Meu mundo visto de dentro de uma bolha

A GoPro é a câmera preferida do pessoal que faz filmagem de esportes radicais. Pendura-se no peito, no capacete, na lateral de um carro e é só partir pra filmagem. Lindo, mas que tal explorarmos nossos sentidos, ver o mundo de outra maneira, que nossos olhos não possam ver? Que tal o mundo visto de dentro de uma bolha de água?

Como tem coisas que só astronautas, missões espaciais e microgravidade podem fazer por você, bem, é isso o que você pode ter!

Durante a Expedição 40 da NASA, os astronautas Steve Swanson e Reid Wiseman (que também tem conta no twitter), ambos da NASA, e o astronauta da Agência Espacial Europeia Alexander Gerst (adivinhem!) queriam explorar o fenômeno da tensão superficial da água em microgravidade na Estação Espacial Internacional.

MENTIRA!

Muito provavelmente eles pensaram "Cara, que maneiro seria colocar uma câmera dentro de uma bolha de águia e filmar de lá de dentro". E os outros dois disseram algo como "Já é!", "Demorô!". Claro isso iria pegar mal com aquele bando de gente retardada que fica "mi mi mi, criancinhas na África". Sei, bom mesmo e muito mais útil é o que o Sebastião Salgado faz, fotografando o miserê do pessoal e cobrando os tubos pelas suas fotos, pro bando de sofativistas decorar a casinha de 50 milhões de reais. Estamos de olho!

Em microgravidade, a tendência da água é formar uma bolha que está flutuando (sim, eu SEI que ela não está flutuando.) Eles pegaram um tanto de água e meteram uma GoPro lá dentro, claro, numa caixa estanque. E, bem, o efeito é MUITO maneiro!

Sim, é lindo e maravilhoso! Se você tiver daqueles óculos 3D (que eu nunca consigo ver nada), tem um vídeo anaglifo AQUI.

O Nick Ellis disse que Ciência tem que ser divertida, e eu concordo. Mesmo astronautas têm o direito de se divertirem. E se essa diversão implica em nos ensinar um pouco a mais sobre Ciência, eu dou todo apoio.

Quanto aos mimizentos… Bem, eles sempre irão reclamar das pobres criancinhas da África, enquanto passam por mendigos e criancinhas sujas na calçada, fingindo que não os veem.

2 comentários em “Meu mundo visto de dentro de uma bolha

  1. O glóbulo de água parece ter vida própria em alguns momentos. É muito legal, também, o efeito causado na câmara pela tensão superficial, enquanto ela migra de um lado para o outro através de um “canal” d’água. Já o visual obtido pela câmara lembra aquele que temos depois que tomamos algumas piñas coladas.

    Off-topic: Parece que o site da NASA está bloqueando os IPs brasileiros. Só consigo acessar a danada usando serviços de proxies.

    Outro assunto off-topic: Só consegui logar no CetNet usando um turn around. Acho que você está com um problema de sintaxe em seu wp-login ou coisa parecida.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s