Cristãos depredam templo espírita

Em mais uma demonstração de barbárie, intolerância para com o próximo e selvageria, Ovelhinhas do Senhor resolveram fazer aquilo em que são especialistas: Tumultuar o juízo dos outros! Enquanto os estúpidos religiosos vêm aqui dizendo para que nós, céticos, respeitemos suas estúpidas crenças, o que fazem o asdeptos do Grão Cavaleiro do Burrico? Invadem um templo religioso e depredam tudo! É a velha história: “tudo posso naquele que me enlouquece”.

O palco da hostilidade foi um templo espírita do bairro do Catete, Rio de Janeiro. Quatro marginais vagabundos retardados jovens da igreja Geração Jesus Cristo invadiram e depredaram o templo Cruz de Oxalá, no início da noite de segunda-feira (03/06). Como não podia deixar de ser, a crentalhada maníaca chegou berrando feito uns alucinados. Eram três rapazes e uma jovem, todos aparentando ter cerca de 20 anos, que invadiram insultarando os fiéis do referido templo religioso. Os Psicóticos de Cristo quebraram todas as imagens e utensílios que estavam no local. Contidos pelos dirigentes do centro, os quatro foram levados para a 9ª DP (Catete), prestaram depoimento e foram liberados! Maravilhoso, não é? Eles causam perturbação da ordem, agem com preconceito, discriminam a religião em seu próprio lugar que os fiéis têm como sagrado e saem ilesos.

Horas depois de terem sido presos, os jovens saíram sem dar nenhuma declaração. Eles disseram apenas que faziam parte de uma igreja evangélica chamada Geração Jesus Cristo. O pastor Tupirani, responsável pela Igreja Geração Jesus Cristo, condenou o ataque: ” Fiquei muito surpreso. Eles não deviam ter feito o que fizeram, não incentivamos esse tipo de atitude”.

Ahan, sei, sei. Claro que NUNCA vimos esse tipo de atitude. E aposto que chegará algum tosco aqui usando a velha Falácia do Escocês, alegando que não era cristãos de verdade. Tão convincente quanto se me contassem que porcos voam…

O pastorzinho ainda assegurou que os quatro VAGABUNDOS detidos em flagrante depois de invadir e quebrar imagens no local, são “exemplos dentro da igreja”. Esclarecedor, não é? Imagino como eles são exemplos… E ainda quer me convencer que eles eram santinhos, pastor? Essa historinha é tão verdadeira quanto o seu deusinho que cavalga jumentos.

O ataque começou pouco antes das 19h, quando uma fila com pouco mais de 20 pessoas aguardava a abertura do centro. O grupo perguntou a uma das freqüentadoras para que era a fila e, diante da resposta, teria começado a demostração de intolerância. Quando disseram que estavamoali para a consulta, os quatro BANDIDOS começaram a insultar colericamente, surtaram e rogaram pragas. Vocês nunca viram um crente agir assim? Por favor, visitem o Pérolas Religiosas.

O Quarteto Surtado, que de fantástico não tem nada, aos gritos, diziam que “por ordem de Jesus, devíamos abandonar o demônio, que estaria ali presente”, conforme uma das testemunhas. Eles agrediram verbalmente todos os que estavam na fila e aproveitaram a porta aberta para entrar correndo – contou a advogada Sylvia Santana.

O clima chegou a um ponto de os mantenedores do templo temerem por sua segurança, o que faz total sentido. “Será que outros não aparecerão? Não só na nossa igreja, mas também em outras. Isso realmente causa preocupação”, ressaltou a advogada Cristina Moreira.

O centro mistura conceitos de religiões afro-brasileiras e do Kardecismo. Particularmente, eu acho tanta besteiura quanto rezar pra um cara pregado num pedaço de pau e acho que Kardec era outro tosco intolerante, mas pelo menos eles limitam-se aos seus templos e não pregam ser mais bonzinhos que os outros ou que são a luz, a verdade e outra bobagem neste sentido em todo canto que chegam. Ainda segundo os dirigentes do Centro, o referido templo está no bairro há pouco mais de dez anos e sempre conviveu pacificamente com vizinhos católicos e evangélicos. Os ataques teriam começado há alguns meses, depois que uma nova igreja evangélica se instalou nas proximidades. Pastor tolerante? Ovelhinhas desgarradas? Sinhô G-zuis andou cochilando? Ou será sem-vergonhice e mau-caratismo dos torpes neo-pentecostais? A escolha é sua.

Os quatro débeis mentais foram autuados e vão responder por ameaça, dano contra o patrimônio e por desrespeito a culto ou prática religiosa. As penas variam de um mês a um ano de cadeia, mais multa.

E depois falam dos céticos… Não somos nós que seguimos um livro que manda matar missionários e/ou cujo “fundador” da religião derrubou barracas no templo e baixou a porrada em todos. Cada um de nós segue o exemplo que melhor nos apetece. Portanto, crentes, peguem sua moral fajuta e… bem, vocês sabem o que fazer com ela.


Fonte: O Globo

25 comentários em “Cristãos depredam templo espírita

  1. É o lindo amor pelo proximo…

    É a maravilhosa tolerancia pela religiao dos outros..

    O magnifico exemplo de Jesus sendo exercido de forma plena…

    Os belissimos ensinamentos da Biblia postos à pratica…

    A santidade emanada dos quatro jovens…

  2. Retirado da página da igreja Geração Jesus Cristo
    no MySpace

    (…) quando Gideão marretou os altares de Baal, sabia o que fazia, e a quem obedecia. (…) Hoje, para desestruturar o Reino, e desfazer as obras do diabo, faltam valentes semelhantes a estes heróis da fé, que esfriaram a força do fogo e fecharam a boca dos leões. Os covardes da modernidade não ousam se levantar contra as obras do diabo (…) quem ousará me deter ou sequer por detrimento em minha caminhada?

    Temos que por a prova o nosso Deus contra os deuses católicos, contra os deuses espíritas, contra os deuses das rosas, sabonetes, e livros de ouro, e todos os deuses das outras religiões, aí sim, veremos que só o Senhor é Deus, e desestruturaremos o Reino de Satanás.

    Palavras de um tal pastor Tupirani, líder daquela igreja. Um fanático cego pelo ódio que sente, não só pelos espíritas e católicos, mas também dos outros grãos da farinha de seu próprio saco, como a IURD e diversos outros neo-pentecostais com os quais não concorda.

  3. Esta é a meu ver a crença mais fiel proveniente de dogmas embora seja a mais estúpida. Vou explicar:
    As crenças são próprias da natureza da mente humana. Uma pessoa de índole violenta pode conter sua violência temendo que sua ação se revele o que de condenável sua doutrina prega. Muitas destas pessoas que depredam ou incitam atos típicos da intolerância poderiam ter mania antes suprimida de um incendiário por exemplo. Mas foram “salvas em nome de jesus”. Ao tomar o termo posto das suas escrituras sagradas de acordo com suas concepções e tendências, passe a atear fogo em todas as imagens de barro, madeira ou pedra, em casas que lembre culto diferente de seu deus e, pode muito bem alegar que em seu livro sagrado condena tais reverências. Neste caso, o indivíduo crê cegamente. Ele crê que estará fazendo uma boa ação ao seu deus; crê que que haverá garantias de recompensas para ele num reino celeste; crê também que está sendo um instrumento de seu deus para as ações praticadas por ele. Ele tem fé.

    A fé mais autêntica no meu modo de entender, é crer sem avaliar consequências; sem reconhecer que pode haver verdades antagônicas; é pensar somente em sí e em suas idéias sem comparar outras realidades que possivelmente possam existir e fazer um juízo suspendendo ao menos em parte seu juízo próprio de valor. A fé mais verdadeira ou autêntica não pode aceitar pensamentos opostos por excelência. A fé é a que se aproxima do crer ou acreditar sem nenhum exercício reflexivo. .

    Na fé são aceitos os dogmas tendo em vista conceitos que é exterior ao indivíduo. Quando se crê, a lógica que sustenta as condutas não são levadas em conta. Crer significa abster-se das justificações as quais determinadas atitudes são motivadas.
    Se esta pessoas no artigo acima, no meu entender, tem por características ser violento ou qualquer outro comportamente considerado negativo pela sociedade, domará seus ímpetos de violência mas não totalmente. Como as motivações de seus atos têm um agente externo ou superior a ele porém tão abstrato ao ponto de dar explicações a tudo, suas atitudes poderão ter justificativas segundo o conjunto de livros sagrados. Simplesmente crer pode ser frágil por isso. Agora vou dizer no que acredito ou creio.

    Eu acredito e creio na capacidade humana em superar seus pontos fracos. Sei que posso me enganar com as pessoas. Acredito que algum dia todas as enfermidades do homem, moral ou física, haverá de se extirpar ao menos em parte. Justifico no que acredito pelas experiências regressas de sucesso advindos do esforço, do trabalho, da persistência e entusiasmo próprios de quem luta pela superação e de um amanhã menos ruim e de injustiças. Minha crença não é uma fé. Ela, a minha crença, tenta ter plausibilidade. Muitas crenças nossas têm plausibilidade.
    Acreditar no meu ponto de vista é muito diferente de ter fé. Crer é também reconhecer que estamos suscetíveis a falhas embora as mesmas possam ser minimizadas. Apontar erros, aprender com estes erros e persistir no que deu certo.

  4. :shock:
    Abram os olhos….Hoje , somos nós espíritas, especialmente nós umbandista que estamos sofrendo, depois que eles nos eliminares será a vez de vocês.
    Independente de credo ou falta de um, somos todos cidadãos brasileiros, além de sermos seres humanos.
    Devemos trabalhar juntos para que a maior parcela de paz seja alcançada.
    Como se não bastasse a corrupção, a politicagem porca, os traficantes e os viciados, ainda temos que aturar guerra religiosa. E acreditem meus colegas, ela só está começando.

    Bom, esse ano vou apoiar eleitoralmente um grupo espírita para ver no que dá ( http://www.guerreirosdoaxe.com.br) , se não der em merda nenhuma, vou tantar deixar esse país ou vou comprar algumas armas, pois quando a coisa ficar feia de verdade, quero estar preparado, nem que seja para fugir com a família para o estrangeiro.

    Acredito que temos que nos unir para desacelerar essa máquina estúpida de intolerância religiosa que está tomando conta do país. Não importa se somos espiritas, católicos, evangélicos, judeus, muçulmanos, budistas, hindus, ateus, etc…o importante é nos unirmos contra mais esse mal que se instala em nossa pátria, pelo menos enquanto há tempo.

    1. Se a proposta fosse votar com diligência, discernimento, clareza, consciênciao ou sabedoria, até poderia considerar uma proposta válida. Nessa de votar com fé subiu ao poder na câmara de vereadores um cara chamado Jorge Babú (PT/RJ), que conseguiu tantos votos de fé que se elegeu até com votos de evangélicos, incapazes que foram de ao menos procurarem saber sobre quem votaram. E olha que o cara é umbandista, cuja única realização foi instituir um feriado municipal em 23 de abril em nome de São Jorge, desconsiderando qualquer preocupação com o número elevado de feriados que já incham nosso calendário. Pensou apenas em interesse próprio e do próprio credo.

      Se isso é votar com fé, prefiro ainda votar com inteligência. É antiquado, é minoritário mas não é hipócrita.

  5. Quem poderá parar a IURD? O primeiro objetivo será dominar a Prefeitura do Rio, depois o Estado e quem sabe teremos Edir macedo como presidente da República. Não riam, Arnold Schwarzenegger chegou lá.

  6. Sinceramente, isso é complicado … Tenho um número grande de amigos nas mais diversas religiões e sub-divisões delas, e pelo que sei são pessoas afáveis e gentis. Pessoas normais. Mas não poderia negar que boa parte delas faria o mesmo que os sujeitos da notícia se “motivados” por uma causa de “deus” que um pastor ou líder religioso disser ser necessária.

    Como já disse alguém, em outra situação :
    “With or without religion, good people can behave well and bad people can do evil; but for good people to do evil, that takes religion.”

    Meu medo das pessoas com a idéia de um ou mais deuses, só aumenta a cada dia …

  7. Tá aí, belo exemplo cristão de fé e devoção
    Bonito, não?
    E depois vem reclamar de ateus, dizendo barbaridades na internet enquanto poderiam estar buscando conciliação. Mas “deus de imensa bondade” mandou que nos quemassem na fogueira :grin:
    Os cristão são realmente seres iluminados…

  8. E então entram aqui e dizem: “acredito que devemos nos unir para desacelerar essa máquina estúpida de intolerância religiosa”. Esses caras realmente pensam que quem se sente bem muito longe de religião é idiota. A religião é a intolerância, entre si mesmas, entre tudo e todos. Não tem a pior, todas são ávidas por “caçar” clientes, a custo de mentira, violência, farsas. Sequelados mentais só se dão bem em conluios. Entre si próprios são a mais grotesca amontoação de mentirosos. Para qualquer um ter uma idéia, são tão horripilantes quanto àquele filme Invasores de Corpos.

  9. isso me causa estranheza, considerando-se que espíritas também são cristãos (eu sou espírita)
    É por essas e por outras que eu odeio a igreja católica/evangélica e não me dou nem ao trabalho de abrir uma bíblia.

    1. Não minha cara. O espiritismo não considera a remissão dos pecados através do sacrifício de Jesus, que é o pilar fundamental da mitologia cristã. Busque outra forma de tentar validar sua crença. Espiritismo não é científico e nem uma vertente cristã. É um daqueles casos (como a série Chaves e o RBD) que só fazem sucesso por essas terras verde-amarelas.
      Ah, e a propósito, o antigo testamento manda lembranças no tocante a consultar os mortos…

  10. Uns jumentos desses invadem um local, quebram tudo, derespeitam a religião dos outros e sai livres? :shock:

    O que será que aconteceria se alguem invadisse uma Igreja Universal e fala-se duas palavras que eles não gostam lá dentro? :wink:

  11. Respeito muito os céticos católicos budistas evagélicos( de boa índole o que é muito raro)Mas odiei o trecho do texto em que disseram que Hippolyte Léon Denizard Rivail(mais conhecido como Allan Kardek) não se passou de um tosco intolerante.Eu não acho que uma pessoa que com seus 14 anos ensinava seus condiscipulos que tinham adquirido menos que ele.De 1835 a 1840 fundou em seu domicílio, á rua de Sèvres, cursos gratuitos, onde ensinava quimíca, física, anatomia comparada, astronomia etc.Entre suas numerosas obras de educação citaremos as seguintes:Plano proposto para a melhoriada instrução pública(1828);Curso prático e trórico da aritmética, segundo o método de Pestalozzi, para uso dos professores primários e das mães de fámilia(1829);Gramática Francesa Clássica(1831);Manual dos Exames para os diplomas de capacidade; Soluções arrazoadas das perguntas e problemas de aritmética e de geometria(1846)Catecismo gramatical da língua francesa(1848); Programa de cursos usuais de química, física, astronomia, fisiologia, que ele professava no LYCÈE POLYMATHIQUE(Colégio Lyceu); Ditado normal de prefeitura de Sorboone, acompanhado de Ditados especiais spbre as dificuldades ortográficas(1849), obra muito estimada na época de sua aparição, e de qual, recentemente ainda, se faziam tirar novas edições.

    Antes que o Espiritismo viesse a popularizaro pseudônimo Allan Kardek, como se vê, soube se ilustrar por trabalhos de uma natureza toda diferente, mas tendo por objeto esclarecer as massas e ligá-lasmais á sua família e ao seu país.

    Por isso antes de criticar façam com ele ESTUDEM.

    Muito obrigado

    1. Se vc tivesse estudado as obras de Kardec direito, teria visto o que ele achava de negros e indígenas. Muitos criminosos da humanidade eram doutos, cultos e estudiosos. Muitos ignorantes nunca fizeram mal a ninguém.

      Argumentum ad verecundiam não fará com que trechos como:

      O progresso não foi, pois, uniforme em toda a espécie humana; as raças mais inteligentes naturalmente progrediram mais que as outras, sem contar que os Espíritos, recentemente nascidos na vida espiritual, vindo a se encarnar sobre a Terra desde que chegaram em primeiro lugar, tornam mais sensíveis a diferença do progresso. Com efeito, seria impossível atribuir a mesma antiguidade de criação aos selvagens que mal se distinguem dos macacos, que aos chineses, e ainda menos aos europeus civilizados.

      Allan Kardec – A Gênese

      Hummm, será apenas uma coisa isolada?

      Por que há selvagens e homens civilizados? Se tomarmos uma criança hotentote recém nascida e a educarmos nas melhores escolas, fareis dela, um dia, um Laplace ou um Newton?”

      Allan Kardec – O Livro dos Espíritos

      Talvez eu esteja inventando coisas.

      Em relação à sexta questão, dir-se-á, sem dúvida, que o Hotentote é de uma raça inferior; então, perguntaremos se o Hotentote é um homem ou não. Se é um homem, por que Deus o fez, e à sua raça, deserdado dos privilégios concedidos à raça caucásica? Se não é um homem, porque procurar fazê-lo cristão?

      Allan Kardec – O Livro dos Espíritos

      Eu não respeito quem defende escravagistas, racistas e nem qq um que discrimine outras pessoas só pq nasceram diferentes. Vá estudar você, garotinho.

    2. Não entendi o que esse texto do Vitor, tem a ver, com o preconceito e intolerância religiosa, demonstrados pelo zé povinho que depredou o templo.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s