Pais pastores maníacos abusam, torturam e matam filho e enteado

As fotos antes de serem fotos que estavam perdidas, agora recuperadas
Caixa Econômica conta com poderes astrológicos para impedir fraudes

Kauã e Joaquim eram irmãos. Tinham seis e três anos, respectivamente. Tinham! Suas longevidades não foram longas, já que eles morreram carbonizados em um incêndio em 21 de abril deste ano. Trágico? É pior do que você pensa. Tão pior que os pais estão sendo investigados. Motivo? Se beneficiarem da morte dos filhos para ascender socialmente dentro da igreja.

Ah, eu não falei? Papai e mamãe são pastores de uma igreja evangélica. E esta é a sua SEXTA INSANA!

O caso aconteceu em Linhares, Espírito Santo. A perícia concluiu que não foi o ar-condicionado nem nenhum outro aparelho que causou o incêndio. O pais demorou para chegar até o quarto, mas foram os vizinhos que chamaram os bombeiros, os quais, quando chegaram ao local, encontraram os dois meninos já mortos. Só o pai estava além das duas crianças, estando a mãe com o 3ª filho em Minas Gerais. Só que a história de horror não acaba aí. Sequer começa aí.

Pastor George Alves é um servo de Deus, íntegro, honesto e seguidor das palavras de Cristo Jesus. Pelo menos, é assim que ele se apresenta. O problema é que esta imagem desabou durante a investigação policial, que achou a história do incêndio muito esquisita. Joaquim era filho de Georges. Kauã era apenas enteado. Mas Georges tratava os dois iguais, e estava tratando os dois com igualdade naquele fatídico dia quando abusou sexualmente das duas crianças.

Mas… como saber disso? Simples, a perícia verificou que as duas crianças tinham sido agredidas e estavam vivas quando o incêndio começou. Apesar de terem morrido carbonizadas, ainda tinha vestígios de sêmen nos ânus dos dois. No banheiro foi encontrado sangue de Joaquim e todo o quarto foi alterado depois do incêndio. O pastor foi indiciado por duplo homicídio triplamente qualificado e duplo estupro de vulneráveis. A mãe não estava presente, mas já está na mira da Justiça também.

As crianças já haviam relatado, na escola, os abusos sexuais que sofreram. Joaquim relatou na escola que sofria abusos sexuais. Os pais compareceram no estabelecimento de ensino afirmando que os abusos não eram praticados no âmbito doméstico e familiar. Alegaram que a culpa era de uma outra criança, de 5 anos. O colégio não chamou o Conselho Tutelar para investigar, não chamou a polícia, ficou por isso mesmo.

Após a morte de Kauã e Joaquim, os servos daquele que proibiu prestar falo testemunho foram até a casa e jogaram vários objetos no quarto das crianças e retiraram quase todos os objetos depois, inclusive lençóis e roupas de cama, entregando-os a terceiros para serem lavados.

Estes dois monstros não estão livres. O Ministério Público conseguiu a prisão preventiva destes dois psicopatas por tempo indeterminado pelos crimes de duplo homicídio, estupro de vulneráveis e fraude processual. George ainda vai responder pelo crime de tortura.

Me vem a mente as palavras que ateus, agnósticos ou qualquer um que não seja cristão acaba não tendo porque ser ético, caindo na altíssima chance de ser um maníaco. Se você mostrar esta notícia, claro, irão dizer que eles não são cristãos de verdade. Você pergunta por que Jesus não salvou as crianças, e responderão sobre livre arbítrio. Você lembra que será torturado até o fim dos seus dias e responderão que Deus sabe o que faz e as criancinhas estão melhor agora.

Os irmãos da congregação trocaram muitas mensagens com o casal, que está se fazendo de coitadinho, e ninguém sabe o que eles estão pensando agora. O paninho já deve estar gasto de tanto ser passado. Quem ajudou a esconder as provas do crime? Por que se ajuda a esconder abuso sexual infantil e infanticídio feito de forma bárbara? Para isso, os elfos não têm resposta. Tão maníacos quanto estes pais psicopatas, imagino.

Não há final feliz nesta história, mesmo que estes dois psicóticos sejam punidos. Eles são exemplos da sociedade e é bem capaz de quererem arrebanhar almas na cadeia para o Príncipe da Paz, o que disse “fazei vir a mim as criancinhas”.

O casal está preso e daí é sempre bom respirar com a certeza que a Lei dos Homens é mais eficiente que as Leis Divinas. Homens, os falhos seres humanos, se importam. Mesmo falhos, ainda tentam punir os que precisam ser punidos.

Dentro da igreja de Georges, outros louvores estão sendo repetidos agora. Nenhuma delas irá ressuscitar as crianças. A era dos milagres acabou, quando eles passaram a ser capazes de serem verificados.


Fonte: G1

As fotos antes de serem fotos que estavam perdidas, agora recuperadas
Caixa Econômica conta com poderes astrológicos para impedir fraudes

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!