Artigo completo e definitivo sobre o que se sabe a respeito da descoberta em Vênus

Pessoal está alvoroçado com o que se descobriu em Vênus. Com meu blog é um blog de divulgação científica também, vou dar plenos detalhes sobre o que foi descoberto e no que isso implica.

Continuar lendo “Artigo completo e definitivo sobre o que se sabe a respeito da descoberta em Vênus”

O fim magnífico de uma relíquia espacial

Na década de 1960, a NASA estava estudando a atmosfera terrestre. Para isso, criou o programa Observatório Geofísico Orbital (Orbiting Geophysical Observatory – OGO). Foram seis satélites lançados pelos Estados Unidos. OGO-1 foi lançado em 4 de setembro de 1964; OGO-2, em 14 de outubro de 196; OGO-3, em 7 de junho de 1966; OGO-4, em 28 de julho de 1967; OGO-5, em 4 de março de 1968 e OGO 6-foi lançado em 5 de junho de 1969.

Todos eles já tinham terminado seu serviço há muito, muito tempo. Todos caíram e viraram caquinha na atmosfera terrestre. Todos, menos o OGO-1, que teve seu fim glorioso em 29 de agosto último, devidamente registrado.

Continuar lendo “O fim magnífico de uma relíquia espacial”

Os segredos nitrogenados da atmosfera

Eu nem vou perder meu tempo explicando que nossa atmosfera é composta por 78% de nitrogênio. Todo mundo sabe isso, pois isso é ensinado no Ensino Fundamental. A não ser que você seja astrônomo formado no Brasil, aí é capaz de nem saber o que é ar, água e o Círculo de Fogo. Só tem um probleminha: esse nitrogênio teve que vir de algum lugar. De onde veio esta bagaça?

Nitrogênio é um gás, diferente do vapor d’água. Vapor é uma substância no estado gasoso que pode ser liquefeito aplicando pressão (a água se mantém em estado líquido mesmo em temperaturas acima de 100ºC dentro de uma panela de pressão porque, DUH!, está sobre pressão). Já os gases passaram a “temperatura crítica”, então, vai ficar aplicando pressão nele até amanhã. Volto a perguntar: de onde veio esta bagaça, e coo chegou na atmosfera?

Continuar lendo “Os segredos nitrogenados da atmosfera”

Os nuvens brilhantes que pairam sobre o negrume da terra

Eu gosto de nuvens. De todos os tipos! Como simples vapor d’água condensado em altitudes superiores podem ser fantásticas? Assumindo diferentes formas, é claro. Elas nunca são as mesmas, nunca parecem iguais, mesmo quando estão enquadradas no mesmo tipo. O vento, a umidade, o fluxo de ar ascendente, o ângulo da luz que bate nelas… tudo faz com que cada nuvem seja mágica, única.

Uma das nuvens que eu mais gosto são as nuvens noctilucentes. São nuvens interessantes, pois enquanto está de noite aqui em baixo, ainda é dia lá em cima por efeitos de geometria e óptica.

Continuar lendo “Os nuvens brilhantes que pairam sobre o negrume da terra”

Algum safadinho anda jogando mais CFC na atmosfera. Todo mundo olhando pra China

Quando eu era garoto, começaram a falar do CFC, o cloro-flúor carbono. Aquele gás usado em geladeiras, ar-condicionado e até no colorjet que usam para pixar muro ou nos sprays de inseticidas etc. agora, o CFC nos sprays é praticamente inexistente, mas alguns lugares estão pouco se importando com isso. Um desses lugares é a China, o lugar em que os níveis de CFC aumentaram em quase 8.000 toneladas.

Mas o seu canudinho de refrigerante é que ia acabar com o mundo!

Continuar lendo “Algum safadinho anda jogando mais CFC na atmosfera. Todo mundo olhando pra China”

Céus e Terra de um pequeno grande planeta

Olhe pra cima, veja o céu. As brancas nuvens passando pelo tapete azul, o entardecer e a miríade de estrelas pontilhando cada centímetro quadrado da abóbada celeste. Você pode até se cansar logo. As coisas não são muito rápidas, sabe? Nossa escala de percepção de tempo não acompanha fenômenos que parecem demorar por horas com poucas mudanças. Nosso planeta também é bem grande, não permitindo que possamos ver tudo em volta. Chega-se a ficar com inveja do solitário morador do asteroide B-612.

Por sorte, temos Ciência e Tecnologia para prover isso. Continuar lendo “Céus e Terra de um pequeno grande planeta”

Empresa cria tecnologia incrível para sequestrar CO2 da atmosfera. Árvores ainda mais baratas e eficientes

Eu adoro essas ações de “conscientes” prontas a salvar o mundo. E como bem sabemos, muitas dessas “ações” são basicamente uma forma de arrumar dinheiro dando um balão no Imposto de Renda; e isso vale para todo lugar, não só no Brasil. Assim, uma empresoca canadense – que os jornaleiros frisaram ser “financiada pelo bilionário americano Bill Gates”, mas omitindo que a Fundação Bill & Melinda Gates financia inúmeros projetos, sendo a maior organização filantrópica do mundo – veio com lero-lero alegando ter inventado uma tecnologia capaz de remover o CO2 do ar a preços acessíveis.

Continuar lendo “Empresa cria tecnologia incrível para sequestrar CO2 da atmosfera. Árvores ainda mais baratas e eficientes”

Os tapetes de nuvens cobrindo as montanhas

Nuvens são o tipo de coisa subvalorizadas. Eu as acho fascinantes. Para alguns são apenas um amontoado de vapor d’água, mas erram duas vezes. Primeiro, nuvens não são vapor d’água, mas água no estado líquido em suspensão na atmosfera. Em segundo lugar, nuvens nunca são iguais umas às outras. Suas diferentes formações características a fazem ser encaradas como entidades distintas.

Phil Plait, o Astrônomo Mau, também gosta de nuvens. Assim que ele viu a formação de algumas quando estava nas Montanhas Rochosas, resolveu fazer um time lapse. A recompensa foi grande.

Continuar lendo “Os tapetes de nuvens cobrindo as montanhas”

Hubble descobre planetão gigante com estratosfera quente feito diabo

Ele está velhinho, mas ainda dá no couro, fazendo a alegria de muita gente. Não, não estou falando do seu Antenor, 70 anos, 32 filhos, o mais novo com 7 anos. Estou falando do Telescópio espacial Hubble, que está de olho em tudo pelo Universo afora (ok, ele não fica tomando conta da vida do seu Antenor). A mais recente descoberta é num exoplaneta. Não que exoplanetas sejam mais novidade (tá bem, são!). mas o interessante foi o que foi descoberto num exoplaneta: a comprovação de uma estratosfera.

Continuar lendo “Hubble descobre planetão gigante com estratosfera quente feito diabo”

As mudanças sazonais do CO2

O CO2 é um gás que afeta absurdamente o clima global. Assim, é muito importante monitorá-lo, e mapear os dados de forma a termos uma visão tridimensional de alta resolução das concentrações globais deste gás.

O vídeo mostra dados de 1 de setembro de 2014 até 31 de agosto de 2015. A visualização foi criada usando a saída do sistema de modelagem GEOS, desenvolvido e mantido por cientistas da NASA. A altura da atmosfera e da topografia da Terra foram verticalmente exageradas e aparecem aproximadamente 400 vezes acima do normal para mostrar a complexidade do fluxo atmosférico.

Continuar lendo “As mudanças sazonais do CO2”