Lei obriga supermercados a terem uma nutricionista impedindo pessoas de comprarem coisas que o supermercado vende

Existem ideias burras, ideias estrupidas, ideias retardadas e ideias estupidamente ridículas. Claro, tudo isso é fichinha perto do que políticos podem idealizar; e como a onda agora é alimentação saudável, o que seria mais natural do que promover uma reeducação alimentar do que fazer uma lei visando isso. Como? Ora, colocando uma nutricionista no supermercado para auxiliar nas compras, ué.

Rose de Freitas é senadora da República pelo Podemos do Rio de Janeiro do Norte. Alguns chamam esta nossa província de “Espírito Santo”, mas é um erro geográfico. A dita senadora, pensando que uma lei estúpida é a solução dos problemas, sem pensar que pode ser a causa também, apresentou um projeto de lei que assegura a presença de um nutricionista em estabelecimento comercial com mais de 100 funcionários que venda comida, como supermercados e restaurantes, com o objetivo de orientar o consumidor sobre alimentação saudável.

Você para no setor de biscoitos, ela (a nutricionista, e não a senadora) aparece dizendo que ali tem corantes artificiais, essências artificiais, tem açúcar e gordura. Você desiste e vai para a parte de salgadinhos. A nutricionista pula do alto da estante, abre os braços e diz “não! não! não!”. Salgadinhos elevam a pressão, tem corantes artificiais, essências artificiais e… bem, vamos resumir. Faz mal. Setor de carne vermelha? Não pode. Carne branca? Nananinanão. Embutidos? NEM PENSAR! Aquela maravilhosa lasanha congelada? ULTRAPROCESSADO, MOTHERFUCKER! RALA DAQUI! Muito mal você poderá ir para a parte de horti-fruti, mas isso se ela não cismar com agrotóxicos. Só poderá levar alface hidropônica, custando deiz reau o pé.

99% do que tem em mercados não é saudável. E isso para dar um crédito daquele 1%, apenas porque não gosto de números quebrados. Em restaurantes é a mesma coisa. Eu não quero ninguém dando palpite. Não tenho mais 10 anos. Quero chegar no self-ser4vice e encher o prato com tudo aquilo que eu gosto. Se eu quisesse comida saudável, eu mesmo teria cozinhado (sem garantias disso, entretanto), mas há quem queira Papai Estado cuidando das criancinhas para, depois, todo supermercado ter um funcionário a mais que nem farmácias, que são obrigadas a terem um farmacêutico que finge que não vê balconista empurrando remédios e promovendo auto-medicação.

A nutricionista vai ganhar uma sainha no fundo do depósito, dar um rolé com seu jalequinho branco e a senatosca achando que fez o seu papel, colocando isso no seu currículo nas próximas eleições, estando de bem consigo mesma, ciente que não fez nada, mas fingiu justificar o altíssimo salário para porra nenhuma.


Fonte: Agência Parasita Senado

9 comentários em “Lei obriga supermercados a terem uma nutricionista impedindo pessoas de comprarem coisas que o supermercado vende

  1. Lise entra no restaurante self-service e vai se servir de uma porção de arroz branco, uma porção de feijão, uma porção de linguiça calabresa, duas, não, três porções de batata frita, duas porções de salada de maionese, vê que tem peixe empanado e pega um filé, e ainda completa com azeite por cima de tudo. Enquanto vai pesar a comida, surge um ser loiro vestido num avental branco e dá uma olhada no prato.
    – Senhora, este arroz é prejudicial, sugiro que pegue arroz integral. O feijão está ok, mas adianto que está sem sal. Vejo duas porções de proteína animal, sugiro que não coma a linguiça e fique só com o peixe. Tire as batatas fritas, já tem carboidrato no seu prato. A maionese, idem, é gordurosa. Tem muito azeite nesse prato.
    Lise olha pro ser loiro vestido num avental branco, solta um “beleza”, deixa o prato sobre o buffet, dá meia-volta e vai embora.

    1. Eu pensei que esse conto iria acabar com a Lise e o Loiro indo esconder a linguiça e fazer maionese caseira. Me decepcionei. #chatiado

  2. Primeiro que minha vodka só um batalhão da polícia de choque conseguiria me impedir de beber. (especialmente depois da primeira garrafa)

    Segundo, tem que mandar o nutricionista apresentar o documento que prova que é nutricionista licenciado mesmo, ou vai pro cacete como charlatão. (ou em termos jurídicos, deitar no facão)

    1. KKKK
      O que diriam do torresmo gordo e cabeludo e da cachaça curtida em tonel semi-embolorado que eu aprecio bastante? Por sorte no armazém do seu Dito, onde sou freguês, só tem ele e mais um funcionário.

  3. Comam o que tenham vontade, hj eu por restrição d saúde (DRC) abro mão de tanta coisa que eu gosto, vou só dar uma dica, tentem uma dieta pobre em potássio, o mínimo possível de proteína, me fale o que da para comer ? O agente K está em todo lugar. Isso mesmo fazendo hemodiálise,

  4. “senatosca achando que fez o seu papel, colocando isso no seu currículo nas próximas eleições…”

    E vai se eleger por que vai ter o gado lacrador que vai aplaudir de pé e dizer que ela fez um grande bem a sociedade. Esse mesmo gado que se for parado por uma nutricionista num supermercado ou buffet, vai mandar ela pra ponte que partiu ou mesmo sentar a porrada nela, como é o costume de alguns sensatos brasileiros.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s