Suas mitocôndrias testemunham 4 bilhões de anos de história

A vida, na Terra, começou há cerca 3,5 bilhões de anos, salvo se você for tão idiota quanto o Ken Ham, que acha que o Universo tem uns 6000 anos e acredita em cobras falantes. Antes, era uma grande poça de substâncias químicas, e desta poça surgiu o que viria ser as primeiras moléculas auto-replicáveis. Pouco antes disso, tínhamos uma sopa melequenta, cm compostos orgânicos, que é chamada e Sopa Primordial. Dane-se, continuarei chamando de Sopa Melequenta!

Agora, pesquisadores descobriram que parte desta sopa melequenta ainda existe dentro e nossas células (como se o corpo humano por dentro não fosse nojento o bastante!)

A drª Janneke Balk é professora da Faculdade de Ciências Biológicas e trabalha no John Innes Centre da Universidade East Anglia. Sua pesquisa  nos últimos anos conduziu à identificação de novas proteínas necessárias para a montagem do cluster de ferro-enxofre e estabeleceu a relação entre as vias de montagem de co-factor na célula. Ou, pelo menos, é isso que está na Bio dela.

A pesquisa da drª Balk revelou como as células de plantas, fungos e muito provavelmente também em animais podem realizar antigas reações químicas que ocorriam no tempo em que a vida não era vida, mas uma salada de substâncias químicas. Era esta melequeira que daria origem às primeiras moléculas auto-replicantes, isto é, capazes de criar cópias de si mesmas, o que podemos chamar de Início da Vida!

Na pesquisa de tia Jajá, as mitocôndrias (que você sabe muito bem o que são. Foi ensinado no colégio!) se mostraram ainda perfazendo as mesmas reações químicas que haviam no início da Vida. Isso, porque as substâncias são praticamente as mesmas.

Quando as mitocôndrias usam reações como as do ferro-enxofre, na verdade estão fazendo reações que há muito tempo ocorria, quando nem mesmo oxigênio havia de forma expressiva. A bem da verdade, as primeiras formas de vida retiravam energia de reações com enxofre, e quando apareceram os primeiros organismos fotossintetizantes, jogando oxigênio na atmosfera, teve início a primeira grande extinção, com a maioria dos seres vivos indo pra vala!

A pesquisa de Balk mostra que um composto de enxofre (tóxico, por sinal, mas não DENTRO da mitocôndria) está sendo exportado por uma proteína de transporte mitocondrial para outras partes da célula. Precisamos de enxofre para a tomada de catalisadores de ferro-enxofre, novamente um processo químico muito antigo, e no meio disso tudo é que a mitocôndria se torna uma usina de energia para a célula.

A pesquisa foi publicada no periódico Journal of Biological Chemistry.

Mas, e daí? Que diferença faz?

A bem a verdade, nenhuma. Por que o artigo publicado não está preocupado se as mitocôndrias fazem exatamente as mesmas reações químicas. A descoberta é entender melhor toda a bioquímica do processo que, POR ACASO, é a mesma coisa que havia muito muito muito muito antigamente., mas de pouca relevância, a não ser curiosidade.

A curiosidade é que as mesmas reações químicas ocorrem porque elas já se mostraram eficientes em geração de energia e bom rendimento de produtos. E se há uma coisa que a Seleção Natural dá prioridade é de coisa que já funciona, não mexendo o que já dá certo. Ou seja, Seleção Natural nunca poderia ter sido idealizada por governos brasileiros.

3 comentários em “Suas mitocôndrias testemunham 4 bilhões de anos de história

  1. O interessante disso tudo é saber que da mesma forma que podemos conhecer a história do universo primordial analisando o interior de um corpo qualquer, podemos tb conhecer a história primordial da vida analisando-a interiormente. Science, fuck yeahh!

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s