobre as Grandes Navegações e sua busca pelo caminho marítimo para as Índias, mas isso por causa do grande valor que as especiarias, que já era reconhecido no tempo de Galeno. Elas representavam uma riqueza que o imperador apreciava de uma maneira especial; portanto, ele construiu os armazéns perto do palácio. Algumas províncias do império pagavam impostos com mercadorias de alto valor e especiarias eram um perfeito exemplo. A primeira escolha de especiarias que respondeu ao imperador, pela corte e pelo exército; o restante foi comercializado com preços estabelecidos pelo imperador.

A Horrea Piperiana era muito frequentada por médicos que usavam especiarias em suas preparações farmacêuticas, como no caso de Galeno.

Há muita coisa o que pesquisar lá e imagino que os arqueólogos estão salivando. Quem sabe daqui a pouco não abre à visitação (não, não será tão daqui a pouco assim. Uma pena). Mas não é por causa disso que você vai deixar de ver o videozinho, né?


Fonte: Il Messagero

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s