Camelinhos de Allah têm ataque de pelanca e fecharam restaurantes. Porque sim!

Faz tempo que não falamos nada dos nossos amiguinhos jóqueis de camelos. Um lugar maravilhoso por aquelas bandas é o Irã, uma teocracia como todas as teocracias (idiota), baseada numa maluquice qualquer que nem eles entendem direito. Isso leva a coisas esquisitas, como a polícia religiosa sair e dar uma de fiscalzinho brasileiro para fechar 547 restaurantes.

Não que precise de motivo, mas eles deram assim mesmo: violação da moralidade islâmica. Ah, bom, aí, sim! A diferença é que aqui você resolve com o fiscal enquanto lá o fiscal que resolve você, se é que vocês me entendem.

Tudo começou, ou melhor, continuou. Esta palhaçada está rolando desde que Maomé tomou um “guenta” de um anjo, saiu recitando umas loucuras e pouco depois jogaram aviões nas Torres Gêmeas. Onde eu estava? Ah, sim.

Os meganhas de Allah saíram espumando pela boca e fecharam 547 restaurantes e cafés em Teerã por não observarem alguma coisa genérica como “princípios islâmicos”. 11 infratores foram presos, de acordo com a polícia, e a essa altura estão batendo um papinho com Hassan, um iraniano de uns 2 metros de altura, 120 kg e que vê esse pessoal apenas como pedaço de carne.

Por algum motivo, creio que o governo iraniano irá negar esta última parte e estou bem confortável aqui sabendo que vivemos num país de retardados e não sob o governo de um bando de psicopatas. Lidar com maluco é melhor, vão por mim.

Beijos, Damares!

De acordo com os meganhas, polícia religiosa não é bagunça! Se eles falaram que feria os princípios islâmicos, então, feriam, como ter publicidade não-convencional na internet, tocando música ilegal e devassidão. A última parte muito me interessa, mas não pareceu ter peladices. Ah, sim. É aquela pouca vergonha das mulheres que insistem em mostrar o rosto e as mãos, elevando os homens ao estado de loucura e desejo,e isso é imoral, ilegal, engorda e faz você perder a cabeça.

O chefe do tribunal de orientação de Teerã, que lida com o que eles chamam de “crimes culturais e corrupção social e moral”, pediu aos cidadãos de Teerã para denunciarem quaisquer casos de “comportamento imoral”. Já estou até vendo um monte de restaurante denunciando o concorrente! Será que começar´[a ua troca de acusações, com um querendo ferrar o outro? Claro que não, né? Isso não seria chamado de “comportamento islâmico” Citation needed

Quanto às pessoas comuns, elas também são instadas a denunciarem até se alguém entrou num carro e tirou o hijab. Olha que maravilha morar num lugar desses! Tô doido pra ir morar lá!

Só que não.


Fonte: Al Jazeera (é, eu sei)

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s