Médicos usam impressora 3D para fazer bebê voltar a respirar

Eu confesso: adoraria ter uma impressor 3D. Eu imprimiria um monte de treco inútil. Eu modelaria meu rosto em 3D e imprimiria uma estátua minha, deixando para a posteridade a minha magnificência.

Isso, claro, porque sou um pulha; já que médicos usaram uma impressora 3D para um fim mais nobre: salvar a vida de um bebezinho, imprimindo uma traqueia novinha em folha.

O pequeno  Garrett Peterson nasceu dando trabalho aos pais..Simplesmente, seu corpinho, obra planejada por um designer inteligente, veio com defeito de fabricação: ele nasceu com a traqueia com má-formação. Infelizmente, os pais não tinham mais a nota fiscal e não puderam devolver o garoto. A única chance dele talvez fosse os pais apelarem para Deus, pois tudo o que se pedir a ela, por intermédio de Jesus, Deus faria.

Infelizmente, Deus e Jesus, ou não se importam, ou mentiram ou têm certos problemas por morarem numa garagem. A criança não conseguia respirar e não havia mais como os pais apelarem, salvo para o último caso: a Ciência!

Sofrendo de um mal conhecido como traqueomalacia – que é quando a cartilagem que forma a traqueia é frágil, podendo levar ao colapso da mesma – o pequeno Garret tinha uma traqueia tão fraca que impedia-o de respirar. Sua morte era iminente; e situações desesperadas levam a medidas desesperadas. Se o poderoso "designer" não soube fazer uma traqueia, o pessoal da prancheta mostra como é.

O dr. Glenn Edward Green é professor de Otorrinolaringologia na Universidade do Michigan e ainda trabalha como otorrinolaringologia pediátrica. Ele achou que Garret não iria virar uma simples estatísticas de mortalidade infantil…: não enquanto ele estivesse vigiando. Então, se o problema é traqueia, me dá logo esta impressora 3D que fazemos uma novinha em folha.

O dispositivo que irá fazer o trabalho da  traqueia aberta, até que seja forte o suficiente para trabalhar por conta própria. E para melhor custo e perfeição na hora de produzir a peça, os pesquisadores usaram uma impressora 3D

Bonitona, né? Para fazer isso, primeiro eles levaram uma tomografia computadorizada de traqueia de Garrett, para que pudessem fazer uma réplica 3-D do mesmo. Em seguida eles usaram a impressora 3-D para projetar e construir um modelo para depois imprimi-lo. Colocar a peça no pequeno Garret e correr pro abraço.

O dispositivo ainda não foi aprovado pelo FDA – a Food and Drug Administration –, mas eu aposto que será. Na operação, os médicos ficaram abismados que Garret estava cm a traqueia com perda total e seus pulmões estava completamente brancos.

a operação com a peça de reposição foi um sucesso e o pequeno Garrett (e os pais) podem respirar aliviados. A Ciência venceu mais uma vez. Porque enfim, no fim o que temos é…

Qualquer elogio, brinde ou saudação a esses médicos será pouco. Mas, caso você ainda ache que somos um projeto inteligente, despeçam o engenheiro e contratem um com maior percentual de acertos.

Agora, vemos que além de trecos baratos, com diversão garantida, temos mais um exemplo de que impressoras 3D vieram para consertar os erros de 3 bilhões de anos de evolução biológica. É o Homem dando mais uma ajudinha a Mãe Natureza, que vive fazendo umas besteiras por aí.


Fonte: NPR

3 comentários em “Médicos usam impressora 3D para fazer bebê voltar a respirar

  1. Quando começou essa moda de impressoras 3D eu, estupidamente, pensei que seria mais uma inutilidade…
    Fico feliz por estar tão errado.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s