O açoite turbulento do Sol sobre Vênus

Muitas coisas podem sair erradas com qualquer coisa. Vênus é o perfeito exemplo de como tudo pode ir para as cucuias. Mesmo tendo quase o tamanho da Terra (o que lhe conferiria, em princípio, uma força gravitacional equivalente), Vênus tornou-se o próprio exemplo de planeta em eterna TPM. Com suas temperaturas abrasadoras, chegando a mais de 500 °C, Vênus é o planeta mais quente do sistema solar, mesmo sabendo-se que Mercúrio é mais próximo do Sol.

Se já não basta o efeito estufa estando mais próximo de um "efeito siderúrgica", com uma atmosfera muito densa — com ácidos em suspensão capazes de corroer qualquer sonda que ouse permanecer nela por mais que alguns segundos, até ser completamente destruída em, no máximo, 2 horas — e tempestades violentíssimas, com altos índices de eletricidade estática, temos que levar em conta o adágio: "Nada é tão ruim que não possa piorar". E é exatamente isso que acontece em Vênus. Além de algo já bem ruim, tempestades solares bombardeiam sem dó nem piedade, pois nada na Natureza é bonzinho.

Se existe um inferno, este lugar é Vênus, o que se torna uma ironia trágica perante o seu nome. Enquanto isso, o Sol, nosso amigo Sol, bombardeia a tudo e a todos com seu vento solar. Diferente do vento que impulsionou os navios na época dos grandes descobrimentos, o vento solar não é o deslocamento de ar pois, caso não saibam, não existe ar no espaço. Vento solar é uma emissão de partículas de baixa densidade (normalmente prótons e elétrons), que se propagam pelo sistema solar a aproximadamente 450 km/s (para efeito de comparação, a velocidade do som no ar é de 340 m/s). Diferente da Terra, Vênus não possui uma magnetosfera. É o choque das partículas com a magnetosfera que acontece o fenômeno chamado Anomalia de Fluxo Térmico (Hot Flow Anomaly — HFA), que se dá quando o vento solar muda de direção e o fluxo, quente muda meio que "respinga", no que parece ser uma explosão, conforme imagem abaixo:

Vênus não tem magnetosfera e toma as partículas logo pela cara e se pior não é, é por causa exatamente de sua espessa atmosfera. De modo similar — mas não igual — ao que acontece na Terra, o choque do vento solar com a atmosfera inclemente do Planeta-Deusa faz aparecer "explosões" similares, conforme artigo publicado no Journal of Geophysical Research, conduzida pelo dr. David Sibeck, que já vem estudando os HFA há um certo tempo. Abaixo, podemos ver um vídeo produzido pela própria NASA, ilustrando o que acontece com a Deusa de TPM:

Anomalias de fluxo térmico foram vistos em Saturno, eles podem ter sido visto em Marte, e agora são vistos em Vênus, e como a deusona malvadona não tem uma atmosfera como a nossa, a explosão vai logo  em cima da superfície do planeta. Em outras palavras, o planetão  que já surta desde sempre fica pior ainda e com um humor pior do que o do meu chefe ao ver a folha de pagamento. Esse fenômeno não é apenas climático ou atmosférico, ele realmente mexe com toda a estrutura do planeta e se você pensa em um dia ir passar férias em Vênus… bem, acho melhor você refazer seus planos.

A Natureza mostra mais uma vez o quanto se importa com os planetas e como ela é suave e doce. O HFA é o tipo de fenômeno que pode (e com certeza vai) acontecer em outros planetas, que podem (ou não) ter um campo magnético protetor como o da Terra (se a Terra tem, só sendo muito arrogante de achar que outro planeta não tenha). O impacto disso afetará como se dará a história do referido planeta, podendo influenciar até mesmo no desenvolvimento da vida.


Fonte: NASA

11 comentários em “O açoite turbulento do Sol sobre Vênus

  1. Muito boa matéria, André… infelizmente nosso país é pouco dotado de instrução no ramo da astronomia… o que realmente é lamentável. Nosso Observatório Nacional ( http://www.on.br/ ) tem até uma página legalzinha… mas a maioria do material é “importada”… será que não temos competência para gerar matérias relevantes? Nossos cientistas têm que viver à procura de vagas em agências estrangeiras para sobreviverem? Enquanto isso… dinheiro sem licitação para copa do mundo tá rolando que nem água na mangueira da corrupção !!! Ah, só mais uma coisa… você escreveu “Se existe um inferno, este lugar é Vênus…” Isso porque você não esteve em Ouro Preto durante o carnaval… tenho certeza que vc mudaria de ideia!!

  2. Isso sem contar a pressão atmosferica, que em termos de ‘terra’ seria o equivalente a 1 km de profundidade no mar! Venus, por enquanto, não será destino de missões tripuladas!
    Sobre a magnetosfera: na época da faculdade um professor muito comentava que vênus poderia ter abrigado vida no passado, mas que ao mudar a inclinação de seu eixo acabara perdendo seu ‘cinturão de Van Allen’, acabando com toda forma de vida existente. Nunca li nada a respeito, pode ter sido mera suposição de tal professor, mas não deixa de ser plausível.
    Na Terra sabemos que nosso eixo em breve mudará seu ângulo de inclinação, mas nenhum cenário proposto prevê a perda da nossa querida magnetosfera! (e não faltará um crente para dizer “viu, é o dedo de Rá, digo, deus”)

  3. Po, isso é um sinal divino… =P

    Brincadeiras a parte, por incrivel que pareça, ontem a noite eu achei o 4º capítulo da série Cosmos legendado. Faltou os 15 min. finais, pois eu estava morrendo de sono e vou ver hoje ja procurando o 5º episodeo. Eu não vou assistir a versão dublada. pq eu perco muita informação apenas no audio, eu meio que preciso assistir as coisas legendadas.

    Como voce sabe, neste 4ºcap. Carl fala sobre Vênus, sua historia, as teorias que cientista criaram para ele. Vejo inclusive algumas palavras dele no texto. =D

    Como vc concluiu no fim do artigo, sobre o impacto do fenomeno que PODE influenciar no desenvolvimento até mesmo de vida… eu queria perguntar. A Terra, já esteve num estado parecido com o de Vênus?

  4. Há alguns anos li sobre uma teoria que pretendia tornar vênus habitável colocando uma espécie de para-sol na órbita do planeta.Mas pelo visto precisaríamos de um campo magnético artificial também.

  5. O que mais me assusta é que nem mesmo tendo uma noite tão absurdamente longa a temperatura do planeta não abaixa.

  6. E pensar que fui enganado esse tempo todo pelo Chapolin! No programa Vênus é arborizado, com mulheres e pedras vivas voadoras!

    Brincadeiras a partes Vênus mostrou-se que pode ser muito pior do que parece ser. Agora sabendo desse “açoite solar” vemos que a probabilidade de ter alguma forma de vida ficou ainda mais remota.

    Ah, sim, os soviéticos já enviaram sondas para Vênus. Esses caras eram fodas, mas elas não duraram muito tempo. Mas valeu o esforço.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s