Uma Homérica Automação

Estamos investigando a automação, quando surgiu e porque surgiu. Surgiu porque somos preguiçosos, mas, mais do que isso, ela se disseminou em muitas obras e algumas delas eram apenas narrativas heróicas, Antes de enveredar para isso, entretanto, primeiro de tudo, precisamos saber que diabos é isso de automação.

Continuar lendo “Uma Homérica Automação”

Automação: O Início

O ser humano é preguiçoso por natureza. Se não fôssemos, não teríamos inventado ferramentas e tecnologia. Um dos problemas dos índios é que, tendo tudo à mão, eles não tinham motivo para desenvolver tecnologia; mesmo porque, se você tem água em abundância, não precisa fazer aquedutos, se tem comida ao alcance da mão, não precisa desenvolver armadilhas para capturar peixes ou crustáceos. Se está num clima temperado, não precisa se preocupar com abrigos e proteção contra frio ou calor extremos. Sem necessidade, não há a busca por facilitar a sua vida, posto que ela é fácil, já. Este é o argumento principal de Armas, germes e aço, do Jared Diamond. Continuar lendo “Automação: O Início”

Papa sem algo melhor para falar diz que Inteligência Artificial deve servir à humanidade

O Papa, no uso de suas atribuições (e quando não está sendo explicado que ele não representa os católicos e lhe mandam ler a Bíblia), adora palpitar sobre tudo. Acho enfadonho, mas vá lá. Hoje estamos num Slow News Day. A questão agora é que ele disse que a Inteligência Artificial deveria servir à Humanidade. Continuar lendo “Papa sem algo melhor para falar diz que Inteligência Artificial deve servir à humanidade”

Astronautas instalam puxadinho espacial na Estação Espacial Internacional

Todo mundo tem problema de espaço. No Espaço não seria diferente, já que o espaço lá só é vasto do lado de fora da Estação Espacial Internacional, lá no Espaço. Espaço que não está no Espaço é limitado, já que espaço não é infinito nem no Espaço. Estamos sempre interpretando indevidamente as dimensões das coisas. Por exemplo, lemos que a estação espacial é do tamanho de um campo de futebol, mas sua área útil é muito menor que isso; mesmo porque, a ISS nem é retangular!

Assim como nós guardamos nossas tranqueiras num armário, astronautas também precisam de um lugar para guardar as traquitanas. Em 5 de dezembro de 2019, uma unidade de armazenamento protetora para ferramentas robóticas chamada RiTS (Robotic Tool Stowage) estava entre os itens lançados para a estação como parte da 19ª missão de serviços de reabastecimento comercial da SpaceX para a NASA.

Continuar lendo “Astronautas instalam puxadinho espacial na Estação Espacial Internacional”

Pesquisadores dão tutorial em vídeo para robôs costurarem gente

A cirurgia não é apenas uma questão de conhecimento do corpo humano, mas uma arte. Cortar no lugar cert, cortar fora o que é de direito e – o que é melhor! – costurar tudo sem ter nada faltando ou a mais que não deveria. A sutura é, com certeza, uma parte primordial, e ainda não temos robôs capazes de fazer isso sozinhos. Ao menos, por enquanto.

Uma equipe de pesquisadores da Universidade da Califórnia Berkley e a Intel pensam que é possível ensinar um robô a suturar, aprendendo com vídeos de sutura realizados por cirurgiões reais. É mais ou menos você ver seguidamente um tutorial no YouTube sobre como se solda um tanque de combustível e ir tentar (eles avisam que é pra ser vazio, não ensinam?)

Continuar lendo “Pesquisadores dão tutorial em vídeo para robôs costurarem gente”

O robô abelhudo de Marte

Marte tem uns problemas para sua exploração: sua atmosfera é fina. Como sabemos, o que mantém um avião no ar é o próprio ar. Sendo assim, fica difícil ter aeronaves voando por sobre o planeta vermelho. Mas e se tivéssemos robôs com formato de abelhas com longas asas? Así sim ficaria mais fácil, certo?

Continuar lendo “O robô abelhudo de Marte”

Hoje, pega num tijolo. Amanhã, uma cirurgia

Cirurgias com auxílio de robôs não são novidade, mas veículos automotivos também não são, nem por isso a indústria automobilística para de melhorar os veículos. No caso de tecnologia médica, pesquisadores estão desenvolvendo estudos para avaliar como a estimulação elétrica pode ajudar os usuários a controlar robôs, de forma a auxiliar cirurgiões a estabilizar seus movimentos durante procedimentos assistidos por robôs. A pesquisa foi divertida, praticamente eletrocutando voluntários.

Ok, não foi bem assim, mas quase isso. O que foi que fizeram , mesmo?

Continuar lendo “Hoje, pega num tijolo. Amanhã, uma cirurgia”

Cientistas criam robô dodói

Eu gosto de compartilhar notícias de avanços científicos e tecnológicos. Mas alguns abusam da paciência da gente. Não apenas isso, os jornais correm para noticiar isso, e já que quanto mais apelativa for a matéria, maiores as chances de divulgação, pesquisadores forçam a mão, o que leva a jornaleiros forçarem a mão, e sempre com resultados positivos, pois sempre terá um mané divulgando.

Por exemplo, saiu esta semana que alguns cientistas japoneses criaram um robô capaz de sentir dor, daí alguns já pensaram em androides, revolução das máquinas, humanização de robôs blábláblá. Só que não é bem assim.

Continuar lendo “Cientistas criam robô dodói”

Mão molhada? Robô que sua? Pois é! Ciência é maneira, né?

A todo momento, surgem novas e melhores próteses. Desde aquelas muito maneiríssimas, praticamente lhe transformando num T-800, até aquelas impressas com pRástico, baratinhas e até boas pelo preço que se paga, que normalmente é uma merreca, provavelmente chegando no Brasil custando um braço.

Ainda assim, as próteses têm um pequeno inconveniente: elas esquentam, já que a parte na qual estão presas não permite perder calor sob a forma de transpiração. Daí o que se faz? Isso mesmo! Uma prótese que “sua” (ok, ela não sua, mas vai assim mesmo, já que você vai continuar lendo de qualquer forma. Não vai?)

Continuar lendo “Mão molhada? Robô que sua? Pois é! Ciência é maneira, né?”

Exoesqueleto é bom e tetraplégico gosta. Taqui mais um

Você ligou o “Disque Paraplégico” e foi redirecionado pra cá? Sim, porque se quis falar com Nosso Senhor Jesus, perdeu tempo, ele não liga pra essas coisas. Tentou falar com alguém de Humanas? Eles devem ter lhe dito que qualquer coisa a fim de mudar a condição de alguém impossibilitado de andar era eugenia. Se você realmente quis saber como poderíamos resolver, caiu no lugar certo, pois, só a Ciência pode resolver este tipo de questão.

Vai um exoesqueleto aí?

Continuar lendo “Exoesqueleto é bom e tetraplégico gosta. Taqui mais um”