Não ser idiota agora é opressão. Oprimo mesmo!

YouTube, monopólios e a Terra dos Algoritmos Honestos pero no mucho
Grandes Nomes da Ciência: Maria Mitchell

SJW é sigla para Social Justice Warrior. Um grupo de imbecis que se acham melhores que o restante da Humanidade e querem que todos tenham os seu melindres. A geração leite-com-pêra acha que qualquer coisa que destaque um grupo (independente de terem sido capazes ou não) é uma afronta. Agora, veio mais uma amostra desta imbecilidade quando um jornal estudantil da Universidade de Iowa estabeleceu com letras garrafais que pessoas inteligentes possuem um privilégio especial: o “privilégio cognitivo” e que isto é uma forma de opressão.

Sim, eu sou um opressor perto das mulinhas. E continuarei oprimindo. Oprimo mesmo. Oprimo gostoso! Senta e chora… ou ria. Sei lá.

O inútil chamado Dan Williams escreveu um monte de bobagens no The Daily Iowan, cuja página está apenas com “pageok”, mas que esquece que temos o Google cache e, melhor ainda, o screenshot.

Eu gosto de suas bobagens. Vamos começar.

A noção relevante de privilégio que eu defino como a recepção de certos benefícios inteiramente por acidente de nascimento. É inegável que o próprio privilégio é uma realidade. Qualquer um de nós poderia ter nascido a pessoa mais fraca do planeta, que, por definição, escolhe precisamente uma pessoa. Mas todos nós temos o privilégio de não ser essa pessoa. Todos somos privilegiados pela comparação.

Sim, o mundo lhe deve algo. E se você é o mais fraco do planeta, tadinho de você!

Existem muitos tipos de privilégios além do privilégio branco: privilégio cognitivo, por exemplo. Agora sabemos que a inteligência não é algo que temos controle significativo, mas é algo com o qual nascemos.

Não foi o seu caso.

Vivemos em uma sociedade em que o sucesso está cada vez mais ligado à inteligência de alguém. Isso não quer dizer que a inteligência seja o único fator que é importante. Tudo o que está implícito é que, abaixo de um certo limiar de inteligência, há cada vez menos oportunidades.

Sim, porque eu colocarei um épsilon semi-aleijão para ajudar neurocirurgiões. Não, péra! Não temos que ter vestibulares ou quaisquer outras medidas para saber se vc está em condições de cursar engenharia. Coloca lá na faculdade. E se vc não passar, não pode ser reprovado, pois está sendo oprimido pelos inteligentes, aqueles pirocos opressores brancos cis-hetero normativos.

Sim, Danny-boy, oportunidades melhores são para pessoas mais capazes num determinado ramo de atividade. Eu até que sou bom com Informática, mas a Bell Labs não vai me contratar e nem a Microsoft me dará o emprego de Gerente de Projetos. Eu sei Física, mas acho meio difíil me colocarem como diretor do CERN. São coisas da vida, amiguinho. Vc terá que superer isso. Ninguém tem culpa se dona Jacira é melhor caixa de supermercado que você, Danny-boy.

Williams, não canta como a Vanessa, argumenta asininamente que as pessoas não têm controle sobre o quão inteligentes são. Chuif! A vida é uma enorme loteria cósmica cheia de vencedores e perdedores… Buáááááá

PROBLEMA TEU!

O Universo não lhe deve nada, Danny-boy. Já começa que você é um piroco branco, cis-hetero opressor. Ainda quer ditar o que é ser privilegiado? Faz-me rir, né, Danny? Você exerce um cargo de autor e editor. Você tirou a vaga deum mais lentinho. Que tal pedir demissão para corrigir este erro, hein, Danny-boy?

O sujeito ainda arremata aquelas bobagens que os robôs tirarão emprego da massa laboral por fazerem serviços pesados, mas pergunta pra ele se ele quer ficar horas numa fila de banco só pra saber o saldo da conta ou checa no app do celular.

Eu acho que todos os que acharem certo esta posição sobre opressão por privilégio cognitivo, que peçam demissão e deem seus empregos para pessoas menos capazes. Eles? Eles que fiquem desempregados, pois não podem tirar emprego de ninguém. Mas cadê que fazem isso?

E depois de terem lido este texto, espero que tenham se sentido oprimidos, seus épsilons!


Fonte: Daily caller via twit do @diegoconfirma

YouTube, monopólios e a Terra dos Algoritmos Honestos pero no mucho
Grandes Nomes da Ciência: Maria Mitchell

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!