Lésbicas sulafricanas são estupradas pra que virem mulheres de verdade

Sim, filhos, África. Nem mesmo o Brasil é tão tosco a este ponto (acho). Mais de dez lésbicas são violentadas por semana apenas na Cidade do Cabo, África do Sul. Se antes lá o problema era o apartheid, agora o lance é virar a bateria contra homossexuais, coisa muito normal em países "civilizados". De acordo com a Luleki Sizwe — uma organização de apoio a vítimas de violência sexual — muitos outros casos não são relatados ou porque as vítimas têm medo que a polícia as ridicularize ou que seus agressores voltem a procurá-las.

No mundo politicamente correto, não podemos dizer o quanto os países africanos parecem viver na pré-história. Ao invés de reconhecerem as mazelas de lá, algum tosquinho mequetrefe virá me xingar de intolerante, posto que eu aponto a selvageria que ocorre naquelas bandas. Como se já não bastasse correrem atrás de albinos para fazerem poções mágicas ou de mulheres que têm gêmeos (sendo bruxa por causa disso), agora o alvo é tentarem "consertar" lésbicas. Não, não me pergunte que sentido tem isso.

Na mente insana daqueles idiotas, as lésbicas não são escoceses, digo, mulheres de verdade. Isso fere a masculinidade dos machões que pensam (modo de falar) que a saída é estuprá-las. Dentro da azeitona que eles chamam de "cérebro", estuprar uma lésbica as fará ver como é bom o… a… o… bem, como é bom as partes anatômicas masculinas. Assim, elas largarão de correr atrás de outro rabo de saia, preferindo seres másculos, inteligentes, bem apessoados e charmosos como os próprios estupradores; com isso, elas virarão heterossexuais, "curando-se" do mal vindo de Lesbos (que com certeza aquela gentinha não faz a menor ideia do que seja).

Pouquíssimos casos de agressões contra lésbicas resultaram em condenações judiciais. Ninguém sabe ao certo quantos dos 50 mil casos de estupro reportados anualmente na África do Sul são cometidos contra homossexuais, já que a orientação sexual das vítimas não é registrada, e ninguém se importa. A polícia trata com desdém, a Justiça pouco se dá e o populacho, se bobear, até é a favor dos estupradores. Está em debate a adoção de penas mais duras para casos em que a orientação sexual da vítima seja um fator determinante no crime, mas em minha opinião isso não dará em nada.

O ódio e a intolerância é algo presente em boa parte das pessoas; o que elas fazem é dirigir seu despeito e seu ódio contra alguma coisa, nem que seja a cor da ele, opção sexual, time de futebol, religião etc. Se você achou que a África do Sul estava melhorando,pode voltar pra cama e chorar, pois a situação lá não vai mudar tão cedo.


Fonte: BBC Brasil

19 comentários em “Lésbicas sulafricanas são estupradas pra que virem mulheres de verdade

  1. Caramba, o mundo tá de ponta cabeça! A África demonstra cada vez mais que só tende a piorar se não for feito algo, não duvido que alguém defenda esse tipo de atitude alegando fazer parte da cultura e todo aquele blá blá blá.

    André, sem querer desviar o assunto principal do artigo desculpe minha ignorância, mas existe alguma comprovação cientifica que mostre qual é a causa ou fatores que explicam a homossexualidade em humanos?

    1. existe alguma comprovação cientifica que mostre qual é a causa ou fatores que explicam a homossexualidade em humanos?

      Deve ser a mesma para golfinhos e bonobos. Ou não.

  2. De tão atrasado que o continente se encontra, deveria aplicar-se nacionalmente a Lei de Talião para esses casos.

  3. Já ouvi muita gente dizer que lá está melhorando também. Vejamos:

    Lá um em cada três homens já estuprou uma mulher, muitos acreditam aí da que isso ajuda a pessoa a se livrar do HIV :shock: Resultado disso? É um dos paises com a maior porcentagem de infectados pelo vírus: passa dos 10%.

    Lá existe essa crença idiota sobre bruxarias. Bom lembrar do caso do macaco apedrejado.

    Pois é, a FIFA não me engana. A África do Sul ainda está uma merda. Cidade do Cabo? HAHAHAHAHA! Essa cidade se cadidatou três vezes para ser sede das Olímpiadas. Será que ela merece? Tanto quanto o Rio. WAIT!!

    1. @Nihil Lemos,
      Pois é, a FIFA não me engana
      Pois é, na época pré-copa, as histórias sobre estupros “corretivos” e de estrangeiras eram bem comuns mas, agora que saiu do foco da imprensa, todos já se “esquecem” disso.
      Dá uma pesquisada no Google com [south africa rape tourist] para os últimos 30 dias, e veja que maravilha.

  4. Experimentem digitar no orkut as palavras ‘penetração corretiva cristã’ e você verá a versão tupininquim dessa prática hedionda. Mas destá: há uns 4 meses, quando soube disso, eu mesma fiz a pesquisa e protocolei no Ministério Público para que eles tomassem as providências que entendessem cabíveis.

    1. @Fátima, ”A penetração corretiva é um ato de amor”… :?: :???: :| :shock:
      Eu não consegui me conter em colocar tantos emoticons, mas acredito que as minhas expressões faciais foram a deveras anos-luz, comparativamente. Não adianta, cada dia nos surpreendemos com mais algumas cretinices antrópicas cometidas neste elipsoide (ambas: a versão em Zulu e a versão tupiniquim).
      Aqui entre a gente, Fátima: você, mesmo sendo uma autoridade em Direito e tendo agido louvável e corretamente, crê que vá gerar algum resultado positivo? Ou, do jeito como a caravana ruma, pode acabar em um “não temos nada com isso”, aquela apatia que é conhecida de momentos nos quais tudo acaba em mamata e varreção para baixo do tapete? Não posso me responder, porque não tenho tanto discernimento em tais questões, obviamente, quanto você.

      1. Daniel,

        Não sou nenhuma otoridade, não. Rs

        O André provavelmente me chamará novamente de Poliana Moça, mas sim: creio que será aberto um inquérito civil na instituição e eles recolherão todas as provas possíveis para processar os responsáveis. O Ministério Público e o Judiciário, apesar de todos os problemas que possuem, ainda são o que eu entendo como ‘esperança final’.

        O que me causa temor é que até nessas instituições o câncer da corrupção se instalou (ainda que em pequena parcela do cj de órgãos) e está se espalhando. Se e quando a corrupção de tais órgãos atingir o patamar que existe atualmente no Legislativo e no Executivo, pego meus trapos e dou o fora para qualquer paísocidental que no ranking do ‘Transparency.org’ esteja melhor que essa República das bananas.

        Tenho fé nestas instituições, mas se o povo não se tornar melhor, tudo degringolará e será como John Milton (advogado do diabo) disse ‘o odor fétido tomará tudo e chegará até o céu’.

    1. @Rodrigo Souza a.k.a. Sargento,

      O Sam Harris uma vez escreveu algo que é muito bom para esfregar na cara desses devotos de São Franz Boas.

      “Nem toda moralidade é baseada em religião. Existe uma longa tradição de pensamento moral secular por meio da filosofia. O que há de errado com essa tradição?

      Não há nada de errado com ela a não ser o fato de que a maior parte das discussões filosóficas seculares são confusas e irrelevantes para as questões importantes na vida humana. Deveria ser consenso o apreço ao bem-estar humano. Se alguma coisa é má, é porque ela causa um grande e desnecessário sofrimento ou impede a felicidade das pessoas. Se alguma coisa é boa, é porque ela faz o contrário. Mas existem filósofos seculares batendo cabeça em debates entediantes, dizendo que não podemos falar de verdade moral. Segundo eles, cada cultura deve ser livre para inventar seus ideais morais sem ser perturbado por outros. Isso é loucura. Hoje reconhecemos que a escravidão, que era praticada por muitas culturas, era fonte de sofrimento. Nesse caso, deixamos para trás o relativismo. Por que não podemos fazer o mesmo em outros casos?”

  5. Talvez se o inverso acontecesse teríamos mais “gays” dispostos a provar que são realmente “gays”, a fim de serem corrigidos. O mundo então seria um lugar mais alegre. :grin:

    1. @Sorete, Se o mundo fosse assim tão gay (em seu sentido arcaico), neste momento, haveriam multidões dançando YMCA na frente das supostas beatas radicais que convertem forçosamente…

  6. As vezes penso que essesite deveria mudar de Ceticismo para ”achismo”. A África não é só um país. Há PAÍSES no CONTINENTE AFRICANO, onde o homossexualismo é normal e há outros onde é punido com a morte. A propósito, o Brasil consegue sim ser pior, incentivado pela bancada religiosa, pelos racistas, fascistas, nazistas e todos os que lutam ”pela moral e os bons costumes” Ou não teríamos dezenas de mortes de gays anualmente. Ou não teríamos, hoje, o filho de um casal gay na UTI por ter sido espancado por serem seus pais homossexuais. Aliás, se o OCIDENTE tivesse interesse em apagar o islamismo e o cristianismo fundamentalistas da África, esse número de países onde homossexualismo não é crime, aumentaria. MAS, não há mais muito o que explorar por ali; não se pode mais trazer escravos e, o OCIDENTE lucra muito com a ignorância das pessoas que trabalham em minas de diamantes, minérios, petróleo em alguns países. Onde justamente o islã manda. Dinheiro interessa muito mais que libertar ignorantes de costumes bárbaros. E só para constar, a ÁFRICA possui CENTENAS DE ETNIAS, pessoas que vivem em sistemas
    Agora mesmo · Curtir
    tribais, longe do alcance dos pesquisadores, do ”mundo civilizado”, que não fazem a mínima idéia de como as coisas nesses lugares funcionam. E,semana passada, houve o primeiro casamento gay entre os ZULÚS. Se em PAÍSES DA ÁFRICA se estupram mulheres pos ignorancia e desinformação, na Índia se estupram e se matam por qual motivo? No Brasil, as MILHARES de mortes anuais de mulheres por seus companheiros ou por estupradores, é por qual motivo? E nos EUA, onde o número de pedófilos é o maior do mundo. E a violência doméstica, ídem? Querer mostrar a África como o lugar onde as piores coisas do mundo acontecem, ou é desconhecimento ou preconceito puro.

    1. Minha cara analfabeta funcional, ONDE está escrito no artigo que África é um país? Volta pro Facebook de onde vc copiou este comentário, sim?

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s