Vaticano dá o maior apoio a disque-exorcismo

O problema é a fartura
Pesquisa diz que brasileiro adora ciência. Mas nós sabemos a verdade, né?

Uma das partes mais maneiras da Idade Média, fora ter 20 filhos, dos quais 18 iam morrer, era que todo mundo era endemoniado, todo mundo precisava ser exorcizado, nem que tivesse que ser jogado na fogueira ou coisas tão simpáticas como esta. Claro que isso parou no século XXI, certo? Enganou-se, filho (ou filha, ou programador Java, dependendo do gênero que você goste de ser chamado). Tem havido um aumento bem pronunciado na procura por exorcismos, a ponto dos padres o começarem a ligar para católicos mais fanáticos fervorosos oferecendo serviço de delivery de expulsão de Satã, Nosso Senhor. Algo como iEXORCISMUS.

Cerca de 200 inúteis, digo, estagiários de exorcistas participaram de uma convenção sancionada pelo Vaticano, na Pontifícia Universidade Regina Apostolorum, em Roma. O assunto era um curso sobre exorcismo e outras bobagens de libertação sei lá das quantas. Sério, eu não entendo isso. Jeovah, o Senhor dos Exércitos, Deus Todo-Poderoso, O primeiro do Seu Nome, Mãe dos Dragões pai de Jesus Cristo, o maravilhoso Conselheiro, NÃO CONSEGUE acabar com os demônios, e precisa de um bando de toscos para expulsar os capetudos do corpo do Zé Ruela. Tipo, não era mais fácil fazer com que todos eles sumissem de uma vez?

Sim, os demônios e os estagiários de exorcistas junto. Por favor, levem as pedagogas junto!

Enquanto isso, tem padres que estão muito ocupados (ou com muita preguiça) para ir no local. Daí fizeram uma espécie de Disk-Exorcismo

– Padre Francesco Bolota de Remela falando.

– Padre, ajuda nóis! Estamos endemoniados

– Para expulsar o ispritu imundo, tecle um. Para conter as forças malignas do Esqueleto, tecle dois. Para combater os poderes de Morgoth, o Sinistro Inimigo do Mundo, tecle três. Se você quiser que a Marilena Chauí tire férias e nunca mais apareça na mídia, tecle quatro. Se você está rodeado de lulistas e bolsominions, aí é caso de ligar pro seu agente de viagens e ralar peito daí o mais rápido possível.

Segundo dados pouco oficiais e menos ainda confiáveis, o número de exorcismo pulou para 500.000 por ano. Nome disso nem é invasão de demônios, é época de eleições no Brasil. O Vaticano claro, leva tudo a sério. Não podemos perder clientes fiéis, e se eles querem acabar com os demonho, é com a gente mesmo.

Realmente, a ICAR tem que correr muito atrás, já que as igrejas evangélicas já descobriram como tirar dinheiro cuidar dos seus fiéis fazendo exorcismos e fazendo milagres. Hora de se modernizarem aí, pessoal!


Fonte: RT

O problema é a fartura
Pesquisa diz que brasileiro adora ciência. Mas nós sabemos a verdade, né?

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!