Cérebro filtra informações melhor do que se achava

O cérebro é o órgão mais badass de nosso corpo. Mesmo porque, ele manda na bagaça toda. É praticamente o Nick Fury entre os órgãos. Ele tem que lidar com trocentas milhões de informações a cada segundo e dar ordens precisas. Por exemplo, a partir de agora você percebeu que está respirando e tentará manter a cadência. De nada.

3 bilhões de anos de evolução biológica lhe deu um cérebro robusto, com cada neurônio pululando de informações, que juntos processam, analisam e fazem triagem do que é mais importante (você continua respirando, né?).

O dr. Jorrit Montijn é pesquisador do Instituto de Tecnologia de Massachussets. Junto co seus colaboradores, ele pretende entender que diabos tem nessa sua cabeça. Ok, não a sua especificamente, já que ele desistiu de você faz tempo. Ele prefere estudar gente normal… se é que isso existe.

A pesquisa de Montjin aponta que a robustez de nosso cérebro é bastante útil porque a variação na transmissão do sinal não é apenas informações úteis, mas muito “ruído”. Por exemplo, você não vê seu nariz 24/7. Está vendo agora, porque eu falei. Na verdade, seus olhos registram a informação, mas como ela é inútil o cérebro a ignora. Outro exemplo é uma profusão de cheiros. Seu cérebro escolhe o que irá se destacar. E isso porque você não é um cachorro, cujo cérebro tem que processar todo tipo de cheiro.

A questão é: o que se passa dentro do cerebrão na hora de processar e escolher o filtro dessas informações? Montijn e seus companheiros usaram um microscópio especial, mas muito amado, para medir a atividade de centenas de neurônios de ratos por um período de várias semanas. Eles deram maior atenção à parte do cérebro que é responsável pelo processamento de estímulos visuais e registros de atividades, enquanto os ratinhos foram expostos a diferentes imagens.

Os pesquisadores descobriram que a variabilidade em sinais cerebrais não diz respeito a ruído, como se achava até então. A atividade de um único neurônio em resposta a uma imagem é variável e pouco confiável; mas como analisar um só neurônio é estupidez, já que eles trabalham em conjunto, Montjin e sua galera da pesada analisou a atividade de um grande número de neurônios e, SURPRESAAA!!!!, os padrões podem ser distinguidos, em que as relações em atividade entre diferentes neurônios podem proporcionar estados como humor e de fome para influenciar a forma como, por exemplo, a representação de uma maçã é processada no cérebro.

Hein?

Você mostrou comida pro ser vivo ali. A forma como ele processará a imagem será diferente se pegarmos diferentes grupos de neurônios, mesmo dentro do mesmo cérebro. Dai, o cérebro coo um todo processará COMO essa imagem será interpretada. Você viu uma maçã? Ok, mas você está com fome ou está apreciando um quadro? É pra admirar a cor vermelha ou pra xingar do preço do quilo? Tudo dependerá de como você estará na ocasião, e qual prioridade o cerebrão irá querer interpretar.

Sim, QUERER.

A pesquisa foi publicada no periódico Cell Reports (sim, tá num PDF iteiramente digrátis. Divirta-se!), ela mostra como são complicadas as nossas prioridades, nossos processamentos, nosso cérebro. Temos que decidir a cada segundo o que é mais importante, para, dessa forma, garantir nossa sobrevivência. São muitas decisões a serem tomadas e nossos cérebros precisam botar ordem na bagunça e determinar o que e mais importante primeiro, o que será dado maior atenção.

Porque, no decorrer desse texto você tinha esquecido que estava respirando. Deixe-me lembra-lo mais uma vez. Ah, e olha ali o seu nariz!

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s