O que cães têm nos olhos que lobos não têm? Peraí que eu vou dizer, meu bem!

Eu já falei aqui várias vezes. Cães e lobos são a mesma espécie. Sim, eles são muito diferentes, mas eu também sou diferente do Capitão América (não tão diferente do Thor, agora). Também falei que não fomos nós que domesticamos os lobos até dar origem aos nossos cães. Foi algo mútuo. Cães acharam que era uma boa ideia ficar perto de nos, já que sempre sobrava uns bocados e eles nos serviam como alarmes e companheiros de caça. Humanos e cães evoluímos conjuntamente, e essa evolução acarretou numa diferençazinha entre cães e lobos. Cães possuem musculatura ocular num arranjo que lobos não têm.

E isso deu ao Rex capacidade de expressar-se só pelo olhar.

A drª Juliane Kaminski é professora-conferencista em Psicologia, especializada em cognição social, da Universidade de Portsmouth. Ela estuda a nossa relação com vários tipos de animais e a relação cognitiva desses animais conosco.

Kaminski e seus colaboradores estudam faces de cães e suas expressões. Sabem quando a Malhada te olha cm cara de pidona quando você está com seu bifão? Sabe quando o Pitoco chega bonzão para perto de você, com a coleira para passear e você vê em seu rosto o pedido, sem se tocar como sabe disso? Pois é.

Os pesquisadores descobriram que os rostos dos cães são estruturados para expressões complexas de uma maneira que os dos lobos não são. Isso é devido a alguns músculos especiais emoldurando os olhos dos cães – o músculo retractor anguli oculi lateralis (RAOL) e o músculo anguli oculi medialis (LAOM) –, que os lobos não possuem, e esses músculos são responsáveis ??por aquele olhar de coitadinho que os cães apresentam, e você se comove sem saber o que está lhe comovendo.

Este “bônus” biológico foi uma vantagem adaptativa dos cães que acabou sendo passado de geração para geração. Eles adquiriram expressões que lembram muito nossas crianças, sem sequer parecer com nossas crianças. Nosso inconsciência reconhece uma expressão infantil e desencadeia respostas psicológicas de apego e afeição. Show, né? Estamos sendo manipulados por alguns músculos, as assim é o processo evolutivo.

Tem videozinho? Tem videozinho!

A pesquisa foi publicada na PNAS

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s