YouTuber Vegan morre do câncer que alegou ter sido curada pela dieta vegan

Eu parto do princípio que cada um segue o ritmo de vida que melhor lhe aprouver. O que eu sou contra é doutrinação retardada, como é o caso de religiosos de uma maneira geral, principalmente vegans. O modo insano desse pessoal acaba criando muitos problemas, a começar para si mesmos, como foi o caso da youtubeira que tinha (notem o tempo verbal) um cabal no Tubo mostrando como ela se curou do câncer com uma dieta vegan, além de ter se curado do homossexualismo.

Ela faleceu ontem, de câncer.

Mari Lopez era tida como uma “estrela do YouTube”. Como toda dessas estrelinhas, acaba enveredando para falar merda no Tubo. Em seu canal ela falou que se curou do câncer em 3 meses com dieta vegan. Todo mundo batia palmas e denunciava a indústria da morte e a Big Pharma. Esta mula também afirmou que o estilo de vida a impediu de ser lésbica, dizendo aos imbecis que a seguiam que foi curada por Deus e pela fé, e costumava viver um estilo de vida gay antes de chegar a ter uma vidinha vegan mequetrefe.

A sobrinha de Mari Lopez revelou em um vídeo no início desta semana que sua tia sucumbiu ao câncer em dezembro, afirmando que era devido à tia não continuar seguindo com a dieta vegan, já que “ela era inconsistente em sua dieta e vida espiritual”.

Lembrando que titia tinha dito que se curou em 3 meses.

Agora, a sobrinha continuará com o canal (claro, né? Dá dinheiro!). O canal que muitos seguem e partilham das dietas loucas daquela imbecil, tendo alguns o mesmo destino que Mari, com a sobrinha psicopata dando de ombros dizendo que nunca foi dito que funciona com 100% das pessoas.

Curiosamente, os meus vídeos, os do ElectroBoom e de vários divulgadores científicos perdem a monetização ou têm o canal cassado. Um lixo vegan como este, atentando contra a saúde das pessoas, iludindo-as unicamente visando dinheiro, em que a própria fundadora do canal se fodeu com esta palhaçada, tudo bem, pode continuar. Mas isso é YouTube.

O que temos por último? Mais um efeito do que as religiões fanáticas causam: mais mal do que bem, se é que causa algum bem em algum momento.


Fonte: Evening Standard

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s