Embrião de lagarto troca de sexo quando está calor

Qualquer criatura minimamente esperta sabe que a Austrália é que nem o Brasil: não é para principiantes. Fora quase toda a sua fauna ser venenosa (principalmente as australianas, notáveis fofoqueiras), qualquer coisa lá é perigosa, mesmo sem precisar de veneno, em que até o Batman entra pelo cano. Lá, o absurdo é corriqueiro, como é o caso desse nosso amigo aí do lado. Ele é o dragão barbudo, um réptil australiano. Como tudo que é australiano, é esquisito, só não é tão esquisito com a comida pseudoaustraliana do Outback.

Uma pesquisa sobre a vida selvagem da Austrália mostrou que dragões barbudos são capazes de trocar de sexo em meio ao calorão.

A drª Clare Holleley é pesquisadora do Instituto de Ecologia Aplicada da Universidade de Canberra. Em sua pesquisa, ela demonstra como a determinação do sexo em animais é surpreendentemente plástico, e nela ela e seus colaboradores relatam o primeiro caso de reversão sexual do dragão barbudo australiano (Pogona vitticeps), em que através de indução experimental, houve uma rápida transição genotípica na determinação do sexo em função da temperatura.

O filhote de Godzilla serelepeia pelas áreas de areia avermelhada no lado oriental da Austrália, podendo ser encontrado na floresta e é até comercializado como bichinho de estimação, esta coisa feia. Nem para devorar o poodle barulhento da vizinha essa coisa serve. para que eu iria querer essa… essa coisa? (para colocar bonequinhos em volta e brincar de Jurassic World, é claro!).

Na pesquisa de milady Holleley, embriões com dois cromossomos Z, o que é característica masculina e…

EEEEEEEEEEiiiiiiiiiiiiiii!!!!!!!! Espere um instante!

Como assim cromossomos Z? E os cromossomos X e Y?

Lagartos, sendo répteis, seguem outro tipo de genética sexual. Eles não apresentam os cromossomos X e Y, como eu e você apresentamos, sabe por que? Porque nós dois não somos répteis, ora essa! Nos répteis, machos possuem um par de cromossomos Z (ZZ) e as fêmeas têm cromossomos ZW. Sim, eu sei que soa esquisito pelo fato de mamíferos terem cromossomos iguais em fêmeas(XX)  e um X e um Y nos machos.

Voltando ao assunto, os embriões eram separados em machos e fêmeas, só que durante a incubação dos ovos, ao variar o calor durante o processo, foi observado que alguns deles mudavam seu sexo de masculino para feminino, só faltando cantar música do Pepeu Gomes.

Cruzando os dados de campo de 131 lagartos adultos com experimentos de reprodução em ambiente controlado, análises químicas mostraram onze indivíduos incubados em uma temperatura mais elevada que à primeira vista parecia ser do sexo masculino, mas seus cromossomos eram do sexo feminino.

A pesquisa foi publicada no periódico Nature. Ele nos mostra como o constante aumento da temperatura global pode sim afetar espécies de forma que até sacanear seus cromossomos sexuais, fazendo menino virar menina. Tendo uma população só de fêmeas, ficará meio difícil fazerem fuc-fuc, e a Natureza não é tão excelente assim para encontrar meios rapidamente.

4 comentários em “Embrião de lagarto troca de sexo quando está calor

  1. Já pensou se essa moda pega? Vão votar a proibição do aquecimento global em defesa da família tradicional brasileira.

  2. Finalmente entendi as piadinhas quando digo que chimarrão, mesmo sendo quente, refresca…
    Agora tudo faz sentido…

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s