Quando Darwin odiou o mundo

Você já teve dias em que nada dá certo? Já teve dias de revolta, aborrecimento extremo, raiva de tudo e mergulhou nas trevas da desesperança. Mesmo figuras famosas (e principalmente elas) têm dias assim; entre elas, Charles Darwin.

Em uma carta ao seu amigo, o não menos conhecido geólogo Charles Lyell. Na carta, Darwin diz: que estava muito mal. É o texto de alguém conturbado, num momento que todos nós já passamos um dia.

"Eu estou muito mal hoje", disse Darwin em sua carta. Ou, no original, "I’m very poorly today". Sendo a frase toda: "Mas eu estou muito mal hoje e muito estúpido e odeio tudo e todos".

Darwin estava passando por um período conturbado. A Origem das Espécies já tinha 2 anos de publicado e ele sofria as pressões. Darwin nunca foi bom orador e nem sabia rebater as acusações e ataques que lhe dirigiam. Era Thomas Huxley quem o defendia e a sua teoria. Na carta ao amigo Lell, Darwin desabafa dizendo

What a wonderful case the Bedford case.– Does not the N. American view of warmer or more equable period after great Glacial period become much more probable in Europe?–

But I am very poorly today & very stupid & hate everybody & everything. One lives only to make blunders.– I am going to write a little Book for Murray on orchids & today I hate them worse than everything so farewell & in a sweet frame of mind, I am

Ever yours

Que caso maravilhoso o de Bedford. Será que não é a visão norte-americana do período mais quente ou mais regular após o grande período glacial torna-se muito mais provável na Europa?

Mas eu estou muito mal hoje e muito estúpido e odeio todo mundo e tudo. Um que vive apenas para fazer asneiras. Eu vou escrever um pequeno livro para Murray sobre orquídeas e hoje eu odeio-os mais do que tudo, então adeus e em um quadro doce de espírito, eu sou

Sempre  seu

C. Darwin

Vemos aqui, não a lendária figura científica ou o gênio naturalista. Vemos um homem comum, desabafando com um amigo, mostrando que os gênios são pessoas como nós e podem estar à nossa volta, sem nem nos darmos conta, assim como muitos gênios que conhecemos têm piores e melhores dias. A carta integral pode ser lida graças ao Darwin Correspondence Project, e a original hoje pertence ao acervo da  biblioteca da Sociedade Filosófica Americana, aos cuidados de Charles Greifenstein.

Que esta simples carta seja o suficiente para mostrar que por detrás de artigos, laboratórios, jalecos e fórmulas complexas, ainda há um ser humano.


Fonte: Brainpickings

7 comentários em “Quando Darwin odiou o mundo

  1. Hoje, depois de passar um bom tempo lendo textos insuportáveis de linguística, tenho a revolta dele. Quem sabe amanhã terei seu gênio?

  2. COMENTÁRIO EDITADO

    A Administração está cansada de advertir para se manterem dentro do assunto do artigo. Reincidência é banimento.

    Ass.

    Eu.

  3. Imagino a pressão que Darwin sofreu naquele época. Com um tema tão polêmico e controverso como aquele, ele foi muito forte, mesmo incompreendido. Ainda hoje, vejo a grande quantidade de gente que o condena. Lamentável.

  4. Ops…achei estar banido. Ok, entendido. Sem fugir do assunto, nem postar sugestões via comentários. Favor apagar meus 2 ultimos. Obrigado.

  5. Interessante ver gênios em seus momentos mais comuns. E grande erro nosso em coloca-los em pedestais quando eles são como nós, apenas um pouco mais elucidados e com coisas a fazer. Mas, minha opinião mesmo é que esse desabafo foi em mais um momento que Darwin percebeu o quanto éramos, e ainda somos em maioria, atrasados e completamente enfadonhos.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s