Terremoto no Japão: Um tsunami de desinformações

Nada pode ser mais poderoso que desastres naturais. Entre eles, movendo imensa quantidade de energia, causando uma destruição sem limites, temos: a avalanche de desinformação, um dilúvio de péssimas matérias, um cataclísmico soterramento internético de sandices extremas. Nada, eu disse NADA, pode ser mais violentamente perigoso que um bando de jornalistas querendo vender seu peixe e empurrar para você uma cobertura de acontecimentos onde a acurácia é comprometida e o terror é a ordem do dia. Nada pode ser mais danoso ao cérebro do que acompanhar a imprensa brasileira na cobertura de qualquer evento, desde briga de galo até missões espaciais, e o terremoto que aconteceu esta madrugada perto do Japão é mais um exemplo, onde a Terra mudou seu eixo, cientistas temem a chegada de ondas gigantes no Brasil e sismógrafos explodem numa pirotecnia informativa que faria P. T. Barnum roer os cotovelos de inveja.

Vamos começar com informação de verdade. Se você não está pendurado na Internet desde a madrugada e está sem saco ou não sabe procurar, vamos pelo início. Que merda está acontecendo?

O que aconteceu foi um terremoto na costa leste da ilha de Honshu. Caso não saibam, o Japão é um arquipélago e não uma única ilha. Honshu é a maior ilha e é onde está localizada a cidade de Tóquio, onde o dr. Gori tinha mania de catar lixo pra fazer monstros. Maiores informações na wikipédia mais próxima. Por causa da topologia onde o Japão se encontra, a incidência de terremotos é frequente. isso se deve ao fato que o arquipélago japonês está no chamado Círculo de Fogo do Pacífico. Acredite, é o tipo de lugar onde você NÃO GOSTARIA de estar.

O Círculo de Fogo, na verdade, não possui o formato de um círculo, e sim uma forma que lembra uma ferradura. É um lugar de intensa atividade sísmica e o Japão foi "sortudo" de estar nos limites de 4 placas tectônicas: a placa da Eurásia, a placa das Filipinas, aplaca Norte-Americana e a placa do Pacífico. As placas estão sempre em movimento e mesmo que seja na base de centímetros ao ano devemos ter em mente a imensa massa deslocada. A energia desprendida é imensa e isso acaba se propagando em termos de onda de choques (clique na imagem para ampliar).

Para quem tem Google Earth instalado, sugiro o site Impacttectonics.org, onde vocês poderão baixar arquivo KMZ para visualizar as placas tectônicas.

O tremor que ocorreu teve como epicentro a costa nordeste do Japão. O tremor chegou a 8.9, na Escala de Magnitude, também conhecida como Escala Richter. O probleminha com esta escala é que ela é logarítmica, o que faz com que de uma unidade para outra haja uma grande diferença. No mapa à esquerda (clique para ampliar e ter um mapa em tamanho decente). O poder foi devastador, e como sempre acontece com um terremoto em uma região submarina, um tsunami veio arrebentando geral. Abaixo, vemos uma simulação do tsunami feito pelo NOAA:

Dá pra ter noção do estrago que foi. Para mais vídeos do NOAA, vocês podem acessar o canal deles no YouTube. Vocês podem ver uma fotogaleria AQUI.

A contagem de mortos já passou de 1000, o que ganhou do número de mortos nas estradas brasileiras durante o carnaval. Como jornalistas não vivem sem tragédias e as maravilhosas perguntas do tipo "O que você sentiu quando o temporal matou sua família na sua frente e você não podia fazer nada?", começou o alarmismo. O festival de sandices já começa com entrevistas a "ixpessialistas", como o que foi entrevistado pelo jornal Zero Hora. Segundo ele, o Tsunami não tem nenhuma chance de chegar ao Brasil. Queiram consultar um mapa e vejam como é preciso pós-doutorado em Geografia para chegar a esta conclusão.

Eu nem descarto que a culpa não seja do especialista, ainda mais quando vejo a notícia: Terremoto no Japão estoura equipamento de geólogo em Campinas. Todos nós sabemos que japoneses e chineses sempre se estranharam ao longo da história. Será uma vingança? Creio que não. O equipamento é artesanal e a própria notícia desmente o título. Não foi o equipamento que estourou, senhor jornaleiro, e sim que o equipamento não conseguiu medir o abalo, pois o sismo foi tão forte que ficou fora da escala do aparelho.

Enquanto isso, o Terra prefere algo mais da linha Resident Evil, soltando meio que em tom de alarme: Terremoto do Japão pode ter deslocado eixo da Terra. Preparem-se para o Apocalipse Zumbi!

O UOL vai logo para os filmes da década de 70, com a exceção que o Ultraman não está disponível. Sua matéria Usina nuclear pode ter vazamento de radiação, diz agência Kyodo mas o Breaking News diz que não houve vazamento algum. O Governo nega conhecimento? Na verdade, o texto do UOL é na base do "um falou uma coisa, outro falou outra coisa e eu não faço a menor ideia do que postar, então vai as duas versões". O R7 diz que a radiação no referido local subiu 1000 vezes e o O Globo confirma. Em breve veremos o Godzilla invadir tudo. Quem poderá impedir? A informação. DENTRO do reator a radiação está em cerca de 1000 vezes superior. FORA do reator a radiação está em cerca de 8 vezes acima dos parâmetros tidos como "normais". O Estadão confirma. Sendo assim, hora de ralar peito.

Enquanto isso, a National Geographic traz informações sobre a ação das ondas no Havaí.

Como nossos jornaleiros não podem ficar sem entrevistar ninguém, eles pegaram o depoimento de uma testemunha local. A Folha nos traz o caso de Rafael Ynamoto. Ele sentiu que Jesus tava chamando ao sentir o tremor. Ele estava sozinho e como qualquer pessoa normal entrou em pânico. Sua saída é ele, o Príncipe da Salvação! Começou a rezar pra Jesus livrar o rabo dele de lá, mas viu que seria mais inteligente se ele picasse a mula o mais rápido possível. Bom Senso 1 x 0 Fé. Nosso bom Papa Bento the 16th usou todo o seu poderio sócio-econômico em prol dos japoneses: ele ficou aflito.

Entre tanta destruição e notícias desencontradas, mais uma amostra como nosso mundo não é perfeitinho. Algum retardado deve dizer que isso é castigo divino e se mostrará pesaroso e prometerá rezar pelas almas perdidas, mas na verdade é só da boca pra fora. Alguém fará hashtags no Twitter e os abutres dos desastres entrarão em ação. Que o diga nosso amigo Juscelino da Luz.


Agradecimentos ao Abbadon por ter ajudado na elaboração das imagens e recolhimento de informações.

220 comentários em “Terremoto no Japão: Um tsunami de desinformações

  1. As agências de notícias noticiam um tremor atrás do outro. Os mortos e desaparecidos já passam de 1000. Na minha cidade pequenos danos materiais. Pelo menos vi que um tsunami de 3 metros não é alto o suficiente para maiores estragos.

    Enquanto isso a região Tohokku (onde ficam as províncias de Aomori, Iwate, Miyagi, o “gi” pronuncia-se “gui”, Ibaraki e Fukushima) contam os mortos. Refinarias e tanques de combustível explodiram, trens pararam em todo Japão, inclusive os de trem-bala. Está feia a coisa.

    Engraçado que os meios de comunicação do Brasil e EUA falam em 8,9, mas aqui 8,8…

    1. NIhil, como está a verdadeira situação dos reatores nucleares? Aqui tá uma saraivada de informações desconexas. Só faltam dizer que o Gojira tá saindo na porrada com o Jaspion.

      1. @André, O governo anunciou que houve vazamento na Usina Nuclear de Fukushima. Todas as agências anunciam a mesma coisa. Eu vi os noticiários do Brasil. Um querendo aparecer mais que outro.

        Lamentável…

        1. Já estão falando que os níveis estão em 4000 vezes e que vão liberar radiação para aliviar a pressão interna… seja lá o que quiseram dizer com isso.

          1. @André,
            Mandei outro email pro meu tio aconselhando ele se antecipar caso haja algum vazamento, pois a nuvem de radiação poderia viajar o país e tals. O que ele me respondeu me deu medo:

            Se preocupa não, mas acho que não vai ser facil me antecipar no caso de um vazamento. Vai ter muita gente se mijando todo pra fugir daqui. Rssss.
            Tem um monte dessas usinas esparramadas pelo país,[…]

        1. Não vi nada ali informando. Eu duvido muito que esteja havendo meltdown, como aconteceu em Chernobyl. Eu vi o vídeo pela BBC e não parece ser fumaça. Eu arrisco que seja o vapor dágua a alta temperatura.

          Senhores engenheiros, precisamos de um parecer.

          1. @André, eu sou engenheiro mas de uma área completamente diferente. Meu superior já foi responsável pela manutenção do resfriamento de Angra II, vou perguntar a ele sobre o assunto na segunda-feira.

            Pelo pouco que sei do assunto e pelo que tenho lido nos jornais pela internet, o risco é grande mas ainda não aconteceu nada de grave. A explosão relatada no link do Nihil foi uma explosão comum, causada por problemas elétricos, vazamento de gás ou algo similar, mas destruiu uma das camadas de proteção do reator, o que é bem perigoso.

            Quando o terremoto aconteceu o reator foi desligado (i.e. colocaram um material inibidor de reação no núcleo), de modo que agora é impossível acontecer uma reação em cadeia. Porém, o núcleo do reator ainda é bastante radioativo e demora uma eternidade para ser resfriado. Isso preocupa o governo pois estão com problemas na refrigeração.

            Pode ser que haja um grande vazamento de radiação, mas não deve chegar nem perto dos níveis de Chernobyl. Ontem estavam falando que os níveis de radiação na portaria da usina (a 1.5 km do reator) estava em 8 vezes o normal (mais ou menos um dia de praia com sol). Agora falam em 70, 100 vezes. É preocupante mas pelo menos a área já foi evacuada. Espero que um eventual vazamento não cause problemas de médio a longo prazo.

            O que mais me preocupa é quererem usar o acidente na usina de Fukushima como empecilho para o uso da tecnologia.

          2. @Magno,

            O que mais me preocupa é quererem usar o acidente na usina de Fukushima como empecilho para o uso da tecnologia.

            Espero que usem o acidente p/ o desenvolvimento de usinas mais seguras.

          3. @Renato Kistner,
            Espero que usem o acidente p/ o desenvolvimento de usinas mais seguras.
            Político é a mesma matéria fecal em todo o Globo, mas me arrisco a acreditar que sua esperança será recompensada.

  2. Bizarro foi ter visto de relance hoje um programa sobre bem estar numa emissora global de televisão, no qual um professor estava relacionando o terremoto a ações antrópicas. Mais ou menos do tipo “a natureza está respondendo às agressões”.

  3. Até então, a única notícia que confiei foi a que meu tio me deu hj de manhã por email.

    Confiram:

    Senti sim, mas estamos a quase 800 quilômetros do desastre. Iwate, Fukushima etc… ficam acima de Tokyo que esta a quase 400 km daqui. Moro em Nagoya e apesar de viajar muito desta vez estava em casa.

    O terremoto maior vai ser na economia do pais que desde 2007 esta toda quebrada, agora parecia estar se equilibrando.

    A tv esta com aqueles programas de emergencia desde o acontecido, nao passa nada alem das imagens do terremoto e do maremoto que foi pior.

    Este foi o maior terremoto que ja vi, e pelo que sei foi o maior do Japao tambem.

    Estavam falando em 40 e poucos mortos, mas de repente acharam 300 corpos levados pelo tsunami e agora ninguem sabe ao certo.

    Estao todos em alerta, o terremoto pode ocorrer novamente, bem mais forte e talvez por aqui. Nao dormi ainda, estou de plantao enquanto as criancas dormem. Comprei agua mineral e bastante comida que dispensa uso de fogo e biscoitos que dispensam inclusive a agua.

    Mas aqui em Nagoya as coisas estao tranquilas. Nao se preocupem.

    Em Tokyo,. que foi atingido de leve pelo terremoto de leve, estao com diversos problemas, as vias expressas foram fechadas por serem aereas( tipo viaduto) e os trens ficaram parados por seguranca. Resultado milhoes de pessoas presas na cidade, o povo trabalha em Tokyo, mas moram em provincias vizinhas, geralmente viajam de 40 minutos a 2 horas para chegarem no trabalho.

    Arrumaram algumas lojas de departamentos onde o povo esta se amontoando ate amanha. As bicicletas se esgotaram, todo mundo comprando para tentar chegar em casa de qualquer jeito. Taxis e onibus nao conseguiam passar pelo trafico, teve muita gente indo embora a pe mesmo.
    […]
    Diz pra tua mae que eu ainda to meio vivo.

    1. @Renato Kistner, Eu trabalho com prensas de até 300 toneladas. Eu acabei não sentindo. :shock:

      Mas mais da metade do pessoal sentiu. Moro na província de Shizuoka. Sobre a economia. Isso me preocupa muito também.

        1. @Renato Kistner, Não. A península de Izu não parece proteger muito bem. Cidades como a minha, Omaezaki, Hamamatsu, etc. estão vulneráveis. Talvez a cidade de Shizuoka esteja. Mas Numazu sofreu uma inundação. Ainda que não de proporções catastrófica.

  4. Engraçado que os meios de comunicação do Brasil e EUA falam em 8,9, mas aqui 8,8…
    Ao que me parece, foi tido como sendo 8.9, de início, mas corrigido para 8.8; sei lá, algo assim ou algo diferente.

    Nihil, como está a verdadeira situação dos reatores nucleares?
    [2]:?:
    Apesar de eu achar que ninguém fora do governo deve saber algo de concreto, a TV daí está mostrando algo mais útil? Por aqui não se vê imagem alguma da coisa, e não tenho mais a NHK.

    Algum retardado deve dizer que isso é castigo divino e se mostrará pesaroso e prometerá rezar pelas almas perdidas, mas na verdade é só da boca pra fora.
    Já vi um retardado escrevendo no Terra que as maiores tragédias acontecem em países que não aceitam J-C e que deveriam se converter, é claro; isso serve?
    Mais cedo, outros retardados até gostaram da notícia e comemoraram pelas baleias e golfinhos; estavam torcendo para todos no Japão morrerem.
    A estupidez humana não cessa de tentar surpreender. :roll:

    1. Não sei qual programa meu pai estava assistindo (tenho uma leve impressão de ter sido o do Datena), na hora em que ouvi uma mulher dizer que seu filho escapou graças as mãos de deus.

      Não lembro qual foi a situação. Mas deve ser essa do Rafael Ynamoto, que o André indicou.

      Mais de 300 morreram (até agora); prejuízos incontáveis; o mar levando a cidade e os bens das pessoas na frente de seus próprios olhos; e um rapaz foi salvo graças as mãos de deus.

      Será que o homi deve estar tentando apenas mostrar aos japoneses para serem menos materialistas?

    2. @Joseph K, “TV daí está mostrando algo mais útil?”

      Todos canais desde ontem não mostra outra coisa. Informações se atualizam segundo a segundo. Sobre o vazamento os termos são técnicos demais para o meu parco Japonês. Mas posso confirmar que confirmaram vazamento. Aqui a imprensa é “menos golpista”, logo é mais confiável.

    3. @Joseph K, “Ao que me parece, foi tido como sendo 8.9, de início, mas corrigido para 8.8; sei lá, algo assim ou algo diferente.”

      7.9>8.4>8.9>8.8 as correções de tremores. Muito difícil saber logo de cara. Isso deixa a magnitude do terremoto empatada com a do terremoto no Chile ano passado.

  5. Não sei por que diabos, mas me deu uma crise de risos encubados ao ler isso: A contagem de mortos já passou de 300, o que ganhou do número de mortos nas estradas brasileiras durante o carnaval. Deve ser pelo fato de uma catástrofe ser quase igualada ao … (ainda estou rindo) … festivos carnavalescos. Ou então estou perdendo o pouco de sanidade que me resta.

    As imagens mostrando aviões, carros, casas e etc., sendo arrastados, é de impressionar bastante. Ainda estou vendo vídeos e… god damnt!

    E sobre a carta do jucelino… tenho que esperar Kentaro Mori dar uma luz em minha mente, pois confesso que, por mim, nesse momento, estou com mais confiança do que desconfiança. Como pode…

  6. Já vi um blog de crente dizendo que deus continua soberano e sabia de tudo com antecedência, é tudo culpa dele e ele sabe o que faz.

    da ultima vez detonou o haiti, mas como os japoneses são mais fortes, não conseguiu causar o mesmo estrago. Ele tá perdendo a mão, ficando velho e meio mole pelo visto.

    anyway, vi no nyt.com que o terremoto teria sido de 9. de 8.8 para 9 tem muuuita diferença…

  7. na minha época de orkut acessei um site que mostrava a provavel situação dos continentes, milhões de anos a frente, com base na trajetória das placas tectonicas…incluindo a fenda na califórnia, a submersão da amazônia, e outras peripécias naturais.
    colocando a questão em termos geológicos, até que ponto temos conhecimento desse nosso frágil planeta azul?
    a impressão que eu tinha é que a tendência dessas placas fosse se acomodar ao longo do tempo, mas esse terremotos recorde parece contradizer essa opinião.

    1. Não sou bosta nenhuma pra dizer isso, mas pelo que eu me lembre do ensino médio, e das primeiras aulas da minha professora de geografia da quinta série, a única conclusão que eu chego pra atestar o que você disse é que a convecção do magma deixasse de existir pra essa acomodação. E se isso acontecesse, aí sim é que teríamos problemas. Muitos.

    2. @cesar, Ainda há muita energia vinda do interior da Terra, para se pensar em acomodação de placas, também porque quando elas se chocam, uma vai para debaixo da outra9 subducção), onde derreterá e os choques continuam com essas subducções.Ainda não há a mínima hipótese de acomodação de placas,também não houve no passado.O que sabemos é que antigas cadeias de montanhas ,lá do Pré-cambriano, com seus dobramentos,também se formaram por choque de placas ( a teoria da tectõnica de placas pode ser usada para explicar as orogêseses antigas) que ,no conjunto, tinham outra configuração ( áreas consolidadas junto com as faixas móveis do planeta áreas inconsolidadas).A dinâmica dessa configuração atual de placas tectônicas, com medições de afastamento das mesmas, indicam um tempo ainda não calculado de como ficariam no futuro,mas a energia interna( endógena) do planeta, com seus hot spots e convecções não acaba. As margens ativas dessas placas(onde elas se chocam ) é memso lugar de tectonismo e de vulcanismo.Já nas margens passivas como na costa brasileira,que sofreu muito tectonismo quando da quebra e separação das placas onde se localizam a África e o Brasil, fazendo também soerguer os andes e surgirem as fossas tectônicas,muitas petrolíferas, entre a costa e a plataforma marinha do Brasil,com a abertura do oceano atlântico,se afastam e não havendo choque, não há tectonismo. A tectônica de placas e a deriva continental explicam essa dinâmica movida pelas energias e matéria do interior da Terra.Essa matéria formou,po ex. a cadeia oceânica no atlântico;a ilha de Fernando de Noronha(formam rochas básicas como basaltos).
      Quanto ao criacionismo,ou Deus criou a Terra com evolução geológica tal qual explica a ciência( o Papa atual, publicou recentemente, nos jornais, que a Teoria da evolução é muito séria para ser refutada pelos religiosos e que considera que Deus criou o planeta para evoluir tal como a ciência tem explicado e comprovado) ou o criacionismo não existe.Essas áreas como a do Haiti não deveriam ser reocupadas,porque outros terremotos elas sofrerão.

  8. Por aqui só vejo as mesmas cenas sempre repetidas ad nauseam, que, aliadas aos ‘depoimentos pessoais’ (o que vc está sentindo?) tornam tudo muito insuportável. O que realmente está me deixando muito ansiosa é a questão das usinas, mas disso, ninguém fala direito, só informações imprecisas e incompletas….

  9. – Assim, o tsunami deve chegar ao Brasil com uma altura muito menor, provavelmente com apenas um centímetro, e ninguém vai notar – estima.

    Colocaram um título tão alarmador; um artigo com tantos parágrafos, para que no final viesse a nos dizer que iremos curtir apenas “centímetros” do Tsunami. Puta merda! Acho que perdi o resto de sanidade que me restava, pois eu não deveria estar rindo tantas e tantas vezes, mediante a essa situação catastrófica.

    Poxa… Eu já estava com o meu morey e pé de patos nas mãos, pronto pra correr pra praia…

    E ainda usaram hífen para indicar mudança de interlocutor.

    Droga! Vou tirar OGlobo do meu “Ctrl+D”.

    1. @Nihil, Boa noite, tem alguma notícia sobre a cidade de Nagano, meu padrinho mora lá, e não tem respondido aos meus recados via e-mail….!

      1. @cesarcesc, Nagano é muito grande, mas não vi notícias de nada grave. E lá não tem litoral. Está bem longe de riscos de tsunamis.

        Ah, sim. Já retiraram o alarme de tsunamis grandes.

        1. @Nihil, Obrigado consegui falar com ele esta manhã , realmente Nagano está tranquilo, agora ele disse que as notícias sobre as usinas são preocupantes, o medo dele é do governo japonês ainda não ter uma resposta definitiva sobre os reatores…!

          1. @cesarcesc, Que bom :) Mas houve um tremor forte que chegou a matar uma pessoa. Mas foi em área interiorana, que os japoneses chamam de “inaka”. Mas fora um ou outro dano nada houve. Mas é bom manter contato.

  10. Muito bom o artigo do André e as discussões que surgirão.Parabéns a todos pelo interesse científico e pelas críticas e buscas de respostas.

  11. Cara eu vi as imagens dos prédios balançando igual arvores em dia de ventos fortes, fiquei impressionado com a estrutura ter suportado, agora que a mídia lambe os dedos por um desastre isto é vero… o díficil é ter que aguentar os plantonistas me mandando e-mail me lembrando que o Japão é um país que o povo na sua maioria são ateus…, aí voces já sabem ….!

      1. @André, È verdade , falei com meu padrinho hoje cedo e ele me explicou que é lei ter que construir edificações com esta estrutura, ele mora em Nagano, disse também que o povo japônes é muito concentrado em sair rapidamente destes tipos de problemas, ou seja, o que seria normal ficarem lamentando meses, no outro dia a catastrofe eles estão em busca de resolver imediatamente a situação.

        1. Nem todos os países são como o Brasil, onde todo ano ficam com o cu na mão por causa da dengue e na época das chuvas. O Japão já constrói seus prédios prevendo os desastres. É a diferença entre país desenvolvido e a merda onde vivemos.

  12. Joseph,

    Sempre havera retardados mentais para afirmar em esse tipo de coisa.

    Ja estamos acostumados com isso. O melhor a fazer é ignora-los.

    1. @Abbadon,
      Yeap.
      Maasss…. às vezes dá pra rir um pouco.
      (…)
      Embora, na maioria das vezes, dê é vontade de chorar.
      PS: Eu os ignorei, mesmo morrendo de vontade de matar uma meia dúzia.

    1. @Nihil, Pelo visto você deve ter muito tempo a estar distante do Brasil para ter tido uma amnésia quanto ao sensacionalismo mais do que costumeiro. E tudo isso se resume perfeitamente com o poderoso chefão, onde, segundo diz o mito, tudo começou e ali mesmo, se proliferou, contaminando os demais: […] Dantena

    2. @Nihil,
      Beemmm… o terremoto de Kobe levou mais de 6 mil vítimas.
      Acidentes como esse, sem tempo para se prevenir, com o mar jogando contra, podem levar muito mais pessoas para a terra do coelho da páscoa.
      Não me arrisco a julgar o número “100 mil” ou algo que o valha, mas as reais dimensões da tragédia ainda estão para ser conhecidas.

  13. Antes eu queria ver o jornal e não conseguia porque era mais de 90% sobre carnaval. Agora é 90% Japão… mas enfim, acabei de ligar a TV e vi um repórter mostrando a situação de um local por lá. As prateleiras das lojas estão quase vazias porque as pessoas estão COMPRANDO mantimentos por não saber quando a situação irá passar. É impressionante a diferença de cultura, qualquer coisinha por aqui faria as pessoas saquearem tudo quanto é supermercado. E falar que é porque lá eles têm dinheiro não é desculpa, mantimento no Brasil é barato e os filhos da mãe que costumam praticar esses atos gastam fortunas “tunnando” seus FIAT Uno.

      1. @André,
        “Também?”
        Eu diria “principalmente”, afinal não vi os ladrões levando víveres – uma garrafa de destilado de cereais escoceses germinando custa muito mais que um saco de arroz.

    1. @hellyeah, No Japão desde ontem só mostra isso. As TVs são obrigadas a informar sobre terremotos. Mas não para de tremer e eles estão recebendo vários vídeos amadores. É um mais assustador do que o outro. Muito mais assustador do que rolam no Youtube.

        1. @André, É um excelente momento pra reunir os fieis e convencer os ainda indecisos e ingênuos, de que de nada sabe quanto ao oportunismo das pessoas.

          O engraçado dessas “profecias”, que elas só se baseiam em países com um histórico de já vários acontecimentos passados da mesma circunstância. Quero ver fazer profecias em países estáveis.

          Quando terremotos e tsunamis começarem a atingir países que nunca houveram tais acontecimentos, aí sim começarei a ter uma confiança. Enquanto isso as profecias prosseguem com: acontecerão terremotos no Japão, e a Coréia fará ameaça nuclear, colocando todo o mundo em risco.

  14. A coisa mais engraçada que vi ontem na TV foi quando um jornalista da Record (desses alarmistas no estilo do Datena) disse que a culpa do ocorrido é daqueles países que não assinaram o Protocolo de Kyoto. Eu caguei de rir…

    1. Esse é um dos maiores erros dos repórteres: dar sua opinião.
      Eu sinto falta dos jornais de antigamente, em que o cara ficava sentado em uma mesa e só falava o que estava acontecendo, hoje jornal virou programa de entretenimento – seu riso é prova disso.

        1. @alopes, Se continuarem com isso, nosso núcleo pode parar, então teremos que viajar paras as profundezas para detonarmos umas bombas atômicas… :razz:

  15. Um conhecido disse que isso acontece porque por “aqueles lados” o povo só quer saber de rezar para Buda. (é claro que o dito cujo é crente)

    1. @Rei Childerico,
      Ah, tá, e o Brasil, recheado de cristãos de todas as matizes?
      Basta ligar no Datena para ver as maravilhas que o amor cristão nos traz, todos os dias. Pai que estupra a filha e diz que “ouviu uma voz”. Encontro de “macumbeiros” e “cristãos” que acaba em morte. Sujeito viciado que matou os pais (não, não eram de krasse médya auta) para vender os aparelhos da casa. Um bando de zé-ruela que sustenta o tráfico e vai assistir “os caveira” no cinema; e por aí vai.
      E a coisa vai longe; mas a real, que esse monte de retardado “finge” que não vê, é que os japoneses já estão escaldados com essa merda.
      Ah, é claro que vão sofrer.
      Vão sofrer pelos entes queridos que morreram.
      Vão sofrer pelo impacto -inevitável- na economia (lembra de Kobe?).
      Vão sofrer para limpar os estragos.
      Vão sofrer para reconstruir.
      Mas…
      Vão honrar a memória dos mortos, limpar os escombros, reconstruir e, o mais importante, vão se perguntar o que se pode aprender com isso, e fazer o melhor para evitar que esse desastre se repita.
      Quem mora na região serrana do Rio pode afirmar o mesmo?
      Quem esteve na origem da Oktoberfest de Blumenau pode dizer o mesmo?
      Quem viu o flagelo da seca no sertão pode dizer o mesmo?
      (…)
      Bem que gostaríamos, não é mesmo?

      1. @Joseph K, “Vão sofrer pelo impacto -inevitável- na economia (lembra de Kobe?).”

        Kobe está uma cidade linda (talvez uma das mais bonitas do Japão). Não tem nenhum sinal do Terremoto de Hanshin-Awaji de 1995. Prova da sua grande capacidade de reestruturação.

        “Um conhecido disse que isso acontece porque por “aqueles lados” o povo só quer saber de rezar para Buda. (é claro que o dito cujo é crente)”

        Já falaram que o do Haiti é de tanto fazerem macumba. O da China em 2008 por ser um país ateu. Bem, os que aconteceram (e ainda acontecem) na Califónia, México, Peru e Portugal? E a região serrana do Rio? Bem, é melhor o povo aprender se preparar para uma chuva.

        1. @Nihil,

          Kobe está uma cidade linda (talvez uma das mais bonitas do Japão). Não tem nenhum sinal do Terremoto de Hanshin-Awaji de 1995. Prova da sua grande capacidade de reestruturação.
          Yeap, é o que eu digo, depois de séculos passando por reconstruções, você acaba com o tipo de povo que sabe sacudir a poeira e ir pra frente.
          Maaasss… o derretimento de um reator deixaria as coisas muito piores que um “mero” combo de terremoto/tsunami.
          Bem, os caras refizeram Hiroshima, então dá pra arriscar que, cedo ou tarde, vão superar até mesmo uma coisa dessa.

          Vi, agora, na NHK que os caras trocaram as bombas d’água durante a noite, para tentar restabelecer o resfriamento dos reatores, mas que outros reatores também estão com problemas de resfriamento; a coisa tá tensa.

          E a região serrana do Rio? Bem, é melhor o povo aprender se preparar para uma chuva.
          Com essa comoção sobre o terremoto, a mídia meio que está esquecendo da Líbia e até daqui mesmo:
          Chuva deixa 10,3 mil desalojados em 9 cidades catarinenses
          Chuvas já afetam 10 cidades de Santa Catarina e deixam mais de 10 mil desabrigados ou desalojados

          1. @Nihil,
            Eu tinha a NHK no pacote da NET, mas tiraram em uma das mudanças de pacote.
            Não, eu estudei no nihongakou uns tempos, mas assisto mesmo é a transmissão em inglês na internet. Shame on me. :oops:

  16. Sério, os jornais estão falando tanto de radiação e de uma forma tão alarmante que se eu pegar uma foto de alguma explosão do Japão e mudar a cor da chama pra verde ou roxo e mandar um ÚNICO email (pra uma pessoa que gosta de mandar correntes) com fonte comic sans tamanho 72, em negrito e caixa alta, vermelha, dizendo que a usina explodiu e que a radiação está vindo pro Brasil através do ar e vai chegar em 2 dias, causo um caos por aqui. Sei que a coisa é séria, mas isso tudo está ficando igual aquela brincadeira de telefone sem fio, que eu brincava com meus primos quando criança. O primeiro fala “crocodilo” e o último repete “cocô de grilo”. Agora há pouco disseram também que o eixo da Terra mudou e que os dias podem ser mais longos agora.

  17. Gostaria de fazer algumas perguntas, que poderiam ser classificadas como uma ‘fuga do assunto’ da postagem, dependendo da visão de quem as avaliar. Se estiverem, peço desculpas. São elas:

    1) Qual ou quais as diferenças mais importantes entre as tecnologias usadas na usina de Chernobyl e as utilizadas nas mais modernas, como as existentes no Japão,

    2) De que maneira essas diferenças poderiam evitar uma tragédia daquela proporção,

    3) Pelo que sei, aquela parte da usina que explodiu era uma espécie de compartimento de dispersão da pressão. Se isso for correto e tendo ele ido para o espaço, há algum modo de dispersar ess pressão sem com isso correr o risco demcausar vazamentos?

    4) As barras de controle que absorvem os neutrons são feitos do que? Elas não poderiam acelerar ou causar o processo de fissão?

    5) Os japonas alegaram que a explosão foi causada de propósito, para evitar um mal maior. Sinto que tem mentira aí, mas não sei onde está e como/porque isso não evitaria um mal maior.

    Alguém sabe responder a isso ou me indicar alguma fonte? Estou meio perdida.

    Desde já agradeço a atenção e cordialidade.

    Abraços!

    1. @Fátima,

      Em linhas gerais, suas perguntas 1, 2 e 4 podem ser respondidas com uma leitura neste artigo: http://web.ccead.puc-rio.br/condigital/mvsl/Sala%20de%20Leitura/conteudos/SL_energia_nuclear_e_impacto_ambiental.pdf – Ver Pag 7 (vaso de contenção e Chernobyl); no final da página você poderá ler sobre algo relativo à sua pergunta Nr 3.
      Sobre as barras de controle, veja os seguintes links:
      http://www.inb.gov.br/inb/webforms/interna.aspx?secao_id=92
      http://www.con.ufrj.br/MSc%20Dissertacoes/Fernando%20Simoes/TeseFernando.pdf – (Pag 12 do PDF)

      1. @alopes, Obrigada! Vou ler tudo com atenção.

        Só ficará faltando a resposta à pergunta 5, mas posso conviver com isso.

        :* :razz:

        [Off-topic: que coisa mais ‘non-sense’ o ad sense que o google disponibiliza aqui, não? Acabei de ver ‘seja um doador de sêmen voluntário’. Meu conselho: não faça isso! A criatura descobre que é filho de um doador e pode buscar na justiça o direito de conhecer o papaizinho. Se ela ganhar, você ganha um filhotinho bonitinho (creia-me: filhos são buracos-negros que consomem recursos financeiros de maneira desenfreada) e, de quebra, pode ter de pagar pensão. Ainda que eles supostamente garantam o sigilo, lembre-se sempre que o Direito é uma construção do mundo cultural e, como não há nada absoluto no mundo cultural, também não há nada absoluto no mundo do Direito. Hoje as leis são de um modo, amanhã podem ser de outro]

        1. @Fátima,
          Quanto à pergunta 5, até onde pude saber pela imprensa (temos que ter muito cuidado com o que é veiculado, como já foi abordado neste tópico), houve a necessidade de um alívio de pressão (proposital) de gases nocivos, que não é necessariamente uma explosão. Sobre a explosão, não li nada ainda sobre ter sido provocada.
          Por não ter condições de debater sobre o assunto, dada a falta de informações técnicas confiáveis, preferi não fazer referência. Mas agradeço a você se durante suas pesquisas puder compartilhar outras informações levantadas.

  18. Postando mais como desabafo…
    Minha família está vivendo na pele o quanto jornalistas são a escória do conhecimento. Quer dizer, eles não possuem conhecimento, inteligência… Nem sei o que possuem…
    Meu primo foi assassinado ontem, infelizmente. Saiu nos jornais, etc e tal… Num jornal dizendo eles que foi assassinado em outra cidade. Outro nem sabia o nome dele. E todos confirmando que foi latrocínio. A verdade: Foi na minha cidade, não foi latrocínio, e o nome até agora os idiotas dos jornalistas não sabem.

  19. Esses fenômenos geológicos não são nenhuma novidade,já ocorreram no passado em intensidade bem maior,a diferença é que a população hoje está bem maior e ocupa áreas de risco. :???:

    1. Exatamente. É a mesma coisa com as doenças. Outra diferença é a força que a mídia tem hoje, quando surgiu a internet então… antigamente era mais difícil saber o que rolava no mundo ou mesmo por aqui quando mais longe.

      1. Sim, temos velocidade de informação e velocidade de esquecimento da informação. Alguém aí tá se lembrnado do que aconteceu no Haiti? Na região serrana do Rio? Na queda do Mubarak e no que tá acontecendo na Líbia?

        1. @André, Há pouco tempo atrás a Nova Zelândia foi atingida. Aposto como poucos lembram. Não faz três semanas que vi uma reportagem de duas horas sobre o Haiti hoje, parece que o terremoto de lá tinha acontecido dias antes! Quase nada foi recuperado e hoje sofrem com surtos de cólera. Triste.

        2. Eu não esqueci. Inclusive estou lendo jornais chamados “alternativos” porque são os únicos que estão veiculando notícias normalmente.

  20. Peço desculpa se isso for fuga de assunto ou “spam”.
    Para fazer doações via Paypal o endereço é esse daqui:

    https://www.paypal-donations.com/pp-charity/web.us/campaign.jsp?cid=-12

    Outras formas de doações publiquei aqui:
    http://nihil-animus.blogspot.com/2011/03/doacoes-para-as-vitimas-do-terremoto-e.html

    Ia postar tudo mas lembrei que aqui não aceita caracteres japoneses. Quem entender e mora aqui pode acessar.

    Desculpe agradeço a compreensão.

    1. @Nihil,
      Um pouco atrasado, mas ainda em tempo para completar.
      Não costumo usar o Pay Pal, acho que minha conta até já foi pro saco, mas dá para fazer doações por meio das associações daqui:

      http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/internacional/2011/03/14/comunidades-nipo-brasileiras-oferecem-ajuda-ao-japao-saiba-como-ajudar.jhtm

      Fiz a minha pela Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil, que é bem ativa e conhecida.

  21. Vou começar este parágrafo com uma grande besteira, mas uma faceta do que os jornais brasileiros podem causar. Fui acordada na manhã da sexta-feira com minha mãe aos berros perguntando quem da família do meu esposo mroa no Japão… Um terremoto e uma tsunami teriam destruído o arquipélago (ela diz país, mas enfim). Não pensei nos parentes que ele tem por lá (nas cidades de Nagoya e Hamamatsu), mas pensei em todos os ji-chans e oba-chans que possuem muita idade, nos kodomos que desde cedo aprendem o respeito ao próximo, a necessidade de uma sociedade estruturada e voluntariamente dispõem-se a ajudar o próximo. Pensei nos artistas que eu tanto gosto (Ayumi, AKB48, e porque não o Jeero?). Fiquei desesperada. No caminho de casa ao serviço eu chorava sem parar porque não havia tempo de ir ao computador e entender as notícias, como também não tinha tempo de ver televisão. Foi então, acessando diversos portais e furtivamente ligando para os parentes que entendi a situação e assim, é destruidor, é, mas não vejo necessidade do escândalo.

    Houve sim um abalo sísmico de proporções gigantescas, que matou centenas (talvez milhares?) e destruiu extensas áreas rurais (o fornecimento de gohan e shimeji será interrompido, assim como diversos legumes e cereais, ou seja, a base da alimentação) e devastou cidades populosas. Há a ameaça de usinas nucleares terem vazamentos e ainda não foi confirmado nenhum alarde necessário. Na política de um país, em que o primeiro ministro (falo de você, Yukio!) pediu desculpas ao povo porque não conseguiu cumprir suas promessas e retirou-se do cargo (houve pressão, eu sei, ele insistiu em ficar, mas ao final teve senso e saiu), eu confio que havendo a realidade do vazamento, a população será informada e protegida por essa política. Eu confio. Meus parentes que lá estão confiam.

    O Japão sofreu um golpe duro. Já estava difícil a economia desde a queda dos EUA, e agora, precisam de ajuda não apenas monetária, como de sobrevivencia também. É ridículo que um fato tão trágico seja tratado como um “fuisen gun” entre crianças. Cada qual pega o pedaço que quiser e tenta fazer a bola maior que o outro. Analogia besta, mas é como vejo. Muitos jornais, não apenas brasileiros, acurando apenas a quantidade de mortos, o que o evento causará em outros paises e besteiras diversas.

    Estou frustrada no momento, me desculpem pelo comentário mais sentimental que racional. Por fim, deixo um link para um tumblr com imagens e notícias do acontecimento: http://heartisbreaking.tumblr.com/ . Certas fotos são desesperadoras, ao menos a mim. Ver que o topo da Torre de Tokyo está “quebrado” assusta qualquer um.

    1. @Mari., Mais assustador foi os vídeos amadores que acabei de ver. Nem os filmes B do Roland Emmerich impressionam tanto. As casas mudando de lugar, barcos e navios jogados contra prédios, carros virados como brinquedos numa enxurrada… Assustador, e depois de sete minutos a água volta, uma nova onda de destruição. As poucas casas que resistiram começam a perder para a água e são arrancadas e esmagadas contra obstáculos como postes e colunas de pontes, carros tomam outro rumo, barcos se enroscam nos entulham e ficam por alí.

      Me coloquei no lugar daquela gente. Eles estão sobrevivendo com um “onigiri” (bolinho de arroz embalado com alga) e um quarto de maçã por dia, e é pago! Não tem luz e nem água. Estão dependendo de doações. Agora já foi anunciado racionamento de energia. Em Tóquio e mais oito províncias terão “apagão” de três horas três vezes ao dia. Nem semáforo funcionará nesse período.

  22. Legal é ver a quantidade de imbecilidade publicada por aí na Internet:

    – Blogs pseudocientíficos e esotéricos afirmam que o terremoto foi influenciado pelo cometa Elenin ( http://bit.ly/goIdnC ) e por uma “supermoon”, que é quando a Lua se aproxima da Terra mais do que o normal (note que o imbecil do blog a seguir diz que um terremoto é um fenômeno CLIMÁTICO, apesar de corrigir falando mais asneira em seguida – http://bit.ly/eOmUho )

    – Blogs religiosos afirmam que é mais um show de Jesus Christ Superstar (sem surpresa – http://bit.ly/fVurJu )

    – Tweets por todo lado citando a maravilhosa ciência chamada numerologia (eu sei, 99,666% dos usuários do Twitter são tão inteligentes quanto um tijolo) e dizendo que grandes tragédias acontecem dia 11 e que 2+1+1+2+2+0+1+2 = 11, e que ohhhhh o número da besta agora é 11 e que 11/11/2011 vai ser o dia do caos, RUN FOR YOUR LIVES

    Pelo menos é divertido ler tenta idiotice :lol:

    1. @GambitMaia, (eu sei, 99,666% dos usuários do Twitter são tão inteligentes quanto um tijolo)

      É mais fácil encontrar forma de vida inteligente em Plutão do que no Twitter. Mas comentários no Youtube me impressiona ainda mais. Até um babuíno escreveria comentários mais inteligentes e com menos erro de português.

  23. Agora temos também uma erupção para somar a tragédia. Na ásia, principalmente China e Japão, o branco é a cor que simboliza o luto. Hoje é o tradicional “White Day” do Japão. Uma ironia do destino que a data e o simbolismo casem tão perfeitamente.

    White Day é o dia em resposta ao Valetin’s Day.

  24. Com o pouco que pude escutar por aí, o que mais me preocupa é a posição que as pessoas estão tomando em relação as Usinas Nucleares.
    Eu sou a favor da tecnologia, mas as pessoas só escutam: Radiação! Derretimento! Mutantes! ZUMBIS!!
    Concordo que ela tem seus riscos, grandes, mas é uma tecnologia estupenda, e seria um erro as pessoas começarem a condená-la agora. Já ouvi dizer que países da europa congelaram a construção de novas usinas. E sabe se mais o que pode acontecer por aí.
    Não sei se é verdade também, não tenho tido muito tempo para acompanhar as notícias.
    E pra quem é do Japão: Como andam as notícias aí sobre as usinas afetadas?

    1. Já passei por este verme várias vezes. Uma vez por pouco não meto a porrada nele por chamar minha mulher de Messalina. Tenho culpa se eu arrumo mulher gostosa e estes merdas só pegam tosqueiras?

  25. Uma prefeitura do litoral norte aqui do Rio Grande do Sul suspendeu às aulas na rede pública, após ter escutado uma notícia em uma rádio local que informava dos possíveis reflexos do tsunami na América do Sul. O que a Prefeitura não notou é que os reflexos eram esperados sim na América do Sul, mas na costa do Pacífico, não na costa do Atlântico.

    Link para a notícia na Zero Hora do dia 11.03: http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1&section=Geral&newsID=a3236927.xml

      1. @André, A ironia o próprio prefeito nos fornece, com a frase lapidar: “é melhor prevenir do que remediar”! Ou quando diz: “achamos melhor suspender as aulas. A gente, aqui no Litoral, está sempre com medo de alguma coisa.”

        Sem comentários!

    1. Se vc prestar atenção na torre de transmissão e nas árvores, verá que a segunda foto é um trecho anterior e não o mesmo da foto da esquerda.

    2. @Hugo L,
      Para mim, as fotos são autênticas.
      O terreno da foto da esquerda é de uma parte do terreno da foto da direita; a foto da esquerda estaria na região do primeiro quadrante da foto da direita.
      Coincidentemente, é nessa área que estão os trabalhadores e uma máquina.
      Vi umas pessoas argumentando que eram fotos tiradas em épocas diferentes pois a da esquerda aparenta ser “outono” e a da direita não, mas de observarmos a foto com zoom, a da direita apresenta as mesmas árvores de “outono”, avermelhadas ou sem folhas, no primeiro quadrante da imagem.
      No mais, a foto original está no site da Central Nippon Expressway Company Limited, como um
      press release.

    3. @Hugo L,
      Crap. Fiz meu comentário baseado na imagem do site original, e não prestei atenção ao fato que a imagem linkada destacava que uma é subset da outra. :twisted:
      Mas o comentário continua válido, creio que a imagem seja autêntica e a foto do desastre seja a “antes”, mas isso não é grande coisa, uma vez que o reparo feito nem é tãããoo grande assim, e nem está pronto. Digo isso dentro do contexto de um país que tem larga experiência em fazer esse tipo de reparo, não comparando com a terra brazilis, é claro.

  26. Eu não me atreveria a fazer esse comentário logo após o desastre, mas já se passou uma semana, então acho que posso fazer um desabafo e um desvio de assunto.

    Creio que muitos que lêem esse blog viram, logo após a tragédia, muitos crentes falando besteiras como se tudo fosse porque os japoneses não seguem o deus mimado deles.

    Pois bem, gostaria que tais crentes me respondessem (haha, vai esperando) porque não está havendo saques e outros tipos de desordem tão peculiares a esse tipo de situação.

    Muitos devem se lembrar de como eles meteram o pau no comportamento dos haitianos depois do terremoto -ou dos que disseram que foi por serem “macumbeiros”- mas eles não dizem nada sobre a religiosidade dos americanos e ingleses protestantes, depois do Katrina ou da inundação em Londres, muito menos lembram dos católicos chilenos saqueando tudo depois do terremoto do ano passado.

    “Ah, mas não tem nada a ver”, dirão os crentoscos. Sinto muito (mentira), mas tem sim. Estou cansado de ler e ouvir que o homem sem o deusinho mequetrefe deles viraria um animal criminoso.
    “Ah, mas os japoneses são religiosos, budistas e xintoístas”, dirão os cara-de-pau, mas desde quando o deus mimado deles ajuda quem cultua “falsos deuses”?

    Não, a sociedade deles não voltou à barbárie de Santa Catarina, eles esperam na fila e COMPRAM o que tem (não o que precisam, que já acabou); muitas máquinas de bebidas estão liberando mercadoria sem ter que pagar, os abrigados dividem por igual os donativos e os espaços, as pessoas respeitam a dor alheia e não ficam tentando tirar vantagem, e nem voltam pra fila, depois de pegar um prato de sopa.

    Pois bem, aí está a prova que não precisamos da religião palestina.

      1. @Denis,
        Eu vi alguns relatos na internet que alguns mercados por lá até abaixaram os preços das mercadorias, para não forçar a barra em cima de quem perdeu tudo.
        Impressionante, se for verdade, mas ainda falta confirmação.

        1. @Joseph K, Lá, sim. Mas aqui onde moro não devido a alta procura por arroz e pães. O povo quer se abastecer com máximo de comida possível já prevendo a falta devido as enormes áreas de plantações destruídas. Não se encontra arroz e pão no período da tarde, o povo leva tudo de manhã. Os estabelecimentos limitaram a compra mas mesmo assim acaba rapidinho…

    1. Creio que muitos que lêem esse blog viram, logo após a tragédia, muitos crentes falando besteiras como se tudo fosse porque os japoneses não seguem o deus mimado deles.

      Pois bem, gostaria que tais crentes me respondessem (haha, vai esperando) porque não está havendo saques e outros tipos de desordem tão peculiares a esse tipo de situação.

      @Joseph K, venho em paz \\//.

      Desculpe, não consegui fazer uma ligação entre o hipotético “castigo divino”, decorrente da incredulidade japonesa e a ausência de desordem, no Japão.

      O que tem a ver uma coisa com a outra?

      1. @Renato Kistner, É muitos crentes falam em castigo divino em cima dos japoneses, mas eles mostraram preparo para o pior e organização depois do desastre. Enquanto isso nos desastres nos países de maioria cristã há saques nos super-mercados.

        É claro que não são todos os cristãos a quem nos referimos. São aqueles tipos que parecem ter orgasmos múltiplos toda vez que há uma tragédia e trollam em tudo quanto é fórum falando para nos converter porque o fim está próximo.

      2. @Renato Kistner,
        venho em paz \\//.
        E, pela paz, respondo de boa vontade. :-)

        Kistner, fiz essa declaração devido à irritação com as declarações de muitos fanáticos -em especial no primeiro dia- que afirmavam que era “castigo” por não seguirem ao deus deles. Período.

        O |meu| argumento não é ligado ao “castigo” mas, como se pode ver, ao comportamento do homem quando não segue o deus deles.
        Um velho argumento, de fanáticos, é que o homem sem deus cometeria atrocidades (tal como dizem muitos que tentam alinhar nazismo/fascismo com ateísmo), por isso achei por bem mostrar que uma sociedade atéia -no sentido de não seguir o deus palestino- se comporta de uma maneira mais humana que sociedades “cristãs”, quando passaram por situações semelhantes, tais como Santa Catarina – ressalvadas as proporções.

        Em poucas, vale a frase que diz que “se você precisa de um deus que tudo vê e tudo sabe, para ser bom, você não precisa de deus, precisa de polícia”.

    2. @Joseph K, Não esqueça dos ecochatos dizendo que os japoneses mereceram por causa das baleias e golfinhos. Detalhe: em onze anos de Japão eu nunca vi carne de baleia num super-mercado ou servida num restaurante. Já me falaram que é caríssima e não tem em todo o lugar. Eles pensam que aqui se consome carne de baleia como se consome carne bovina no Brasil.

      Ah, sim. Conto nos dedos de uma mão os japoneses que eu conheço que comeram carne de baleia, e só comeram uma vez na vida. Esses que falaram esse tipo de besteira são idiotas, sádicos e um tremendo FdP da pior espécie.

      Tenho dito!

      1. @André, Obrigado ;-) Preciso melhorar as minhas buscas em inglês :roll:

        Ao que parece o tsunami atingiu essa altura ao se chocar no morro. A Fuji TV filmou o interior de um prédio nessa cidade que foi projetado para servir de abrigo contra o tsunami. O tsunami atingiu o teto do quarto andar e arrancou os lustres e até pedaços do teto. Fazendo os cálculos somando a altitude do piso do prédio e o teto do quarto andar chegaram a conclusão que o tsunami atingiu 23 metros naquela parte.E… Fiquei com medo… :shock:

        1. Depois, o pessoal fica de mimimi por causa de Fukhushima. Vai lá construir algo que suporte a força de um god damn tsunami de mais de 30m, vai.

          1. @André, Os ecochatos definitivamente não têm o que fazer. TodosMuitos ficaram histéricos com a água “radioativa” sendo jogada no mar, mas se parece que se esqueceram do petróleo que vazou no Golfo do México. Petróleo inclusive que serviria como fonte de energia para muitas usinas americanas. Aliás, que resultado podemos esperar de uma termelétrica sendo atingida por tsunami dessa magnitude?

          2. Mas… mas… não é do petróleo que se faz óleo diesel, que a Geo-evolinha disse que deveria ser usado no lugar das usinas nucleares?

      1. @Joseph K,

        Pior mesmo é o relógio que uso, um Seiko mecânico que só tem os três ponteiros básicos,

        Não sei porque eu nunca usei relógio aqui. :???: Deve ser porque para todo lado que olho sempre vejo um relógio pendurado. E que aqui em todo canto soa dois sinais. Um ao meio dia e outro às cinco da tarde. Engraçado é ver as crianças brincando e quando toca o sinal das cinco elas se despedem e vão embora.

        Mesmo assim fico babando nos relógios Casio G-Shock com painel solar :( Ainda eu compro um! Deve custar uns R$ 500,00. Uma pechincha comparando com os Rolex da vida. Esses dai nunca me chamaram atenção.

  27. Apesar da província de Miyagi ter mais mortes (por ser bem mais populosa) Iwate para mim foi a mais atingida. Como a maioria das cidades ficam entre morros e o mar elas foram quase que totalmente varridas. E foi aí onde o tsunami foi mais violento.

    PS: as usinas nucleares de lá não foram atingidas :shock: como o Joseph já observou, o bicho pegou só em Fukushima mesmo.

        1. @Nihil, Mas o de 16 GB. Sai por 0 ienes se pegar um plano com Internet fixa.

          A minha operadora ainda oferece I-Pads com plano parecido; mas ainda não tive coragem de pegar. Iria pegar esse mês, mas com empresas quase paradas por causa do que aconteceu…

          PS: o I-Phone 4 de 32 GB me custaria 480 ienes (em torno de 9,60 reais) mensais por dois anos (pão-duro eu, né).

          1. @André, O meu tio levou o iPhone 3 dele pro Brasil e o vendeu por 900 reais. Isso foi há um ano atrás. Daí tiro uma idéia :P

            Mas tem aqui a operadora exige condições de por exemplo pagar 90 reais de internet por mês e contrato de dois anos (se quebrar paga multa de 800 reais). Mas o aparelho sai de graça.

            Você me odiar ainda mais se te disser que iPhone é celular de pobre aqui.

            O Xperia da Sony Ericsson custa perto de 1000 reais. Tem câmera de 9 MPl, internet de 2 MPps, CPU de 1GHz…

            http://www.sonyericsson.co.jp/product/docomo/so-01b/

          2. Xperia é piada. É uma Ferrari com motor de fusca:

            Sony Ericsson Xperia X10 Mini Branco – GSM c/ Sistema Operacional Android 1.6, Tecnologia 3G, Wi-fi, GPS, TouchScreen, Câmera 5.0MP c/ zoom 2,5x, Filmadora, Radio FM, Bluetooth, Fone, Cabo de Dados e Cartão 4GB
            De: R$ 899,00
            http://www.americanas.com.br/busca/xperia

            O meu é um Milestone 2, que comprei do meu cunhado, que tinha ganho na confraternização da empresa (ele tava duro e me vendeu, na caixa, lacradinho, por 1000 reais, garantindo de vez a minha ida pro inferno). Operadora não incluída.

          3. Pq estava com comportamento errático. No PC, ele aparecia com o tema mobile. Estamos estudando outras opções e mudança de tema. Meus vassalos estão fazendo corpo mole.

          4. Aviso de ban detected…desculpe André. :oops:

            @Nihil
            “…iPhone é celular de pobre aqui.”
            Quanto custa a internet aí?Só por curiosidade.

            @André
            “O meu é um Milestone 2…”
            Você é rico?? :shock: Se esse é o seu celular, quanto não custa sua casa e carro hein.

          5. Você é rico?? :shock: Se esse é o seu celular, quanto não custa sua casa e carro hein.

            Bão, eu trabalho pra isso. E só para deixar vc mais invejoso: todo dia tem danette aqui em casa.

          6. @Jr, Não diga isso :| Não sei se o André permite um reles leitor e comentarista ser odiado por mais de uma pessoa :P

          7. Tendo um iPhone 4 de graça e pagando um link de fibra óptica de 100 mega por 100 reais? Odiar é pouco!

          8. @Nihil
            “…iPhone é celular de pobre aqui.”
            Quanto custa a internet aí?Só por curiosidade.

            Deve dar uns R$ 80,00, o do meu celular. Quando tinha PC usava de fibra ótica 100MB por R$ 100,00.

            @André
            “O meu é um Milestone 2…”
            Você é rico?? Se esse é o seu celular, quanto não custa sua casa e carro hein.

            Ser rico não me espanta, me espanta a coragem de pagar R$ 1000,00 por um Milestone vendido pelo cunhado… :shock:

        2. @Nihil,
          HAHAHAHA!
          Meu celular é uma tranqueirinha da LG, que custou 100 paus: não tem câmera, mp3, filmadora e, malemá, dá pra falar nele.
          Sou pão-duro mesmo, e daí? :cool:

          1. @Nihil,
            Acho que não paguei tão “caro”, afinal aqui em terra brazilis 100 paus nem compra um Chivas, mesmo assim não gastaria milhares de dólares para ir comprar um cel na Sta. Ifigênia de Tóquio, hehe.
            Pior mesmo é o relógio que uso, um Seiko mecânico que só tem os três ponteiros básicos, mas daria para comprar um pacote desses celulecas que uso, apesar de qualquer paraguaio de 100 paus ser mais chamativo.

          2. @Joseph K,

            Darwin Awards detected.

            Nem para isso o babaca serve. Ele tem filho… Pior que o filho fazia aula de futebol e ele tirou de lá porque quer que o filho faça surf… :roll:

  28. Mas… mas… não é do petróleo que se faz óleo diesel, que a Geo-evolinha disse que deveria ser usado no lugar das usinas nucleares?

    Se ela prefere que as cidades daqui fiquem igual Cubatão… Já me basta Yokkaichi! :P

  29. Correm os boatos que os salários para Fukushima estão na faixa de 400mil ienes! Por hora, claro.

    Sei brevemente dos perigos da radiação ‘-‘ mas por 400mil ienes a hora eu estaria lá de boa.

          1. @André, ‘-‘ é uma possibilidade, assim como posso ter o campo de força! Só experimentando para saber e que Darwin me receba de braços abertos depois.

      1. @André, 400.000 ienes são uns R$ 8.000,00. Eu tenho que ralar meses para ter essa grana. Vou fazer as malas para Fukushima e quem sabe ganhar um esqueleto de adamantium :mrgreen:

      1. @Mari., Esse foi M 7.4, aqui onde moro registrou M 2.

        Quando deu o de M 9 não senti porque trabalho com prensa e a coisa mais normal é o chão tremer, só vi que foi um terremoto quando vi o pessoal do escritório assustado. Então olhei o meu iPhone 4 (Hehehehehe :mrgreen ) e lá estava. Tinha um alerta de tsunami de 3 metros na cidade onde moro :shock:

      1. @André, Na pequena Registro o meu irmão que voltou há poucos meses disse que era mais rápido ir na casa da pessoa conversar do que trocar mensagens no MSN Messenger…

      1. @Nihil
        hum…1 GB ou 1 Gb?
        Tonikaku, não sou muito exigente e acima de tudo sou incrivelmente pão-duro. :mrgreen:

        Uma internet de 50 Mb já é o suficiente.

        @André
        Mas veja o lado bom, o preço é bem menor, aqui é uma merda e caro…aí é uma merda e barato, você ainda sai no lucro. :mrgreen:

        “…todo dia tem danette aqui em casa”
        Parece caro, esse é o tipo de produto que deve ter só em supermercado, nunca comprei mas pela foto que vi parece bom( confesso que não sabia o que era isso até agora ). Sua família deve ser bem nutrida. :razz:

        PS: Acho que estou abusando de sua bondade, melhor eu parar antes que você fique puto.

        1. SÉRIO que vc não conhece a Deal Extreme? Aqui ela é conhecida como “Paraíso dos Nerds”. Todo mundo (ou quase) compra lá. Famosíssima!

          1. @André, Tantos anos convivendo com idiotas que a gente desaprende :roll: Só para se ter uma idéia. Eu e minha esposa estávamos conversando com um casal de amigos e o homem manifestou desejo de ter surfado o tsunami…

            PS: ele vai para a praia em dia de tufão. Se um dia ver uma notícia de um surfista brasileiro morador de Shizuoka desaparecido já deve saber quem é.

            Parei de trocar idéias com idiotas.

          1. @André, Puxa! É de uma dessa que estou precisando :mrgreen: Aceita trocar por um Dreamcast? :mrgreen:

            PS: garanto que está limpinho ;)

  30. Estava a combinar com amigos de irmos à Liberdade no feriado próximo, e eis que alguém solta a pérola

    “Mas ó, não vamos nos restaurantes x y z porque eles importam alimentos do Japão e eu vi que os alimentos estão radioativos e…”

    PORRA AMIGO! Não me envergonhe, por favor (._.)

      1. @Nihil Lemos, No momento, a única toxidade que o Japão está emitindo se chama: Shintaro Ishihara. Naoto Kan também, mas ele tem um histórico que me faz reavaliar o pensamento… Ser primeiro ministro depois do que o Yukio fez ¬¬ não é qualquer um que consiga. Mas voltando ao assunto :/ eliminem Shintaro Ishihara, POR FAVOR!

    1. Ah, sim. isso foi filmado em um bairro industrial de Sendai (a fábrica da Mitsubishi é bem visível). O motorista se salvou sabe lá como e costuma registrar o trajeto com a câmera. A câmera foi completamente destruída, mas o HDD se salvou. As cenas mostram como um tsunami pega todos de surpresa e como é difícil não só fugir como também perceber a sua chegada.

      1. @Nihil Lemos, Cara, o tsunami aparecendo ao longe e invadindo a pista foi de arrepiar. O caminhão sendo arrastado, o homem se equilibrando durante o tremor uns minutos antes respondem à minha pergunta: a minha fobia de sismos, principalmente em regiões costeiras, não é tão irracional quanto parece.
        Todavia, sabe o que mais me surpreendeu? O fato do motorista ter parado antes da faixa para os pedestres atravessarem! Se fosse aqui no Brasil, mané atrás desse motorista (com uma merda de carroça tunada, que ele vendeu a família para pagar) já xingaria de “oriundo de uma rameira” (foi exatamente isso que você pensou), buzinaria, ligaria o farol alto, cantaria pneu.
        Continuo o discurso: ainda bem que você saiu de Registro (a Régis Bittencourt continua perigosa e vai saber quando eles vão terminar de duplicar os trinta quilômetros que faltam, mesmo concedida) e foi parar aí.

        1. @Cobalamina, Pois é. Até em desastre o povo (ou pelo menos a maioria dele) é bem civilizado. Me impressionou ainda os motoristas ligando pisca-alerta para abandonarem os veículos.

          Traduzindo o que o sismólogo disse no final: o tsunami com 50 cm em terra já impossibilita o controle do carro e com um metro pode arrastar até caminhões. E não tem jeito. Depois de um forte terremoto tem que procurar algum lugar alto. É certeza que vem um tsunami.

  31. Hoje encontrei uma campanha decente para o desastre natural que ocorreu. Fico feliz que mesmo após 04 meses ainda haja quem se preocupe com o Japão e não o tenha esquecido, como ocorre normalmente. Para quem se interessar: http://stillforjapan.com/

  32. Voltando ao assunto radioatividade:

    http://aramatheydidnt.livejournal.com/2614377.html#cutid1
    (já não bastava os idiotas indo para a CDS fazer escândalo, temos mais essa bomba? Céus!)

    http://www.correio24horas.com.br/noticias/detalhes/detalhes-1/artigo/japao-demite-tres-autoridades-devido-a-crise-nuclear-e-cobra-responsabilidades/

    http://oglobo.globo.com/mundo/mat/2011/08/01/meses-apos-terremoto-tsunami-japoneses-medem-radiacao-por-conta-propria-925027290.asp

    Fico pensando que se essa radiação tão bruta está sendo dispersa pelo ar e pela água, há chances dela chegar aqui. A medição de longe não deveria ser equiparada com a do Japão, mas me assusta saber que ela só diminui um décimo ao ano!

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s