Antes erradicado, Brasil volta a ter casos de sarampo

YouTuber Vegan morre do câncer que alegou ter sido curada pela dieta vegan
Formigas usam estratégia de guerra para cuidar de feridos e voltar a atacar

Sim, amiguinhos. Temos casos de sarampo agora. Como? Graças a refugiados vindo do paraíso bolivariano da Venezuela, que esquerdistas tanto afirmam ser uma maravilha de lugar. É, pois é, as pessoas estão fugindo da felicidade!

A vítima em questão é um bebê venezuelano que veio pro Brasil junto com os pais; você achou ruim? Piora! Há ainda outros sete registros em investigação em Roraima, sendo um de brasileiro. A que devemos isso?

Vem da falta de vacinação na Venezueira, É ÓBVIO! Mas não é apenas isso: o Brasil está com sérios problemas no seu  sistema de vacinação, que não está tendo uma cobertura que deveria haver. Segundo o Ministério da Saúde, só o Ceará registrou cobertura vacinal dentro da meta no ano passado, com 98% da população devidamente vacinada. Em todas as outros estados, a taxa é inferior a 95%, chegando a apenas 51% no Maranhão e no Rio Grande do Norte, Estados com as menores coberturas vacinais. Motivo? Muitos nem tem carteira de vacinação, além de idiotas metidos a anti-vaxxers.

Por causa desses imbecis anti-vacina, houve um aumento de 400% de sarampo na Europa, e vai acontecer o mesmo aqui, senão pior. Como? Você já foi vacinado? Eu já expliquei isso. Se o vírus do sarampo que essa criança venezuelana trouxe para o Brasil começar a se reproduzir, o meio irá selecionar os mais fortes essa criança agirá como meio de cultura e o contágio farpa com que os vírus mais fortes sobrevivam aos anticorpos gerados pela vacina, simplesmente porque o vírus teve tempo de se reproduzir e ocorrer alguma mutação que deixou seus descendentes incapazes de ativar o sistema imunológico, já que seu código genético não é o mesmo do vírus com o qual se fez a vacina. Assim, ele não ativará o sistema imunológico. E outras pessoas servirão de vetores.

Dessa forma, imunidade de rebanho vai pro saco, já que mais vírus mutantes foram selecionados e aqueles que tinham condições de sobreviver geraram mais descendentes. Imunidade de rebanho só funciona quando todos os vírus vão pro beleléu, sem a chance de se reproduzirem para gerar descendentes que, por ventura, tenham alguma capacidade x-vírus de resistência maior a anticorpos.

Claro, nem sempre é culpa de anti-vaxxers do Inferno. Sempre podemos contar com a incompetência estatal, como é o caso da Romênia, que está lidando com seu pior surto de sarampo em décadas. Nem mesmo o ilustre Vlad Tepes conseguiu fazer um estrago tão grande: Só no ano passado, houve mais de 5 mil casos por causa de falta de vacina e más condições de centros de saúde. Simplesmente, as vacinas não chegaram. Por que não chegaram? Bem, qual a parte de incompetência estatal você não entendeu?

Já aqui no Brasil não tem desculpa. Brasil vai produzir tanta vacina contra sarampo e rubéola que irá exportá-las para outros países. Bem, eu li isso em 2013. O problema aqui, ainda é a quantidade de imbecis que não vacinam os filhos, mesmo sendo crime, já que vacinação é obrigatória, mas não é só isso. Crianças só podem ser matriculadas em colégios e creches com a carteira de vacinação em dia, e os vagabundos estão falsificando-as, o que configura crime (escolhe: estelionato, falsificação de documento público, crime contra saúde pública etc), pena que raramente um vai preso.

Acho melhor pensarem em desenvolver novas vacinas, antes que as atuais estejam inúteis, por causa de inúteis que não se vacinam.


Fonte: Estadão

YouTuber Vegan morre do câncer que alegou ter sido curada pela dieta vegan
Formigas usam estratégia de guerra para cuidar de feridos e voltar a atacar

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας