Millenials chorões descobrem que processo seletivo seleciona

Para o senhor John Milton, advogado, o pecado favorito é a vaidade. Eu acho que, para o brasileiro médio é a preguiça e o desejo de reclamar. Claro, algumas reclamações são bem justificadas, mas há algumas que não fazem o menor sentido. Entre elas, que o pobre, o sans culotes, o sujeito que mora no cu da perua no interior de Deus me livrinópolis entre outros, que são formados unicamente por negros, pois para os “iluminados”, não existe branco ou pardo pobres. Todos eles nascem e já ganham uma polpuda remuneração paga pelo governo. O Eddie Murphy já mostrou esta grande diferença de tratamento.

Aí o que eu vejo? Pessoal reclamando que a CNN Brasil (licenciou o nome, apenas, não faz parte da CNN oficial, embora tenha chancela), está contratando estagiários. Aí vem o pessoal tosco, oprimido, massacrado que estuda numa Federal e twita do iPhone:

 

Pois, é. O processo seletivo não pode selecionar ninguém. Para trabalhar numa empresa de notícias que aborda assuntos do mundo todo só pode saber português e um idioma estrangeiro, como acriano, por exemplo. Não, péra. Tem que ser idioma que existe, como paulistanês de Capão Redondo. Negros pobres não podem fazer curso de inglês, de qualquer forma. Há uma lei votada, aprovada e sancionada impedindo que negros pobres (negros ricos podem) de estudar num curso de inglês. Os que existem são cobrados em dólar, pelo preço de uma Ferrari.

Ah, sim. Não pode estudar em Uniesquina, daquelas bem toscas que se pagar passa, o que é um A-BE-ÇUR-DO! CNN quer alguém com formação decente, como a ESPM-SP, Cásper Líbero, Mackenzie, USP e PUC-SP, assim como a autora do twit, que estuda da UFRJ. Tudo isso, segundo a postagem, evidenciava uma redação branca e elitizada.

Mas aí tem uma coisinha chata chamada “Realidade”.

Jogando no Google Curso+de+idiomas+baixa+renda, vem vários links, inclusive de cursos de inglês pelos quais se pagaria, mas oferece opções para quem não tem dinheiro.

Ademais, estamos no mundo digital, em que você não precisa nem ir no local. Joga aí curso+inglês+ead, se não acredita em mim. MAS CALMA! Isso é tradicional demais pra você? Puxa, não seria legal se tivesse, sei lá, cursos de inglês no YouTube? Mas tem. Como? Você não quer aprender com brasileiros, e sim com quem inventou o idioma? Tem. Tem até da BBC. Tem gringo angloparlante que ensina em português (obrigado, @Pedro_Borges__). Se tem tutorial para desmontar e consertar um celular, aprender inglês é moleza!

Outro ponto é que só a elite branca opressora do cacete a quatro estuda em universidades de prestígio como a USP. A mesma USP que aumentou este ano o número de vagas para cotistas. A mesma USP que mantém um modelo de inclusão adotado pela USP foca o aluno de escola pública (tem brancos pobres na escola pública, lembrem-se, mas parece que se não for negro puramente negro não serve. Acho que tem um nome pra isso!). Só que a USP tem o Núcleo de Consciência Negra. Será que só branco elitista está lá?

Sim, a CNN está sendo elitista: ela quer uma elite de profissionais, mas no Brasil dos defensores de pobres que tuitam dos seus iPhones, é errado ser elite, quando elite significa ser o melhor. Você vai no médico que pode, mas quer mesmo o melhor profissional que puder para cuidar de sua saúde. Você vai fazer uma obra em casa e vai preferir o que? O melhor pedreiro que puder encontrar e pagar ou um tosco que não sabe nem virar passa para fazer a laje que ficará sobre a sua cabeça?

Estamos num mundo maravilhoso, com toda informação ao seu alcance, em que você pode ver vídeos no ônibus, já que (pelo menos aqui no Rio), algumas linhas oferecem uma porta USB pra carregar o seu celular e um Wifi. Tem planos de dados básicos. Você pode acessar whatsapp para trocar vídeo de sacanagem ou pode ouvir podcasts sobre todos os assuntos, ler sobre tudo, aprender sobre qualquer coisa. A escolha é sua.

Porque, no final, se a CNN quiser escolher profissionais que saibam proto-indo-europeu, você tem chance, já que até isso você pode aprender no conforto do seu lar.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s