YouTubeiro usa um livro como colete à prova de balas. Darwin diz: “not this time”

Nada pior que YouiTubeiro zuão. Eles se acham incrivelmente divertidos. Aí, apelam para pegadinhas e experimentos idiotas. Para ser rápido, porque estou com pouca paciência para blábláblá, um imbecil resolver se esperto bagarai. Este inútil chamado Pedro Ruiz olhou um livro, olhou uma arma e disse algo como “segura minha cerveja e me dá um tiro enquanto seguro este livro, pois ele vai segurar a bala”.

Versão TL;DR? O livro não era A Origem das Espécies, mas mesmo assim Evil Darwin selecionou o miserável. E esta é a segunda edição da QUINTA INSANA!

Continuar lendo “YouTubeiro usa um livro como colete à prova de balas. Darwin diz: “not this time””

Religiosos turcos morrem de medo de Darwin

Evolução parece ser uma pedra no sapato na garganta dos fundamentalistas (mal aê, Cardoso!). O desespero crental para tentar impedir o ensino da Teoria da Evolução não só é patético como prova como seus idealizadores têm uma fé frágil, incapaz de resistir a um simples capítulo num livro de Biologia. São tão ridículos e desesperados que até poderiam sacar a carta da manga “sim, Evolução existe. Foi a forma como Deus povoou a Terra com os seres vivos”. Mas não. A ralé crental fanática é incapaz desse salto. E isso porque a Bíblia sequer detalhe como os animais foram criados, mas fundamentalistas sequer leram a Bíblia, salvo a parte que o pastor mandou ler, esquecendo do contexto antes e depois, ou da partezinha que contradiz tudo.

Agora, quem entrou na onda foi a Turquia, que removeu o ensino de Evolução dos currículos escolares por se tratar de um “tema complicado” tenho certeza que sim. Seus imãs não fazem a menor ideia do que seja, mal tendo entendido o que o Alcorão diz.

Continuar lendo “Religiosos turcos morrem de medo de Darwin”

Happy Darwin Day!

Dia de Darwin (Darwin Day) é uma celebração global da Ciência realizada no dia 12 de fevereiro (hoje!), o aniversário de nascimento do naturalista Charles Darwin. Muitos sites e fundações de pesquisa comemoram o Dia de Tio Darwin.

A data de hoje é uma oportunidade para as pessoas e organizações de todo o mundo para celebrar as nossas semelhanças, em que cada molécula, cada átomo, cada elemento teve origem há muito, muito tempo; e no mesmo lugar.

Continuar lendo “Happy Darwin Day!”

Quando Darwin odiou o mundo

Você já teve dias em que nada dá certo? Já teve dias de revolta, aborrecimento extremo, raiva de tudo e mergulhou nas trevas da desesperança. Mesmo figuras famosas (e principalmente elas) têm dias assim; entre elas, Charles Darwin.

Em uma carta ao seu amigo, o não menos conhecido geólogo Charles Lyell. Na carta, Darwin diz: que estava muito mal. É o texto de alguém conturbado, num momento que todos nós já passamos um dia.

Continuar lendo “Quando Darwin odiou o mundo”

A evolução da beleza da Evolução

Em 1859, as ciências biológicas mudaram radicalmente. Pode-se dizer que a começou o E.D.: Era Darwin, quando o naturalista britânico publicou sua opus maxima, cujo título completo é Sobre a Origem das Espécies por Meio da Seleção Natural ou a Preservação de Raças Favorecidas na Luta pela Vida. Bem, se as pessoas já se assustam com um parágrafo de blog hoje, um título quilométrico desse é capaz de fazer muitas pessoas saírem correndo gritando, ou tascar logo um TL;DR. Antigamente não era muito diferente, o que se perpetuou até hoje, quando um bando de apedeutas ainda insiste em dizer que Darwin falou que a) O Homem veio do macaco (examinando alguns comentários que aparecem aqui, acho que alguns vieram das antas) e b) A Natureza seleciona o mais forte.

A obra de Darwin não tinha o que poderíamos chamar de apelo estético. Nada de fontes muito caprichadas ou diagramações supimpas, o que separa homens de meninos. Se por um lado tivemos o "feio" livro da "Origem das Espécies" sem nenhum fru-fru, pelo outro temos o festival de dizáine daquela bosta de "O Segredo". Agora, uma artista especializada em História Natural resolveu dar uma contribuição ao tio Darwin, preparando belíssimas ilustrações para uma edição da obra de Darwin.

Continuar lendo “A evolução da beleza da Evolução”

Vaticano inicia debate sobre Evolução

Senhoras e senhores, está entrando no ar a Voz do Ceticismo.net, sua defesa contra acefalia crônica e debilidade mental auto-infringida.

Por falar em acefalia, o maior antro de acéfalos por metro quadrado, o Império do Mal, Academia dos pedófilos e sede da moderna Inquisição (vulgarmente conhecido como Vaticano) está começando algo que parece um looooooongo debate sobre a Evolução e a ópera bufa chamada Criacionismo. Aliás, se formos ver bem, a discussão não terminou até hoje, desde o tempo do Scopes. E nem espero que irão chegar a um consenso. É apenas para ficar na mídia; afinal, o barbudo mais odiado da história do cristianismo (não, não estou me referindo àquele que foi pregado no pau, mas o cientista) fez 200 anos. Os Sith lá da Itália parecem um bando de emos e detestam concorrência. Continuar lendo “Vaticano inicia debate sobre Evolução”

Evolução vs Criacionismo

Uma das maiores controvérsias reside no embate de duas propostas antagônicas: A Teoria da Evolução, que explica o surgimento as espécies – fundamentada nas pesquisas de Charles Darwin, com base na Seleção Natural – e o Criacionismo, fundamentado unicamente no que vem escrito na Bíblia, e que os religiosos fundamentalistas tendem a aceitar como verdade literal e incontestável de como tudo foi criado, desde o menor ser vivente até o Universo macroscópico.

Nesta série, procuraremos explicar claramente o que é o que, quais as evidências que sustentam as duas proposições, onde elas se contradizem e como determinar qual é mais verossímel. Tentamos não fazer um artigo enorme, indo para as informações mais importantes, deixando muito do histórico detalhado de lado., em favor da concisão.

Acompanhem conosco a história da Evolução, clicando AQUI.

Evolução vs Criacionismo

darwin_godUma das maiores controvérsias reside no embate de duas propostas antagônicas: A Teoria da Evolução, que explica o surgimento as espécies – fundamentada nas pesquisas de Charles Darwin, com base na Seleção Natural – e o Criacionismo, fundamentado unicamente no que vem escrito na Bíblia, e que os religiosos fundamentalistas tendem a aceitar como verdade literal e incontestável de como tudo foi criado, desde o menor ser vivente até o Universo macroscópico.

Nesta série, procuraremos explicar claramente o que é o que, quais as evidências que sustentam as duas proposições, onde elas se contradizem e como determinar qual é mais verossímel. Tentamos não fazer um artigo enorme, indo para as informações mais importantes, deixando muito do histórico detalhado de lado., em favor da concisão.

Acompanhem conosco a história da Evolução, clicando AQUI.

Freud não explica (quase) nada

Por Reinaldo José Lopes

É irônico que um especialista em demolir ídolos, um sujeito que esmigalhava idéias pré-concebidas lambendo os beiços, feito gourmet, tenha ele próprio virado um monstro sagrado. Refiro-me, claro, a Sigmund Freud, o pai da psicanálise. O problema com a canonização de Freud é simples. Assim como não dá para negar a importância do psiquiatra vienense na história das idéias do Ocidente (e, por favor, leia “história” como se a palavra estivesse escrita com neon e letras garrafais), também é inegável que o grosso do que ele propunha como explicação da mente humana é… bem, porcaria. Pronto, falei.

Read more »

Por que Darwin rejeitou o Design Inteligente

Um dos sinais de uma teoria científica verdadeiramente revolucionária é o fato de demorar muito para ser aceita pela maioria das pessoas. Foi apenas recentemente que o Vaticano admitiu ter errado na infame condenação a Galileu, em 1633, por sua defesa da teoria de que a Terra gira em torno do Sol. Do mesmo modo, hoje, 150 anos após primeiro serem publicadas, as teorias de Charles Darwin continuam a suscitar hostilidade em muitos países, devido à rejeição por Darwin da idéia de que a vida manifesta um propósito inteligente.

É irônico o fato de que o próprio Darwin, em certa época, esteve fascinado pela teoria de que todas as espécies surgem em função de um design inteligente – a mesma teoria que, mais tarde, ele procurou eliminar da ciência em seu livro “A Origem das Espécies” (1859). Read more »