Sueco metido a McGyver tenta criar fissão nuclear e vai em cana

Sim, eu sei. Parece notícia do Jornal Meia Hora. Richard Handl (e não Häendel) cismou que tinha que usar seu "vastíssimo intelecto" (Disclaimer: isso é sarcasmo, caso não notaram) em prol da Ciência. Assim, ele reuniu vários compostos químicos e pesquisou sobre os problemas energéticos do mundo. O que acarretou é que ele acabou no xilindró, vendo a Greta Garbo nascer quadrada (eu mesmo não sabia que era tão velho a ponto de me lembrar da Greta). Qual o problema? Talvez porque ele estivesse co material radioativo e quisesse fazer uma bomba atômica.

Abbadon tem um problema sério, além da aparência que faz urubu sair correndo: Ele demora um pouco a aparecer e depois me manda notícias para lá de bizarras. Dessa vez foi o caso do Magáiver da Suécia, que cismou de desvendar o segredo escondido na matéria, o que até não é nada demais, posto que muitas cientistas se debruçaram sobre isso por séculos. O problema começou em casa; n]ao que ESTE em si seja o problema, já que muitos cientistas tinham laboratórios caseiros.

Handl resolver investigar como se comportam corpos que apresentam radioatividade como rádio, urânio e amerício. Ele só não tinha plutônio porque as farmácias da Suécia não estavam bem abastecidas. Como a Suécia está adotando a energia nuclear para conter o aquecimento global, Handl resolveu estudar o processo de fissão nuclear, isto é, quando um núcleo atômico se divide em dois ou mais núcleos, após terem sido colididos com um nêutron, por exemplo. Durante a fissão, muita energia é liberada e o elemento antigo dá lugar a um (ou mais) elementos novos, liberando mais nêutrons

Handl tentou por vários meses construir um reator nuclear dentro de seu fogão.  Ele jura de pé juntinho e pela Yggdrasil que conseguira fissão nuclear em seu fogão, chegando até a inspirar a Tati Quebra Barraco em recomendar os fogões da linha Dako. Infelizmente, Handl não estava obtendo muito sucesso, então, nosso inteligentíssimo cientista ligou para o Strålsäkerhetsmyndigheten (algo que parece uma praga em sueco, mas na verdade é o Swedish Radiation Safety Authority — Autoridade Sueca de Segurança contra Radiação) para ter mais detalhes.

Bem, não é que ele ficou sem receber atenção. O problema é que a "atenção" que ele recebeu não foi bem um relatório completo sobre o que ele deveria fazer. Ele recebeu a visita da policia, já que possuir material radioativo é contra a lei e o Governo resolveu fazer com ele o que vinha naquelas revistas oriundas da terra dele. Mesmo porque, fissão nuclear pode dar origem a algo meio que sem importância chamado Bomba Atômica.

Moral da história, o tio pode pegar 2 anos de cadeia só porque tinha curiosidade científica (além de muita burrice). Os meganhas não detectaram nenhuma radioatividade fora do normal na casa dele, mas é melhor não facilitar, que nem na piada da sogra que morreu. A única coisa que morreu foi o sonho de ajudar ao seu país. Sskitsnack acontece.


Fonte: Estadão

15 comentários em “Sueco metido a McGyver tenta criar fissão nuclear e vai em cana

  1. A Suécia possui um dos melhores sistemas de ensino do mundo. Gostei dessa notícia porque mostra que lá tem gente curiosa e disposta a inventar. Quero ver algo parecido no Brasil.

      1. @Alexandre Aguiar, Você não entendeu o que eu quis dizer, mas procure não levar a sério tudo o que dizem.

        Já te disse que tentei montar uma banana de dinamite dsmontando bombinhas de Festa Junina? Bem, se eu estudasse física e química iria mais longe. Com certeza :twisted:

  2. Bacana.

    Eu aprendi que, caso eu queira trabalhar com fissão nuclear no fogão de minha casa, não devo confiar no governo e na polícia!!!

    Mas, falando sério, concordo com o Nihil, o Brasil deveria ter mais gente curiosa. No entanto, se cada pessoa começar a por urânio para assar no forno, teremos grandes problemas.

  3. Quando eu fiz química, tinha um cara da sala ao lado que fazia física e o objetivo dele era apenas de criar um dispositivo capaz de destruir satélites artificiais. Hoje não sei por que diabos, trampa num balcão de farmácia. Talvez se tivessem o incentivado…
    Uns meninos do primário outro dia também fizeram uma bomba que a “puliça” teve que mandar o artefato para Beagá que fica bem longe.
    Da mesma forma que aparece sujeitos metidos a Jesus, brotam também outros que tentam dar uma guinada no mundo.

  4. Eu não entendo… Se ele leu tanto a respeito, como ignorou os riscos que poderiam ocorrer ao manipular tais elementos? Que ele quisesse dar a vida pela ciência – ou o que quer que fosse esse hobby dele – mas arriscar o pessoal em volta é muita negligência o_õ

    Muito contraditório o cidadão.

  5. Enquanto isso no Brasil alguns moleques misturam cola com vidro moído para fazer cerol ou montam um laboratório para misturar drogas no quarto.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s