O que tem oito patas, sobe pelas paredes e pode salvar vidas, mesmo não tendo uma?

Uma aranha! Entretanto, não é uma aranha comum e ninguém precisará pegar o chinelo para matar a desgraçada. Ela não está viva, e não é o defunto de um aracnídeo. É um robô, projetado, construído e desenvolvido com um único objetivo: salvar vidas, e isso poderá ser adquirido de forma barata, já que sua força motor será obtida apenas com o auxílio de ar comprimido. Eu quero uma!

Uma das coisas que nossa mente tola imagina é que robôs devem se locomover a) em duas pernas; b) com esteiras que nem tanque de guerra ou c) rodas. Nada mais longe da verdade. A resposta está nos bilhões de anos de evolução biológica: patas. Quanto mais, melhor, e de preferência longas e finas, como as aranhas. Não é à toa que aquelas desgracentas conseguem entrar e sair de qualquer lugar, sobem pelas paredes, escalam suas camas quando vocês estão adormecidos e estão prontas para lhe atacar.

<Break>

Por que usamos inseticidas para matar aranhas, se elas não são insetos? Deveríamos usar aracnidicidas, pois não?

</Break>

Pesquisadores alemães entenderam bem isso e viram que rodas não são a melhor maneira de se locomover em terrenos diferentes de estradas lisinhas como as autobahns. Rodas não são nem indicadas para muitas ruas do Rio de Janeiro; qualquer um que venda kits de suspensão por aqui sabe (e adora) disso. Os chucrutes (também chamados de krauts, mas de forma pouco amistosa) são mais espertos e viram que a Natureza riu mais uma vez. Animais que desenvolveram membros articulados tiveram melhor vantagem dos que os de corpo molenga, o que deu várias vantagens aos artrópodes. Sendo assim, eles desenvolveram um protótipo com uma série de vantagens, e prontos para serem utilizados por equipes de socorro durante catástrofes naturais. Se o Homem-Aranha está intoxicado com um rodiasol, o lance é usar o robô-aranha (não, ele não vem com musiquinha tema nem se balançando por teias. Também não solta piadinhas, mas o Spiderman do cinema também era tosco nesse sentido).

Jannis Breuninger é desenvolvedor de produto da Fraunhofer-Institut für Produktionstechnik und Automatisierung  (Instituto de Engenharia de Produção e Automação Fraunhofer), em Stuttgart. Ele sabe que este não é o primeiro robô-aranha do mundo. O diferencial é o que o faz andar: ar comprimido. Na reportagem que vocês verão abaixo, feito pela Euronews, Breunninger diz que ar existe em qualquer lugar e o protótipo usa muito pouca tecnologia complexa, onde ate mesmo sua carcaça é feita de plástico. Infelizmente, não puderam usar eco-bag. Acompanhe a reportagem (sim, em inglês).

Breuninger ainda acrescentou que o robozinho pode entrar em qualquer cantinho que dê passagem, podendo levar câmeras (especiais ou não) para vídeo em tempo real, o que será uma mão na roda (roda! Hohoho, como eu sou o máximo em piadas!) para localizar feridos em situações de extremo perigo, onde grupos de busca não podem entrar, ajudando-os a direcionar a procura por sobreviventes em, digamos, terremotos.

O robozinho é um protótipo ainda e, obviamente, os estudantes que trabalharam nele (sim, é um trabalho de faculdade) ainda têm muito o que ajustar, mas é claro que seu preço barato, por usar peças comuns, cujo preço estimado seria inferior a 1000 dólares (se for usado no Brasil, o preço subirá para algo próximo a 200 mil reais). Isso fará com que o simpático robozinho pernudo seja utilizado por qualquer tosco como eu que esteja, por exemplo, com preguiça de procurar o controle remoto da TV. Mal posso esperar para comprar o meu na DealExtreme!

10 comentários em “O que tem oito patas, sobe pelas paredes e pode salvar vidas, mesmo não tendo uma?

  1. Bom, a idéia de usar ar é interessante, mas achei o protótipo extremamente lerdo e desajeitado. Eu particularmente aplicaria a tecnologia no estágio em que está num robô centopéia, mas no modo sucrilhos, com muito mais energia. E pernas menores.

      1. @André, Se patente desse dinheiro, era para meu pai ter enriquecido. Bom, tentei desenvolver uma serpente, mas travei no meio do processo, na teoria era um sucesso, na pratica só pesadelo. Mas uma centopéia foi algo que me ocorreu ha alguns anos e nao tentei ainda.

          1. @André, aqui vão elas: http://www.patentesonline.com.br/sistema-eletronico-de-degelo-e-controle-de-temperatura-de-refrigeradores-e-assemelhados-45635.html
            http://www.patentesonline.com.br/desbloqueador-automatico-eletro-mecanico-para-forcador-de-ar-de-resfriador-de-forro-36390.html

            O problema não é advogado, patente não necessariamente é rentável como gostaríamos que fosse. Eu particularmente adoraria ter sido o inventor da tampa de caneta BIC, mas…
            Alias, meu pai já é falecido.

          2. @A. Percy, A Apple e a Samsung estão travando uma verdadeira guerra por causa de patentes. Talvez se registrasse em outro país dê mais certo. Aqui no Japão tem cada neguinho que fica milionário com uma invenção mais bizarra que a outra…

  2. Não vai demorar para esse tipo de robô aparecer no mercado. A prova disso são esses robôs que aspiram a casa toda e ainda volta para o carregador automaticamente. Meu sonho de consumo, mas muito caro. :|

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s