Como os jovens Deuses Gasosos se formam

Apesar de estarmos confortáveis em nossa casa, a grama do vizinho sempre é mais verde, mesmo quando não é verde. O bairro é mais chique e até a cidade é mais desenvolvida. Nada disso se compara quando estamos falando de outras vizinhanças, onde o Senhor dos Deuses e o Senhor dos Céus. Suas poderosas figuras estão lá há bilhões de anos, e mesmo assim pouco sabemos sobre suas origens. Mas uma pesquisa publicada recentemente parece lançar mais luz nos astros iluminados, contando para nós um pouco de suas origens.

O dr. Alan Boss é astrofísico e trabalha no Departamento de Magnetismo Terrestre, do Instituto Carnegie para Ciência. Enquanto ele mantém os pés no chão, sua cabeça está voltado para as estrelas, planetas e tudo que esteja caindo pelo éter afora. Querendo saber mais sobre a origem dos mais poderosos gigantes gasosos, Boss (que nunca fez ponta em vídeo-games) preparou uma modelagem computacional de como seria o início do sistema solar e plotou dados para saber sobre como os deuses gigantes deram o ar de suas graças.

O início de tudo é sempre uma estrela e como ela se comporta. No caso das muito massivas, o fim inexorável é explodir, espalhando seu material por toda a vizinhança. Quando outras estrelas sofrem explosões, como é o caso de nosso Sol, as rajadas de massa coronal contribui para a acreção de novos corpos.

Os modelos tridimensionais de Boss, Alan Boss, demonstram que, independentemente de como os planetas enormes e feitos de gás, como Júpiter e Saturno, se formam, as explosões periódicas de uma jovem estrela teria pouca influência neles. E, diferente da nossa Terra, esses gigantes gasosos teriam sobrevida muito maior caso nossa estrelinha particular fique de TPM. A pesquisa foi publicada no periódico Astrophysical Journal.

A pesquisa é uma viagem no tempo, uma foto polaroid que tentar esmaecer, mas sempre guarda um pouquinho para nos contar, como alguém voluntarioso como um deus, incapaz de contar de uma vez todos os segredos, e é por isso que mais pessoas querem saber estes segredos, que nunca descansam em saber o máximo que se pode, não só do mundo que o cerca, mas sore outros mundos também.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s