Lei britânica de proteção ao consumidor irrita médiuns

A preocupação com as notícias
Anotações pessoais de Darwin são colocadas online

As “mães Dinás” inglesas estão possessas! Tudo por causa da nova lei britânica de proteção ao consumidor que confere proteção aos otários clientes desse pessoal que só sabe extorquir dinheiro dos outros. Isso deixou os vagabundos médiuns indignados!

Um grupo de médiuns e videntes da Grã-Bretanha vai realizar um protesto contra essa nova lei que facilitará os processos em casos de clientes insatisfeitos com seus serviços. Segundo Naomi Grimley, correspondente da BBC, como alguns destes videntes cobram pelas consultas, a nova lei passará a classificá-los como “comerciantes”.

As novas regras da UnEuropéia têm o objetivo de proteger todos que forem enganados por comerciantes, não importando qual a mercadoria que está sendo vendida. As mudanças serão colocadas em prática a partir de maio. Alguns médiuns já começaram a divulgar, em suas propagandas, alertas em que se eximem de responsabilidades, como por exemplo: “isso é apenas uma experiência, os resultados podem não ser garantidos”.

Interessante não é? Walter Supermercado de mãozinhas postas dizendo algo como: “Djenti! Lieguem djá, mas non garano nada!”

O grupo de safados bandidos estelionatários ladrões videntes também vai entregar uma petição com 5 mil nomes ao gabinete do primeiro-ministro britânico, Gordon Brown. O que essa petição diz? Bem, deve ser algo como: Somos ladrões sim, mas respeitamos as leis do consumidor!

Carole McEntee Taylor, uma das fundadoras da Associação dos Trabalhadores Espirituais da Grã-Bretanha, teme que clientes insatisfeitos possam entrar com processos, caso os resultados não sejam os esperados. Claro que se eu fosse um escroque, também ficaria muito irritado se minha vítima percebesse que foi lesada.

Para Taylor, o que videntes e médiuns praticam é espiritualismo, uma religião, e, assim como todas as outras religiões, suas práticas não deveriam exigir provas. “Ao colocar nossa religião sob a lei de proteção do consumidor, estamos sendo discriminados, pois estão nos dizendo no que podemos acreditar”, afirmou.

Aqui cairia bem aquela piada do fé demais, fé de menos. Mas, esse pessoal não só fede. Eles são realmente enojantes!

“Nenhuma outra religião é forçada a provar suas crenças, e as pessoas também não são obrigadas a ir a um médium, assim como não são obrigadas a ir a uma igreja”, acrescentou ela e eu concordo. Deveríamos processar todoas as religiões.; Afinal, não fui eu que coloquei nos livrinhos religiosos algo como “peça e receberás”.

Senhor! Eu quero uma Ferrari. Hummmm, lá vamos pro Procon…

Para Taylor, a nova lei não protegerá o público porque existem outras formas de atingir esse objetio; no meu ver, um processo por charlatanismo seria o ideal, ao invés de simples transação comercial. Isso é coisa de Direito Penal! (Fátima, você tá por aí?)

“É preciso educar o público a respeito de espiritualismo, a filosofia”, afirma. “Se eles forem educados sobre esta filosofia, não serão enganados por pessoas que fazem alegações ridículas, pessoas que falam ‘se você me der tanto em dinheiro, poderei consertar’.”

O que ela chama de “educado” eu chamo de engôdo. ela diz que algo funciona, não prova que fiunciuona e se não funcionar… Well, shit happens.

O Office of Fair Trading, órgão do governo britânico de proteção ao consumidor, afirma que não está interessado em entrar com processos contra a grande maioria dos médiuns. A entidade informou que pretende ir atrás apenas dos mais óbvios “comerciantes desonestos”.

Deveriam fazer isso aqui no Brasil. O que iria ter pai-de-santo, padre, pastor, vuduzeiro em cana, não caberia em todas as prisões. Agora seria muito engraçado a seguinte cena:

Vidente: Sim, quem é?

Homem: Você não sabe quem sou?

Vidente: Não.

Homem: Sou puliça! Tu tá presa por não saber quem eu sou, sua meliante.

Vidente: Hummmm, prevejo que você amanhã estará dirigindo um BMW.

Homem: Sério?

VIndente: Sim, as chaves estão aqui. pode pegar o meu. 😀

Homem: Eu sabia que tu é gente fina. 😀 Semana que vem eu apareço aqui pra você prever que eu terei uma lancha.

Vidente: Essa eu não tinha como prever. 🙁


Fonte: BBC Brasil

A preocupação com as notícias
Anotações pessoais de Darwin são colocadas online

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!