Novidades aterrorizantes sobre o caso da seita que fez jejum até a morte

Em abril, eu postei sobre uma seita religiosa maluca (desculpem o pleonasmo) em que o pastor convenceu os fiéis a fazerem jejum hardcore por muito tempo e isso levou a cerca de 133 de mortes. Bem, se ele prometeu que encontrariam Jesus, ele pelo menos tentou. Agora, o lance fica ainda mais bizarro, já que as autópsias dos cadáveres encontrados revelaram que os órgãos desapareceram, e isso deixou os meganhas quenianos com a pulga atrás da orelha, com suspeita de colheita forçada.

Até agora, a causa mortis oficial era inanição, e isso teria ceifado a vida até de crianças. O problema é que o exame apontou também que algumas crianças foram estranguladas, espancadas ou sufocadas, algo que cai muito bem em algum filme de terror tipo slasher, mas na vida real é algo genuinamente aterrorizante.

O festival de horrores não para por aí, já que documentos judiciais apresentados na segunda-feira (08/05) disseram que alguns dos cadáveres tiveram seus órgãos removidos, e ao que parece foi extremamente forçado, e esse acredita que foram destinados ao comércio de órgãos humanos.

O tribunal de Nairóbi ordenou que as autoridades congelassem mais de 20 contas bancárias pertencentes a Ezekiel Odero por 30 dias. Odero é um desses televangelistas charlatões sacripantas (pleonasmo do pleonasmo) que foi pro xilindró em abril e está vendo Jesus nascer quadrado, e nem é num especial de TV. Estimasse que ele esteja também envolvido em tráfico de órgãos, sendo mui amiguinho do vagabundo Paul Mackenzie Nthenge, que deu a instrução de todo mundo fazer jejum, à guisa de entrar no reino dos Céus, e eu espero muito que ambos entrem no reino dos Céus da prisão, de preferência daquelas bem xexelentas no interiorzão do Quênia.


Fonte: Guardian

2 comentários em “Novidades aterrorizantes sobre o caso da seita que fez jejum até a morte

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s