Gatos usam ronronar para manipular humanos

Nada como ter animaizinhos de estimação. É legal ter a companhia de uma criaturinha doce, delicada e… MAU-CARÁTER! Sim, elas são pérfidas e manipuladoras, e o melhor exemplo são os gatos.

A bem da verdade, você não é dono de um gato. Ele é que é SEU dono. Acha que é exagero meu? Mas não é, como ficou comprovado por um estudo feito na universidade britânica de Sussex, que demonstra que os famigerados felinos usam um ronronar específico para influenciar e manipular humanos. E sim, isso tem a ver com Seleção Natural também.

De início vamos recapitular, pela milésima vez, que características adquiridas por mero acaso que dão alguma vantagem na sobrevivência, garante a perpetuação de uma espécie. Dessa forma, o ronronar de um gato não está lá por que ele tem motor de arranque. Alguma vantagem aquele ronronar deu ao bichano. Mas o que seria?

Segundo a pesquisa, publicada na revista científica Current Biology, ao contrário do ronronar normal, os gatos desenvolveram um outro que incorpora um som com uma frequencia parecida com o de bebês humanos. E aqui entra em cena OUTRA adaptação evolutiva. Nós estamos pré-programados para cuidar de nossas crias (aqueles bebês lindos, rosadinhos e que deixam uma catástrofe nuclear nas fraldas). Qualquer evento similar às atitudes de nossos filhos desencadeiam um processo de semelhança, fazendo-nos reconhecer “um dos nossos”, o que nos faz dedicar proteção e cuidado. (ver o artigo sobre Pareidolia).

A Drª. Karen McComb, que liderou o estudo, disse que a pesquisa foi inspirada em seu próprio gato de estimação, Pepo. “Ele me acordava pelas manhãs com um ronronar realmente irritante”, disse ela. Ela ainda completa: “Descobri que outros donos de gatos também passam pela mesma coisa.”

McComb disse que esse tipo de som, ao contrário de fazer com que os gatos fossem expulsos, geralmente levava os donos a alimentarem os animais. Para descobrir o mecanismo de “manipulação”, a equipe de pesquisadores treinou voluntários para gravar todos os tipos de ronronar de seus gatos. Os voluntários classificaram os sons emitidos pelos animais – alguns eram descritos como mais urgentes, enquanto outros foram classificados como mais agradáveis.

A equipe então relacionou os sons específicos à classificação dada pelos voluntários. Os resultados sugerem que os ruídos mais “solicitantes” estavam relacionados ao ronronar de frequencia mais baixa. A explicação disso é que apesar da baixa freqüência, o som chega ao nosso cérebro, que está sempre à espera de algum sinal. Este sinal é interpretado como urgente, porque nos faz lembrar de nossas próprias crias. Isso nos faz atender aos bichanos. Em contrapartida, como essa ação teve resultado positivo ao animal (me refiro ao quadrúpede), ele manteve esta característica, que foi sucessivamente passando aos descendentes. Segundo a Drª Karen, “(…) eles [os gatos] aprenderam a exagerar dramaticamente isso quando sabem que vão gerar uma resposta humana”.

Ainda segundo a pesquisadora: “Quando tocamos as gravações para outros voluntários, mesmo aqueles sem experiência de gatos consideraram o ronronar ‘solicitantes’ mais irritantes e urgentes. (…) Os gatos conseguem produzir um ruído de baixa frequencia usando os músculos de suas cordas vocais, estimulando-as a vibrar”.

Estudos anteriores já haviam apontado semelhanças entre o ronronar dos gatos de estimação com o choro dos bebês humanos. E com isso vemos que não é só o ser humano que é capaz de manipular seu ambiente. Outros animais também são, e isso não os faz engraçadinhos, fazem deles uns monstros. Mas quem consegue resistir à  imagem abaixo:

25 comentários em “Gatos usam ronronar para manipular humanos

  1. Método para não ser incomodado por um gato (animal):

    1 – Pegue-o.
    2 – Abra a torneira.
    3 – Leve o “bichano” á água que cai.
    4 – Segure-o, por incontáveis 15 segundos, embaixo de água corrente.
    5 – Solte-o.
    6 – Bata os pés, e grite com ele.

    Depois deste 6 passos, á nossa gata não chega nem perto de mim :)

  2. Prefiro que eles sejam meus “donos” do que eu arrogar propriedade sobre eles.

    Eles não me tratariam como propriedade, não se intitulariam “proprietários” meus. Não me comprariam nem venderiam de/a ninguém. Tampouco me abandonariam.

  3. Tenho receios de gatos (quadrúpede). kkk

    É um bichinho bem traiçoeiro, quando você pensa que ele tá brincando ele está se preparando para morder, cachorro pelo menos avisa.

    1. @Paula,
      Cão que ladra, não morde…
      Bicho mais traiçoeiro que chiuaua ou vira-latas pequeno, não há; deixe de bobeira seu tornozelo, ou vire as costas para o danado e verás. :D

  4. Eu gosto de dar tapinhas nas costas das gatas perto do rabo até elas levantarem o rabo, então mordo suas nucas até elas rosnarem. Gosto do cheiro.

    Sabia que gatos não comem cebola e nem naftalina? E que chupar suas patas traseiras deixa tua boca com gosto de biscoito salgado?

    1. @Sorete,

      Imaginem onde essa gata “andou” passando com as patas traseiras…

      Aff, experiências sexuais são algo pessoal, não é para sair contando essas coisas para todos que encontra pela frente!

  5. Cara… interesse é o que motiva todos os seres vivos, inclusive os gatos… eles querem comer oras! não convenceu André! rsrsrs

  6. “Nós, gatos, não ronronamos apenas por comida e abrigo. Nós também gostamos de atenção, muita atenção. Nossa vaidade assim o exige.”
    Pelo menos foi isso que o bichano aqui de casa miou e eu traduzi usando o fantástico tradudor felino que vc pode obter na AppStore…assim que estiver disponível, é claro.
    Na verdade, gatos podem ser muito apegados a seus donos. Ë engraçado ver as duas gatinhas de minha mulher seguindo-a para todo canto que ela vai, uma de cada lado e minha mulher no meio. Quando ela para, as gatinhas tomam assento, sempre uma de cada lado, feito duas esfinges. :smile:

  7. Balela! Tenho gato e cachorro. Esse texto não se encaixa com minha experiência com meus dois gatos. Não me dão trabalho nenhum. Não são irritantes e nem imponentes. Todos os estereótipos dados aos gatos pra mim caíram por terra desde quando decidi adotar um.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s