Idiotas fazem viral associando viciados a zumbis. Alice conta as balas

Sabemos bem onde estão as boas intenções: é um lugar quente, cheio de bandidos, ladrões, assassinos, políticos corruptos, advogados de porta de cadeia, gente que joga lixo na calçada e é administrado pelo Eduardo Paes.

Semana passada saiu um trailer de filme de zumbi que se passa em São Paulo. Até aí, nada de mais. Passou o trailer e lá pelas tantas já esqueceram dele. Agora, saiu o que realmente era aquele vídeo: uma ideia imbecil de associar viciados em crack a zumbis, para alertar a sociedade blábláblá whiskas sachê. Bem, o que se faz com zumbi, mesmo?

Desistindo de ser zumbi pois morreria de fome no Brasil, esta é a sua SEXTA INSANA!

ATENÇÃO!

Eu não sou gentilzinho, não estou me importando com politicamente correto e se você tem um coração bom e puro, vá ver o Mágico de Oz, ou periga de sair correndo daqui com as mãos nos ouvidos, que nem no quadro do Munch. Aviso dado, promessa feita.


Esta ideia criada pela Associação Parceria Contra Drogas (APCD) é algo tipicamente criada por algum sociólogo sob efeito de substância controlada. É uma ideia imbecil, estúpida, retardada, idiota e totalmente fora de propósito. Daí, fazem este filminho, perdendo feio pros do Zé do Caixão:


Zombie – The Origin. Que nome idiota! "World War Z" é mais maneiro.
"Resident Evil", também é um nome melhor.

Sim, eu achei "Meh", mas tem gente que adora ver novela e Big Brother, então, não estão muito aptos no quesito "qualidade de produção". Enfim… De qualquer forma, o vídeo completo é este a seguir, e então vemos que se trata de "Olha os coitadinhos dos cracudos"…

Para princípio de conversa, costumam retratar viciados como pobres vítimas da sociedade, largadas ao deus-dará. Bem, eu nunca quis fumar, injetar, cheirar ou enfiar em algum outro orifício meu. Eu não aceito essa baboseira do tipo "olha, eles são vítimas" ou "eles não queriam se drogar" ou ainda "eles só queriam experimentar".

Porra nenhuma!

Se o cara quis (fumar maconha/cheirar cocaína/injetar heroína/fumar crack) é tão-somente PORQUE QUIS! Ninguém obrigou. Quis experimentar? Tá bem, vamos fazer um teste. Veja qual das frases abaixo você escutou algum dia:

  • Poxa, eu sempre tive curiosidade de jogar meu carro num precipício comigo dentro para saber o que acontece.
  • Maluco! Ontem eu tava sem o que fazer e comi duas belas colheradas de veneno de rato. O que acontece?
  • Huehueheuehue, vou sacanear aquele PM. Vou apontar esta canetinha laser no peito dele e ver o que ele fará. Weeeeeeee

Não, as curiosidades são sempre usar drogas, pingar vodca no olho, inserir garrafas de diferentes tamanhos no ânus etc. Mas não! Eles são vítimas da sociedade, porque, provavelmente EU fui lá com um papelote de cocaína e enfiei pela goela abaixo do sujeito.

Deixem-me compartilhar algo com vocês, queridos, ara entenderem o quanto eu amo cracudo. Quando eu era professor de colégio estadual, dois VAGABUNDOS resolveram vender merda de droga em frente ao colégio onde eu lecionava (lugar maravilhoso!). O diretor era um inepto, mas a minha força de vontade foi forjada em chamas esmeraldas (um doce para quem pescar a referência). Eu peguei o telefone e liguei pro batalhão da PM e exigi uma viatura (er… ok, confesso. No melhor estilo de Maquiavel, eu prezei o mal menor e disse que ERA o diretor. Ninguém me questionou e ficou por isso mesmo). A PM mandou uma viatura e espantou os dois VAGABUNDOS. Infelizmente, eles não gostaram muito e resolveram que eu era um pombo e vieram me caçar em outra esquina. Ganhei um tiro de .22 na perna e o desgraçado recebeu de brinde uma .765 no joelho. Deus a tenha, na santa paz de Deus. Pobre bala…

Eu defendo a ideia que viciado tinha que ser preso, tratamento e "despoluição" compulsória. Para traficante: pena de morte. Tirando o "cliente" da rua, o traficante vai vender para quem? Reincidência do viciado seria cadeia, mesmo (sim, eu sei que não sobraria vaga em lugar nenhum. Ema Ema Ema).

Sociólogos, pedagogos e demagogos parecem esquecer que o viciadinho vai precisar comprar sua droga e, para isso, é necessário dinheiro. Dinheiro que virá assaltando pais de família na rua, roubando celulares para trocar por qualquer papelote, e, caso a pessoa esboce algum gesto que seja interpretado como reação, ela será morta. Mas HEY, essa pessoa é uma burguesa safada que mereceu isso, pois estava ostentando seu celular comprado com dinheiro fruto de trabalho, coisa que nem cracudo nem sociólogo idiota tem.

Como campanha, ela é extremamente estúpida. O que não falta é gente querendo fazer da sua vida um Walking Dead. Os geniais pensadores que criaram esta campanha parece que nunca assistiram filme de zumbi. Sabem o que se faz com zumbis em filmes? Darei 10 exemplos:


Aquela do sinalizador foi É–PI–CA!

A única vantagem nisso é o monte de garotas fazendo colsplay da Alice. O que não é tão legal é a ROTA sair e achar que está jogando Left4Dead.

Tem um monte de gente espalhando essa campanha como se fosse as tábuas trazidas por Moisés. Mas seus criadores são muito importantes. Quando chegar o Apocalipse Zumbi, vou usá-los como escudo humano. O zumbi chegará perto e morrerá de fome.


PS. Cracudos, as vítimas da sociedade:

Ensine seu filho que a culpa disso tudo é DELE, ok? Os viciados são pobrezinhos, humilhados pela elite neoliberal.

7 comentários em “Idiotas fazem viral associando viciados a zumbis. Alice conta as balas

  1. Falo do tema como quem tem experiência na família(meu pai usa a merda do crack). No começo, agimos como se ele fosse vítima de uma sociedade injusta, mas depois de muita briga, discussão por causa de dívidas de droga, chegava vir traficantes na minha porta, começamos a perceber que no fundo no fundo usuário de crack é apenas mau caráter, descarado mesmo, não é doença, é pura descaração. Antes de ir no traficante comprar a pedra, ele sabia muito bem sobre as consequências disso(porra, o Dráuzio Varela não vive divulgando?). Aí a gente colocou ele pra fora de casa depois de tentar em vão várias internações. Pra mim usuário de drogas tem que ser tratado no sistema russo, deu crise? enfia a porrada nele que passa.

  2. Não estava a par dessa campanha, e já tomando conhecimento sobre, é visível sua estupidez. Mas o que se esperar de pseudociências?
    Sobre os cracuados serem vítimas da sociedade, penso que há uma parcela que são influenciados devido ao convívio e com a situação socioeconômica que impossibilita ter uma vida digna. Ao saber que o tráfico rende muito mais que um trampinho qualquer, passará a ser traficante. Esse deve ser a linha de pensamento dos que os consideram como vítimas, não sabendo que escola existe para formar e capacitar o indivíduo para o mercado de trabalho. O fato é que em frente a um problema, prevalece a lei do menor esforço, de modo que vender umas pedrinhas aqui e ali rendem mais que trampar em tempo integral.
    Enfim, somos frutos de nossas PRÓPRIAS escolhas. Escolheu ser um zumbi cracuado? headshoot cadeia neles!

    Ps: COMO os malucos souberam que VOCÊ chamou a viatura da PM? No carrier…

  3. Também fiquei na dúvida se a opinião do Juiz é idiota ou sensata.

    Contudo, deveríamos analisar friamente os números sobre as novas leis. Afinal, que tipo de novas leis estão sendo criadas?

    Temos que analisar a mudança do mundo, depois do fim da guerra fria, os cientistas que faziam pesquisas termonucleares ficaram sem emprego e voltaram seus modelos computacionais para o famigerado AQUECIMENTO GLOBAL.

    Neste embalo todo surgiu o greepeace e nele novas “LEIS VERDES”, outras tecnologias modernas especialmente a Internet, necessitou de novas regulamentações e leis.

    E por fim, no início dos anos 2000, mais especificamente 11 de setembro de 2001, após os ataques terroristas, novas leis contra o terrorismo foi aplicada. E eis aqui a maior contradição de todas, as mais rígidas leis, são produzidas justamente por culpa da religião excessiva em certos radicais.

      1. @André, Desculpe novamente, sábado maldito.

        É culpa do RSS, abri todos os artigos não lidos e comentei no lugar errado. Como fiz isso? Não sei.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s